Coloque a sua foto aqui: seja um seguidor do Santa Luzia Online

Archive for Abril 2009

Merenda escolar - do sonho ao pesadelo

Depois de dois dias com merendas apetitosas à base de lanches e outras iguarias as escolas municipais acordaram para a realidade, dura, vergonhosa, mas é a realidade. Hoje na escola São José nem merenda nem os flashs das câmeras digitais que registraram os banquetes no início da semana.

Nem a velha e costumeira sopa de letrinhas com caldo amarelo foi servida por lá, pelo contrário, as crianças foram mandadas para casa mais cedo [na hora do recreio] por que não tinham o que comer na merenda, nada, nem mesmo os mingaus de fubá que concorrem com as tradicionais sopinhas.

O interessante, é que nos dias da festejada merenda, várias estrelas de alto brilho da cosntelação petista, marcaram presença nas escolas com suas câmeras em punho para registrar o raro acontecido. Mas hoje o dia em que as crianças foram dispensadas mais cedo por que não tinham o que comer, não apareceu ninguém para eternizar nas telas de cristal líquido de suas câmeras, momento tão dissonante com o início da semana.

Não foram fotografar, talvez, por que esse tipo de fato não serve para a propaganda oficial do governo petista nos outdoors espalhados à margem das rodovias nem para a capa do Jornal de Capanema nas várias reportagens especiais feita pela prefeitura, e pagas com os poucos recursos municipais, naquele veículo da comunicação.

Vaquinha leiteira

O FUNDEB [Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação], fundo exclusivo para a educação onde a maior parte dele é destinado ao profissional da educação, como pode se ver, gotejou este mês nada menos que R$ 1.693.719,38 [um milhão, seiscentos e noventa e três mil, setecentos e dezenove reais e trinta e oito centavos], nas conta da prefeitura de Santa Luzia.

É uma boa quantia, não se pode negar, mas por que faltam cadeiras nas escolas e o pagamento dos ônibus está atrasado?

Merenda escolar de qualidade. Será? Até quando?

Assim como surtiu efeito, o puxão de orelhas na republiqueta vermelha, sobre o transporte escolar para o bairro do Km 48, parece [ainda é muito cedo e pouco confiável] que as verdades ditas aqui sobre a merenda escolar também tocou a consciência [se é que têm uma] dos comandantes da SEMED, que passaram a distribuir, em algumas escolas da sede [que fique bem claro], merenda bem mais nutritiva que a distribuída [até hoje pela manhã] na Florentina Damasceno.

Na São José e na João Gomes está rolando [não se sabe até quando] de sanduíche à baião com charque e outras iguarias bem mais apetitosas que as tradicionais sopas de letrinhas com caldo amarelo que fizeram história nessa administração.

Segundo informações, o acontecido foi uma festa com direito à fotos e mais fotos. É exatamente aí que está o problema, digo:

- Será que toda essa encenação não é apenas para dizerem que o blog mentiu? Ou será que a sessão fotográfica não é apenas para depois estamparem as referidas fotografias em propagandas enganosas dizendo que o município cuida direitinho das criancinhas com merenda de qualidade?

Tomara que os banquetes patrocinados pela SEMED nos últimos dias, não sirvam apenas de modelo fotográfico para o hebdomadário responsável pela propaganda oficial do apedeuta além fronteiras de Santa Luzia City, o "Jornal de Capanema."

Não custa nada lembrar daquela velha máxima: "Quando a esmola é grande o cego desconfia".

Taxa de iluminação pública - o golpe continua

Clique na imagem para ampliar
Apesar da escuridão total nas ruas de Santa Luzia, principal responsável pelos índices alarmantes do crescimento da violência, a população continua contribuindo com o caixa - 2 da prefeitura que arrecada uma verdadeira fortuna com a taxa de iluminação pública cobrada do povo luziense.

Veja só a taxa paga por um consumidor residencial-monofásico: R$ 8,65.

Perfil do consumidor: BAIXA RENDA [aposentado que "sobrevive" com renda mensal de 1 salário mínimo].

Agora uma pergunta que não quer calar:

- O que o governo municipal do "ético" PT está fazendo com o dinheiro surrupiado do salário do trabalhador?

Sinceramente, as ruas continuam mais escuras do que nunca enquanto o povo paga uma conta que não é sua.

Cuidado, eles são expert em tramóias

Não satisfeitos com sua mais nova aquisição, o vereador new fisiologista Franço, os tripulantes da nau petista estão arquitetando mais uma maldade para cima do G com a clara intenção de desestabilizá-lo desviando a atenção do povo das sabujices que cometem na pocilga.

Dessa vez a tramóia dos nefastos vermelhinhos, tem o objetivo claro de barrar as intenções do G de fiscalizar a má versação dos recursos públicos do município.

Comissão que represnta "invasores" da propriedade do seu Heleno tentará audiência na prefeitura amanhã

É amanhã, quarta 29 às 9 h, que a comissão composta pelos quatro vereadores do G e representantes dos populares que invadiram a propriedade do seu Heleno e familiares do proprietário tentarão uma audiência com o executivo municipal no sentido de encontrar uma saída satisfatória tanto para os invasores quanto para os proprietários.

A proposta inicial da comissão, é que o dono da propriedade invadida seja indenizado pela prefeitura, já que as mesmas servirão para ampliação urbana do município e portanto ser responsabilidade da administração municipal.

Todos os "invasores" prometeram comparecer no horário marcado em frente à prefeitura para dá "apoio moral" à Comissão encarregada de representá-los. O ato promete mais uma grande aglomeração de populares nas ruas da Cidade Morena como aconteceu na última sexta-feira na Câmara Municipal quando os integrantes do movimento procuraram o apoio dos vereadores.

Veremos se agora o apedeuta se recusará a receber a comissão em audiência, já que semana passada quando procurado pela liderança do movimento se recusou à recebê-los deixando claro suas intenções com os problemas da população.

Comissão eleitoral para a escolha da nova direção da Escola Florentina Damasceno

Representções:

01- Corpo técnico
Titular: Daví - coordenador pedagógico do turno da manhã
Suplente: Adelane - coordenadora pedagógica do turno da tarde

02- Professores
Titular: Profª. Lusia vanda
Suplente: Profª. Sivania Saldanha

03- Alunos
Titular: Ellen - aluna do 3º Ano "A" da tarde
Suplente: Tamíris - aluna do 3º Ano "C" da tarde

04- Pais de alunos
Titular: Lucineia Batista
Suplente: Dico César

N. E.: Os membros das categorias que integram a Comissão Eleitoral, com o apoio do Conselho Escolar, foram escolhidos em assembleia realizada na escola Florentina Damasceno dia 23 de abril.

Um pouco da nossa história - os primeiros passos da realização de um grande sonho luziense, a emancipação politico-administrativa

Clique na imagem para ampliar

Acima - Ofício Circular Nº 072/89 do então presidente da Câmara Municipal de Ourém, vereador Juracy Ferreira de Araújo, para o presidente da Assembleia Legislativa do Estado na época, Mário Chermont, encaminhando a Resolução Nº 001/89 do vereador Francisco de Assis Ferreira [Assis Pinto] solicitando a conversão da Vila de Santa Luzia no Município de Santa Luzia aprovada no plenário da Câmara Municipal de Ourém no dia 1º de junho de 1989

Clique na imagem para ampliar

Acima - Resolução Nº 001/89, de autoria do vereador Assis Pinto, autorizando a elevação da vila de Santa Luzia à categoria de município

Clique na imagem para ampliar

Acima - Ofício Nº 029/90 da Drª. Ana Selma da Silva Timóteo, juíza da Comarca de Ourém e da 41ª Zona Eleitora [a qual pertence Santa Luzia], ao deputado estadual Nicias Ribeiro, presidente da Comissão de Divisão Administrativa da Assembleia Legislativa do Pará, informando o número de eleitores do então distrito de Santa Luzia aptos a votar.

Clique na imagem para ampliar

Acima - Memorial Descritivo dos Limites Municipais do pretenso município de Santa Luzia do Norte [primeiro nome sugerido ao então futuro município de Santa Luzia].

Assis Pinto falou:

"É verdade que fui eu que tive a ideia de fazer o primeiro requerimento para a Câmara aprovar a emancipação, que mesmo sem ter sido aprovada, logo preparei o projeto e mostrei na Câmara para ser enviado à Assembleia Legislativa. Mas saber de onde seria desmembrada e quais comunidades iriam pertencer ao município de Santa Luzia ou continuar pertencendo à Ourém, Bragança ou Capanema, quais seriam nossos limites, isso para mim não tinha muita importância. Pois o que interessava mesmo era a emancipação da vila. Este sim, era o meu grande empenho".

Fonte: T.C.C. [Trabalho de Conclusão de Curso] da historiadora Maria do Socorro Castelo Branco Barros.

Direção da Escola Florentina Damasceno. Quem se habilita?

Abertas há mais de uma semana, as inscrições para candidatura à direção da Escola Estadual de Ensino Médio Florentina Damasceno, ninguém ainda se habilitou a concorrer.

Marcada para o dia 25 do próximo mês por determinação da SEDUC [Secretaria de Estado de Educação], a eleição [direta e paritária] que escolherá um diretor(a) e dois vices para um mandato de dois anos, prorrogáveis por mais dois [via eleição], ainda não tem nenhuma chapa inscrita apesar de todo o corpo docente, discente e técnico concordarem com o pleito.

Estão aptos à concorrer todos os professores e técnicos da referida escola, desde que pertençam ao quadro funcional efetivo do estado, tendo prioridade os profissionais habilitados na área pedagógica com habilitação em direção, supervisão ou inspeção escolar.

Boas notícias

Recebi informações de que seu Heleno está bem disposto e fora de perigo depois de uma crise que o levou à intervenção médica semana passada durante a invasão de sua propriedade por populares que a lotearam.

Segundo fontes da família, seu Heleno passou três dias internado na UTI apresentando quadro de instabilidades cardíacas, que agora está sob controle e ele terá alta em breve.

Elison Lucena - um luziense no cenário musical paroara

Como baladeiro de plantão que sou, claro que não poderia deixar de prestigiar o "Aniversário da Blitz da Princesa FM" sábado passado no Sítio da Arena em Capanema. Ainda mais depois de ser convidado por um luziense que é sucesso no Pará e no Nordeste, meu brother Elison Lucena, um dos melhores instrumentistas da música paroara que atualmente integra a banda de forró "Tropa do Forró" no comando do seu inseparável teclado.

A festa foi excelente, embalada pela banda forrozeira que sem dúvidas está ranqueada entre as melhores do estado nesse estilo, que cantou praticamente à noite inteira os sucessos atuais do mundo do forró colocando o público pra dançar. Elison, competente profissional que é, fez sua parte com seu teclado mais que afinado acompanhando os vocalistas da banda que não deixam a desejar para nenhuma banda do gênero vinda do celeiro nordestino.

Conjuntura petista

Parece que a republiqueta vermelha está mesmo disposta a bancar [com os pobres recursos municipais da Cidade Morena, diga-se de passagem] a candidatura à deputado estadual do maior parasita da pocilga administrativa petista, aquele moribundo político que já passou pela ALEPA [Assembleia Legislativa do Pará] na década passada, mas que felizmente o povo não quis mais renovar sua permanência no marmóreo Palácio da Cabanagem.

A maioria dos predadores de recursos públicos do PT luziense estão empolgados com a ideia que conta com a simpatia do apedeuta, mas o consenso não é geral, por que não tem o respaldo de uma luzente estrela da constelação petista que anda melindrosa com a atitude da "cumapnherada" que está relegando-a a segundo plano juntamente com sua iniciativa de apoiar para a mesma vaga o "cumpanhêro" de longa data, o deputado Bordalo, que também não estaria muito satisfeito com a traição dos estrelados de Santa Luzia, seu suposto curral eleitoral.

A "Terra de direitos" do MST

Alguém viu a reportagem do Fantástico sobre o conflito do MST [aquele grupo armado que espalha o terror no setor agrário brasileiro] em Xinguara agora há pouco? O comandante dos criminosos no Pará, o nefasto Charles Trocate, foi enfático ao incitar a criminalidade e a desordem no campo:

- Não vai sobrar nenhum latifúndio na região nem para fazer remédio.

O braço armado do PT [digo MST] só está provando que a "Terra de direitos" da governadora Ana Júlia na verdade é uma "Terra sem lei" onde o cidadão não tem direitos.

As ações do movimento não estão fazendo muito bem à imagem do governo de sua principal financiadora, a governadora que sempre abençoou os sem terra com financiamentos públicos, distribuição de cestas básicas e bolsas isso e aquilo.

Operação Caapora também atinge Santa Luzia

A operação Caapora, desencadeada pelo IBAMA e FUNAI com o apoio da Força Nacional e da Polícia Rodoviária Federal, que fechou sete serrarias no vizinho município de Nova Esperança do Piriá tem reflexos diretos em Santa Luzia. Praticamente todos os empresários luzienses do setor madeireiro têm serrarias ou extraem madeira da região e suas serrarias fazem parte das 13 que foram fechadas pela operação.

Certo que a madeira tem origem ilegal por ser retirada de reservas indígenas, mas quem negocia diretamente com os madeireiros são os próprios índios que vendem ou trocam por motos e veículos e depois pedem proteção ao IBAMA e a FUNAI lesando assim os compradores. Muitos luzienses agora estão sem trabalho depois do fechamento de serrarias e extrações agravando ainda mais a problemática do desemprego no município.

O helicóptero do IBAMA passou o dia inteiro sobrevoando a Cidade Morena e regiões próximas na tentativa de flagrar caminhões fazendo o transporte de madeira, deixando os madeireiros muito apreensivos. Pelo menos três empresários do setor que têm base de seus negócios em Santa Luzia, estão sendo procurados pela polícia com mandado de segurança expedido e multas que ultrapassam milhões de reais por desmatamento ilegal.

Prefeitura prorroga validade de concurso

Clique na imagem para ampliar
A Prefeitura Municipal de Santa Luzia, prorrogou por mais dois anos o concuso 001/2007 [realizado em abril de 2007 que venceria este mês] através do decreto municipal 010/2009 [na imagem acima] publicado na última quarta-feira 22 de abril.

Após a prorrogação, a prefeitura resolveu chamar os aprovados no referido concurso que aguardavam há dois anos por esse ato. Entre eles estão muitos dos desafetos da administração, que por questões puramente políticas, ainda não haviam sido convocados mesmo havendo a necessidade desses profissionais no serviço público.

Os concusados que movem uma ação na justiça contra o executivo municipal exigindo a contratação imediata, não constam na lista de convocados deixando claro o revanchismo político que é prática corriqueira na administração petista em Santa Luzia. Ora, o senhor prefeito com tal atitude, não está prestando nehum favor aos aprovados, mas cumprindo sua obrigação no comando da municipalidade, muito mal, mas está.

Barbalhidades

Na coluna Radar, da revista Veja dessa semana.

Minha casa...

O governo Lula não pode reclamar de Helder Barbalho, o filho e herdeiro político de Jader. Prefeito de Ananindeua, na região metropolitana de Belém, Helder assinou na quarta-feira o convênio com a Caixa para a implantação do programa Minha Casa, Minha Vida na cidade. Até aí, beleza. Mas, antes mesmo da assinatura, já fazia sua parte para cumprir a meta do governo de reduzir o déficit habitacional. Começou pela sua própria residência

....minha vida

Aos 29 anos, Helder está construindo uma casa de cinco suítes, com piscina e sauna. Só o terreno, de quatro lotes, custou 500 000 reais. E, apesar do luxo e do patrimônio, o jovem prefeito usou um financiamento da Caixa. O governo já pode comemorar.

Bastidores da política paroara na blogosfera

01- Candidato: Castanhal terá um candidato a deputado estadual da casa. Ou melhor, da própria prefeitura, ou no mínimo, vá lá, do prefeito. Helinho Leite quer chegar a Alepa com um empurrão do pai.

02- Ao Congresso: Em um barzinho da cidade - ele adora um barzinho - Laurivalzinho, ex prefeito da rica Barcarena disse que será candidato a deputado federal em 2010. Só falta combinar com o Barbalho.

03- O papo no avião: No caminho até o Marajó, na festa de Luiz Rebelo [PSDB - ex prefeito de Breves], o senador Mário Couto [PSDB] e o ex governador Simão Jatene [PSDB] tiveram uma conversa sobre a sucessão de 2010. Simão argumentou que o governo de Ana Júlia [PT] está fragilizado, que Jader [PMDB] está descontente e que essa era a hora dos dois se acertarem para terem chances de voltar ao poder.

Disse que tentaria a reeleição já que dentro do PSDB seu nome é o que aparece melhor nas pesquisas e que sua ideia era dividir o Governo entre PMDB, fazer uma composição com o DEM tendo Valéria como vice e ofereceu a terceira parte a Couto, se este abrisse mão da candidatura. O senador ficou de pensar, mas quem estava próximo garante que ficou empolgado.

A verdade é que de lá pra cá o senador está mais tranquilo, deu um tempo em dizer que é candidato. Claro que tudo pode mudar, mas o trajeto até o Marajó serviu pelo menos para amenizar os ânimos. Pelo menos por enquanto.

No blog do Bacana.

Desemprego assola Nova Esperança do Piriá

Reportagem especial do Diário do Pará, edição de hoje, domingo 26 de abril.

A desempregada Celina Ramos se esforça para segurar as lágrimas enquanto conversa com a equipe de reportagem do DIÁRIO. Em sua família, os três irmãos, um primo e ela mesma, estão sem trabalho desde a primeira segunda-feira deste mês, quando todas as serrarias do município de Nova Esperança do Piriá, onde moram, foram fechadas.

“Vocês tem que falar sobre o que está acontecendo aqui, pra ver se alguém faz alguma coisa”, disse a desempregada à reportagem. Celina representa uma das quase oitocentas famílias de Nova Esperança do Piriá que sobreviviam dos empregos gerados diretamente pelo beneficiamento de madeira ilegal, extraída da reserva indígena do Alto Rio Guamá.

A operação Caapora, coordenada pelo Instituto Brasileiro de Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) com o apoio de mais sete instituições, já contabiliza 14 serrarias fechadas e mais de cinco mil metros cúbicos de madeira apreendidos. Celina, de 35 anos de idade, trabalhava em uma dessas serrarias há apenas seis meses.

Antes disso, vivia do cultivo da mandioca em sistema de roça e não vê muitas saídas para o desemprego no município, já que as serrarias já representavam uma saída. “Por enquanto, eu e meus irmãos estamos vivendo da aposentadoria da minhamãe, mas se as coisas não melhorarem, a gente vai voltar pra roça”, conta Celina.

Outro desempregado, Francisco Ednoilson, de 26 anos, disse que vai procurar uma alternativa diferente da escolhida por Celina. “Se até mês que vem não tiver alguma coisa pra fazer, vou apertar o prefeito pra ver se ele arranja”, afirma Francisco, que tem uma esposa e três filhos pequenos para sustentar. Os R$ 300 que Francisco ganhava numa serraria, mesmo sendo pouco, fazem muita falta.

“Agora eu ‘tô’ tendo que vender as coisas de casa, ou então trocar. Troquei minha bicicleta numa outra e tirei uma ‘volta’, e assim a gente ‘tá’ levando”, comenta sobre sua situação financeira atual. Quando perguntado sobre o que achava da operação do Ibama, Francisco apenas abaixa a cabeça e deixa escapar um sorriso que não é de alegria, mas de quem não sabe ao certo o que dizer.

N. E.: Leia aqui a reportagem sobre a operação Caapora que fechou as 13 serrarias no município.

O bom pastor

Padre Elias, sempre atento aos acontecimentos da cidade que abriga seu rebanho, hoje pela manhã durante a homilia na missa das seis, soltou o verbo contra os desmandos praticados pela republiqueta vermelha na Cidade Morena.

O bom pastor criticou ainda a atitude nefasta do vereador Franço, o new fisiologista, que se rendeu aos mimo$ financeiro$ da trupe petista que se abrigou, por vias escusas diga-se de passagem, no Olimpo do poder municipal.

Segundo padre Elias, vereador em Santa Luzia city, está sendo disputado igual galinha assada em leilão: - Quem dá mais? Quem dá mais? Quem dá mais?...

O PT deu mais e levou o nocivo vereador para seu exército de predadores do patrimônio público.

O que ele disse

"Se até o Jacarequara, que é o curral do PT, está sem ônibus para fazer o transporte dos alunos. Imaginem as outras comunidades..."

Frase proferida pelo pai de alunos do Jacarequara, durante uma discussão com tripulantes da nau petista na escola Florentina Damasceno. Muito indignado por que os filhos não estão podendo vir para a escola por falta de transporte escolar que a prefeitura comandada pelo PT não pagou.

Esse é o ético PT paraense

O poster abaixo é do blog paroara Espaço Aberto:

"Na coluna Painel, da Folha de S.Paulo

A lista de bilhetes aéreos emitidos pelo gabinete de Zé Geraldo (PT-PA), especialmente para o exterior, inclui passageiros sem nenhuma ligação com o deputado. Trata-se do mesmo padrão observado no gabinete de Aníbal Gomes (PMDB-CE), onde funcionava um esquema de negociação de passagens da Câmara com agências de turismo de Brasília.

Na lista de Zé Geraldo aparecem o ex-deputado e ex-secretário do governo do Distrito Federal Wigberto Tartuce e seu filho, Wigberto Veloso. Ambos viajaram a Buenos Aires em setembro de 2008. Dono de construtoras, Tartuce é um dos homens mais ricos de Brasília. Em 2006, quando disputou cadeira de deputado distrital, desembolsou R$ 755 mil na campanha".


Comentários do poster:

01- Anônimo disse...
Aposto se fosse para um pobre doente se deslocar até S. Paulo ou qualquer lugar este Depu forneceria a passagem? Com que intuito este Nobre Depu do PT deu estas passagens para este milionário? Acho que tem gato na tuba! Este pessoal do PT do mensalão se esforçam tanto para aparecerem em trabicagens e *barbalhidades.

02- Anônimo disse...
A turma do ganzer/ze geraldo, digo pt pra valer, está rica e enebriada pelo poder, ao passo que se afastam definitivamente das velhas origens de promessas e discursos de militantes petistas, dos lados da transamazônica. Basta ir a Altamira e perguntar ao povo o que pensa a respeito desses dois moços.

*Gostei muito do novo termo barbalhidades....

Sexta do Charque - hoje especial

Depois de vários convites e muitos imprevistos finalmente irei integrar o hapy hour semanal da nossa confraria, a Sexta do Charque. Os amigos Tião Oliveira, Chico Cardoso, Lourinho, Jorginho, Akió, Exs prefeitos Nato Costa e Mico, Antonio Almir e Baby começaram meio que por acaso reunir-se todas as sextas-feira na casa do Chico para colocar o papo em dia depois de uma semana inteira de tabalho.

Claro que nesses encontros não poderia faltar uma cervejinha para animar o bate papo e para tira-gosto, como é muito prático, charque assado na brasa. Depois de algum tempo alguém percebendo o sucesso do bota fora da semana sugeriu o nome "Sexta do Charque" que agradou em cheio todos os participantes.

Fui convidado pelos amigos desde o início, mas o trabalho nunca permitiu minha participação, então como estou de folga irei com certeza. Principalmente depois do reforço no convite quando estive na Câmara Municipal pela manhã com o Tião que também avisou-me que hoje não é uma Sexta do Charque qualquer, mas "A Sexta do Charque", com direito a entrega de carteirinhas dos membros-sócios da confraria que acontecerá na residência do nosso amigo Batista logo mais à noite.

Depois conto tudo pra vocês...

Educação em Santa Luzia - o absurdo dos absurdos

É um dos maiores absurdos já vistos na Cidade Morena, mas é a mais pura verdade. Dezenas de alunos abandonados pelo poder público municipal, que não efetuou o pagamento dos ônibus reponsáveis pelo transporte escolar e por isso interromperam as atividades, se deslocam de "carona" das comunidade com qualquer um que passe pelas estradas para terem assegurado um dos diretos básicos do cidadão, o acesso à educação.

O fato mais lamentável de tudo isso é que ao término das aulas, dezenas de alunos, os que não têm como vir de bicicleta, se amontoam à margem da BR "dando com a mão" para os caminhoneiros pedindo carona na tentativa de retornar á suas casas depois da escola e quando conseguem saem por aí expostos a todos os riscos.

Enquanto faltam cadeiras, merenda e transportes nas escolas o prefeito vai às compras arrematar vereador para reforçar seu exército e assim meter a mão, sem maiores preocupações, nos pobres recursos municipais. Se todos os pais de alunos tivessem a mesma coragem que um senhor da comunidade do Jacaréquara que veio ontem até a escola Florentina Damasceno tomar satisfações sobre o porquê do atraso no pagamento dos ônibus e soltou o verbo com os comandantes da educação, talvez o problema fosse solucionado.

Aí fica a pergunta cedê o representante do povo que tinha a educação como principal mote de campanha? Por que os discursos inflamados em defesa da educação, na época da campanha, foram esquecidos? Ora, as promessas e os discursos não passavam de bravatas eleitorais para confundir o feudo intelectual na elaboração do nocivo plano de se abrigar no poder para defender interesses próprios.

A temperatura foi alta hoje na Câmara Municipal

Como era esperado, o novo vereador fisiologista não "deu as caras" na sessão ordinária da Câmara Municipal hoje pela manhã. Talvez estava ocupado demais com seus novos colegas de parlamento tramando alguma maldade contra o povo luziense, ou está com vergonha de mostrar a cara para aqueles que lhe deram o seu sagrado voto, [se esse foi o motivo, ele pode ficar tranquilo por que seus eleitores não querem olhar no rosto de quem os traiu da forma mais vil] ou poderia está ainda na companhia do apedeuta para limpar-lhe as botas em troca de alguns caraminguados.

Se depender dos 4 edis que apoiam a pocilga administrativa e do new fisiologista, as sessões legislativas nunca mais darão quorum por que eles não comparecem na Câmara para honrar os votos que receberam do povo para representá-lo. Têm vergonha do que fazem com seus mandatos, são servis à rapinagem comandada pela administração chefiada pelos barões da republiqueta vermelha enquanto o povo é apenas um detalhe: serve-lhes com o voto para conduzi-los ao cargo que é moeda de troca nos negócios escusos patrocinados com dinheiro público.

Somente os vereadores Tião Oliveira [PR], presidente da Câmara, Neguinho Coco [PMDB], Nando [PSB] e Socorro Saldanha [PR], os sobreviventes do G após a traição do fisiologista, compareceram ao parlamento luziense para trabalhar e logo na chegada encontraram todos os populares e suas lideranças na invasão da propriedade do seu Heleno pedindo audiência, no que foram imediatamente atendidos, e apoio para resolver de forma amigável o problema iniciado no fim de semana passado.

As reivindicações dos populares são as seguintes:

1ª- Que o poder público indenize o dono da propriedade invadida;
2ª- Máquinas para abrir as ruas do novo bairro;
3ª- Garantias de que as lideranças do movimento não sofram nenhuma retaliação;
4ª- Apoio com infra-estrura que visem a ocupação ordenada do espaço.

As ruas próximas à Câmara foi tomada por centenas de pessoas desde cedo da manhã e, logo que os vereadores chegaram ao prédio lotaram as galerias e o plenário da casa. O presidente convidou as lideranças, Preto do Siridião, Soares [filho do ex vereador Zé Joca] e Maurivan para ocuparem a tribuna e apresentarem a pauta de reivindicação do movimento. Todos se manifestaram deixando claro que antes de procurarem os vereadores tentaram uma audiência com o prefeito que se recusou a recebê-los.

No final da sessão, foi escolhida uma comissão formada pelos quatro vereadores do G e representantes dos "invasores" que tentarão uma audiência com o chefe do executivo municipal na próxima quarta-feira 29, para tentar resolver as questões que envolvem o caso.

Com qual cara ele vai?

Amanhã será a primeira sessão na Câmara Municipal depois que o novo vereador fisiologista passou a beijar, de joelhos, a mão do apedeuta, aquele homem lesivo ao patrimônio público, em troca de alguns mimo$.

Meia cidade estará lá não apenas para assistir à sessão ordinária do dia, mas para ver sua cara, seu comportamento diante do agora desafeto G e principalmente sua postura junto à seus compassas no comando da administração mal versada dos recursos públicos do pobre município luziense.

Seus eleitores querem vê-lo e a opinião pública também.

Alarme falso

Ontem a noite correu um boato pela Cidade Morena de que o seu Heleno [dono da propriedade invadida por populares no fim de semana] teria falecido vítima de enfarte. Tentei ligar, em vão, para alguns dos seus familiares para averiguar a história até por volta das 23 hs, todos os números chamados estavam na caixa postal e o comentário já havia se espalhado pelas ruas tornando-se cada vez mais convincente.

Aí parti para os amigos, foram várias ligações efetuadas e também recebidas de amigos em comum que estavam na mesma angústia, e nada. Lá pelas tantas da noite uma amiga conseguiu entrar em contato com um dos seus filhos e desmentir a conversa que já era dada como fato consumado.

Realmente, seu Heleno que é diabético e hipertenso, passou mal durante a invasão de sua propriedade mas foi internado em Capanema e passa bem sem nenhum risco de morte. Hoje pela manhã estive em Capanema e conversei com sua filha Sueda, vice prefeita do município de Quatirpuru, e ela me confirmou seu quadro estável de saúde. Ainda bem.

Show do Daniel do Acordeon, mesmo atrasado vale à pena comentar

Meio atrasado mas vou comentar, o show do forrozeiro Daniel do Acordeon sábado passado na danceteria Beleza Pura Dance Club do meu brother Dj Judson.

Foi uma a presentação digna do artista que do alto de sua simplicidade conduziu a festa a noite toda embalando o público com o que há de melhor no mundo do forró atual.

Daniel é um daqueles cantores raros hoje em dia, talentoso, simpático e humilde. Como sempre faz em suas apresentações, não canta no palco, mas em baixo no meio do povão contagiando a todos com sua sanfona que parece chorar o ritmo preferido dos luzienses.

Prefeito do PT é ameaçado de morte na "Terra de direitos" da govenadora Ana Júlia

Agora à tarde, na TV Senado, José Nery [PSOL] pediu a palavra ao presidente da sessão para um comunicado inadiável. No discurso o senador paroara falou que o prefeito de Xinguara, José Davi Passos [PT], está sendo ameaçado de morte há algum tempo e que nos últimos dias com os conflitos na região foram intensificadas.

O parlamentar pediu proteção para o prefeito ao Governo do Estado antes que seja tarde demais. Olha que o prefeito e a governadora são farinha do mesmo saco, digo do mesmo partido, e defendem os criminosos do MST. Mas essa não é a "Terra de direitos" de Ana Júlia? Ou os conflitos agrários só aconteciam nos governos do PSDB?

Há uma semana o Brasil assiste aterrorizado a sequência de embates entre seguranças de uma fazenda e os terroristas do MST que feriram inocentes, torturaram jornalistas e depois os usaram como escudos humanos no município onde o prefeito está sendo ameaçado.

O mundo inteiro viu pela televisão o show de barbárie protagonizado pelos Sem Terra, que mesmo assim, tem a cara de pau de desmentir o óbvio com desculpas esfarrapadas. Esse movimento que vem espalhando o terrorismo no campo em todo o País há quase 20 anos, sempre foi o principal gerador de demanda do PT que passa a mão por cimas das dezenas de crimes cometidos pelos comandantes-em-chefe do movimento, como José Rainha Júnior, João Pedro Stedile e agora o coordenador do circo dos horrores em Xingura, Charles Trocate.

O problema com o transporte escolar já começou

Mal começou o ano letivo de 2009 e o pagamento dos ônibus que fazem o transporte escolar já está atrasado. Segundo informações, os proprietários dos mesmos, ainda não viram a cor do dinheiro neste ano, e por isso já paralisaram os serviços deixando de transportar centenas de alunos que ficam impedidos de estudarem por um período indeterminado.

A escola Florentina Damasceno que recebe a maior demanda do interior está funcionando precariamente com os poucos alunos da sede que não dependem do transporte escolar juntamente com alguns que vêm das comunidades para a casa de parentes e deste modo poderem assistir as aulas regularmente.

Todo ano é esse perrengue da prefeitura que não dá a mínima á educação onde falta cadeiras, merenda e transportes [para não se falar em outros inúmeros problemas] apesar dos milhões de reais do FUNDEB que caem religiosamente nas suas contas.

Contadores

O blog está com dois contadores de visitas para testes. Embora sejam do mesmo provedor de gadgets e semelhantes na aparência são diferentes na forma de contabilizá-las.

O primeiro contabiliza visitas diárias por cidades e o segundo todas as cidades sem controle diário, daí a necessidade do teste para verificar qual o melhor.

Talvez tenhamos que conviver com os dois "monstregos" por alguns dias até decidir qual deles permanecerá na aba de gadgets do blog para registrar com eficiência as visitas que tiveram problemas com os três últimos contadores fazendo com que o blog perdesse mais de 40.000 visitas já registradas.

"Causos" e "acontecidos" do bairro da Invasão

O luziense é mesmo um ser bem humorado e criativo, portanto adora fazer uma piadinha com qualquer situação. Lá pelas bandas do bairro da Invasão, segundo a galerinha, rolou os seguintes "causos":

* Uma notável figura luziense [bem sucedida financeiramente e que não perde uma oportunidade] teria demarcado uma enorme área com intenção de construir no local uma mansão com piscina, churrasqueira e área de lazer.

* Os primeiros invasores desencadearam logo cedo uma briga entre si disputando quem ficaria com a área que inclui o açude, pois todos estavam interessados em entrar para o ramo da piscultura.

* Outro luziense integrante da elite financeira, levado pela ambição, teria reservado para si uma área considerável quando foi inquirido pela liderança do movimento para que ele queria uma área daquele tamanho - pois teria que dividi-la com quem ainda não tinha nenhuma - aí o nacional não se fez de rogado e respondeu:

- Esse terreno não é só meu. É da associação dos veteranos para a construção da quadra de futebol Society.

* Uma família do setor de entretenimento da Cidade Morena foi vista circulando pelo local, pois estaria à procura de um amplo terreno para construir a filial da sua casa de shows com a intenção de fazer concorrência com o "Paraíso da Boa" que também fica na periferia da cidade.

N. E.: Todas as personagens citadas nos "causos" acima têm nome e sobrenome, mas para evitar especulações de mal gosto não foram identificadas.

Juvenal Antena

Aqui na Cidade Morena todos os acontecimentos, por mais sérios que possam ser, sempre viram motivo de brincadeiras com piadas bem criativas.

Como o novo bairro da Invasão mais parece uma favela, daquelas que existem nas grandes metrópoles, aglomerando barracos de lona e madeira com um amontoado de gente para lá e para cá, já estão chamando-o de Portelinha [aquela favela da novela global "Duas Caras"] e o Pelado da Vandinha [um dos primeiros a demarcar terreno na propriedade invadida] está sendo chamado pela turminha de Juvenal Antena, e ainda segundo a mesma turminha, já estaria organizando uma associação com a intenção de se tornar seu líder e assim controlar toda a região como fazia a personagem da novela.

Aí já viu a farra, a galera adora tirar um sarro da situação inventando historias engraçadas...

Novo bairro da invasão - quem estão se dando bem são os ricos

Segundo informações recebidas há pouco, tem muita gente que não precisa demarcando terrenos no novo bairro da invasão, e o que é ainda pior essas pessoas [de boas condições financeiras] estão se apoderando de imensas áreas ou de vários lotes.

Quem está à frente da organização do loteamento? Cadê os agentes da diretoria de cadastro da prefeitura que deveriam está por lá coordenando os serviços de distribuição e demarcação para evitar que especuladores tomem conta dos terrenos para depois venderem à preços aviltantes?

Seria bom que houvesse organização e principalmente vigilância e controle nas demarcações. Por que senão os bem sucedidos tomam conta de tudo deixando pessoas que realmente precisam de chão para morar sem teto e sem lar.

Foram vistos por lá comerciantes, donos de várias casas de aluguel, agiotas e outras espécies que povoam a alta classe econômica de Santa Luzia. Esse gente não pode aproveitar-se da situação para tirar vantagens.

Invasão da propriedade do "seu Heleno" - reintegração de posse é díficil

A invasão da propriedade do "seu Heleno" [aproximadamente 50 ha ou dois lotes agrícolas] parece ser irreversível. As centenas de populares demarcaram terrenos e já estão se instalando em toda a área dando origem a um imenso e novo bairro luziense, por enquanto denominado de invasão, fazendo nossa cidade avançar além fronteiras.

A família tentou reaver a posse da propriedade junto à força policial que prendeu apenas alguns dos líderes, mas já era tarde demais, o número de pessoas no local é muito grande impossibilitando a expulsão. Os invasores contam com a simpatia da prefeitura [fornecendo máquinas para demarcação das ruas] e da Igreja Católica [organizando de modo que os mais pobres tenham vez] que estão dando suporte na organização do recém-nascido bairro afim de evitar tumultos e apropriação por pessoas de vida financeira confortável.

Ainda não estive no local, mas alguns colaboradores do blog estiveram lá ontem por toda a tarde sentindo o clima e tiraram alguma fotos que serão postadas daqui há pouco, para que os leitores tenham uma ideia da dimensão da situação.

Não tive mais contato com a família, amigos de longa data, mas pelo que ouvi de todos que estiveram por lá, é praticamente impossível a reintegração de posse o que geraria um problema de ordem social imensurável devido a grande quantidade de famílias que já estão instaladas na propriedade. Então só resta agora ao proprietário negociar uma indenização junto ao poder público para o ressarcimento dos eventuais prejuízos e à prefeitura tomar a frente dos trabalhos para organizar a ocupação do terreno dando condições habitáveis mínimas à população.

Merenda escolar. Sem ou com licitação? Por que às escondidas?

Convidado para uma reunião onde seria oficializado o CAE [Conselho de Alimentação Escolar] um vereador de oposição à latrina administrativa municipal, perguntou a uma graduada estrela como estava o processo de montagem do Conselho e da compra da merenda [em falta nas escolas desde o início do ano letivo] e ouviu o seguinte:

- Já compramos merenda suficiente para o ano inteiro. Aí, o parlamentar perguntou qual o empresário luziense venceu a licitação.

Vejam só a resposta: - Compramos de fora [não explicou onde], por que em Santa Luzia nenhum comerciante está apto à participar de um processo licitatório, pois não têm a documentação exigida para a prestação de contas com o FNDE.

Mentira! A maioria [senão todos] os empresários do setor de alimentos do município são regularizados pela receita estadual, portanto estão aptos a emitirem nota fiscal de qualquer volume de compra. O que acontece é que preferem beneficiar pessoas de outros lugares deixando os comerciantes da cidade na mão em meio a tão grave crise que os atinge em cheio.

Outra dúvida que paira sobre esse procedimento altamente suspeito dos barões da municipalidade é o porquê e como essa licitação foi feita tão às pressas e às escondidas.

Ah, aí tem. E como tem.

Vereador Franço, este espaço também é seu.

Nobre vereador Franço, a repercussão do seu ato foi impactante com reflexos em todo o cenário político luziense que ainda perplexo tenta entender o por que da sua atitude. Se ouve pela ciadade especulações de todo tipo e seus eleitores estão sem entender quais as razões que o levaram a integrar um governo que V. Excª. até semana passada adjetivava de corrupto [como realmente o é] e combatia com com o entusiasmo dos homens de bem.

As dúvidas são muitas e as respostas são poucas, vazias, cheias de entrelinhas e com pequeno grau de credibilidade. As pessoas que o viram em campanha o desconhecem hoje. Cadê aquele homem que pregou ética em cima do palanque e recebeu uma montanha de votos exatamente por transmitir juventude, confiança e principalmente seriedade aos eleitores? O que aconteceu com seus princípios morais que sempre foram sua marca? Não, não dá para reconhecer o homem público que derrepente, sem nenhuma justificativa, mudou de lado. Passou de combatente à integrante de um governo que privilegia o fisiologismo, as negociatas e o desvio de dinheiro público para benefícios particulares.

V. Excª. como ser inteligente que é, analise as consequências de seus atos, reflita e veja o quanto está sendo nefasto aos interesses públicos ao aliar-se com aqueles que não têm compromisso com o povo que sofre as anomalias deste grupo de aventureiros que se assenhorou do poder por vias escusas causando danos irreparáveis ao jovem município luziense.

Assim como foram veiculadas aqui no blog, as supostas razões da sua dissidência do G e a nota de esclarecimento do vereador Tião Oliveira à respeito de boatos que teriam forçado V. Excª a trocar de lado o blog também está aberto à sua defesa. Este espaço terá imenso prazer de divulgar suas explicações aos seus eleitores. Faça isso por que será útil à democracia e ao confronto de ideias.

Certo do seu interesse em honrar seus eleitores com suas explicações, o blog fica aguardando-as para que de uma vez por todas se desfaça esse mal estar gerado no cenário político luziense.

Vereador Tião Oliveira, presidente da Câmara Municipal, esclarece boatos plantados por vereador dissidente do G para justificar sua traição

Abaixo, nota de esclarecimento do vereador Tião Oliveira [PR/G], presidente da Câmara Municipal sobre as inverdades veiculadas pelo vereador Franço [dissidente do G e assumidamente fisiologista] para justificar sua traição ao bloco de oposição ao governo do PT e a negociata [envolvendo dinheiro público] que levou à sua vergonhosa genuflexão diante do apedeuta.

"Meu caríssimo amigo Reinado!

Como sou leitor assíduo de sua página na internet, aproveito para parabenizá-lo pela aula diária e a forma honesta como coloca sua opinião a cerca de diversos problemas que afligem a nossa querida Santa Luzia do Pará.

Aproveito este espaço democrático para fazer um pequeno comentário a cerca da matéria " G-5 - a traição vil e mesquinha". Soube por diversos amigos que o motivo que o Vereador Franço afirma, com todas as letras, para passar a apoiar o grupo petista, foi a de que a minha pessoa não teria cumprido com os compromissos assumidos com o mesmo, levando-o a tomar a decisão de sair do grupo e apoiar a trupe petista. Neste diapasão, aproveito este seu espaço, para dizer ao povo querido da minha Santa Luzia que as palavras do Vereador estão revestidas de inverdades. Em momento algum deixei de cumprir todos os compromissos que assumi, não só com ele, mas com todos aqueles que davam sustentação ao G-5.

Aproveitar para tirar proveito própio dessa situação e colocar a culpa neste Parlamentar não é melhor maneira de agir e de se portar diante do nosso povo. Não sei os motivos que levaram o vereador Franço a tomar tão rigorosa decisão. Não farei nenhum comentário maldoso porque desconheço os reais motivos. Só gostaria que decisões pessoais fossem tomadas com hombridade, sem culpar outrem por vergonha de enfrentar decisões de cunho pessoal e em proveito própio.

Espero que esta decisão seja revista, pois a nossa população ainda confia no nobre vereador Franço e esperará que, inteligentemente, ele reflita e revogue esta decisão. Estamos passivos em cometer erros e reconhecê-los é a melhor maneira de mudar esta trajetória que só irá causar constrangimento e dor ao nobre parlamentar.

Agradeço a sua benevolência em ceder este espaço para este pequeno desabafo, pois fiquei chateado em constatar que inverdades estão sendo contadas para justificar o injustificável".

Um grande abraço.

Vereador Tião Oliveira

O caos da segurança no (des)governo de Ana Júlia

No blog da Franssinete Florezano:

"A volta das execuções dos marcados em lista para morrer, conflitos armados entre seguranças e invasores sem-terra, pedofilia, exploração de trabalho e sexual infanto-juvenil, narcotráfico. A governadora Ana Júlia Carepa precisa tomar medidas urgentes para fazer frente ao recrudescimento da violência urbana e rural, sob pena de ingovernabilidade".

Populares invadem propriedade do "seu Heleno"

Parece que as ações do MST [aquela organização criminosa que invade propriedades particulares e tortura inocentes] chegou até Santa Luzia. Hoje por volta das 3 hs da manhã um grupo de populares invadiu a propriedade do senhor Heleno, no inicio da cidade, onde ele reside com a família num belo casarão símbolo do auge financeiro do setor madereiro do qual faz parte.

Segundo especulações que rola pela City é que a propriedade, de alto valor comercial diga-se de passagem, estaria hipotecada e que seu Heleno não tem o título definitivo da mesma, daí a justificativa da invasão.

Conversei com a família do proprietário, amigos de longa data, que desmentiu todas essas informações e avisou que vai requerer na justiça a reintegração de posse da sua propriedade, que ainda segundo eles, não é improdutiva servindo como criação de gado e plantação de feijão.

O clima na casa do seu Heleno foi tenso o dia inteiro, por conta dos invasores que tomaram toda a área e alguns instalaram suas barracas bem ao lado da residência da família causando medo em todos que se encontravam ali.

Muitas pessoas que se apropriaram das terras são realmente carentes, o que não justifica, e não têm onde morar, mas vi circulando por lá e demarcando extensas áreas de terra pessoas de alto poder aquisitivo proprietárias de excelentes casas e fazendas inclusive, portando sem nenhuma necessidade de se apropriar das terras invadidas, que lhe servirão apenas para negociá-las depois por preços aviltantes. Essas pessoas não precisam de terrenos urbanos e deveriam ser expulsas da área pela organização do movimento ou até pela própria polícia, pois são meros especuladores financeiros.

Dia do índio. O que comemorar?

Ontem, 19 de abril, foi uma das datas mais festejadas no âmbito cultural brasileiro e amplamente lembrada nas escolas com festinhas, exposições e outras expressões que exaltam nossos antepassados, os índios.

Nos domínios municipais luzienses ainda existem algumas etnias silvícolas remanescentes dos primeiros habitantes do Brasil que ainda preservam alguns poucos costumes dos seus antepassados. Ao contrário do que se pensa os indígenas do século XXI não querem mais apito, e nem de longe lembram os nativos que se encatavam com espelhos e outras bugigangas presenteadas pelo homem branco.

O índio moderno desfruta de uma gorda verba federal que cai mensalmente em sua conta bancária, tem escolas equipadas com o que há de melhor em recursos educacionais, notbooks e celulares de última geração e só andam no ar condicionado de pik'ups top de linha.

Que o diga o povo da Cidade Morena que conheceu o caráter desse povo "ingênuo" nas eleições municipais de 2008 onde um índio foi decisivo para o resultado do pleito. O resto da história todo mundo conhece. Com certeza não foi uma data comemorada pelos luzienses que foram passados para trás pelo cara pálida.

É só festa...

Ultimamente os barões da republiqueta vermelha estão mais animados que pinto no lixo, e tudo por conta da maioria virtual alcançada na Câmara Municipal depois que arremataram numa negociata envolvendo dinheiro público o mais novo fisiologista ex membro do G-5.

Essa alegria toda se justifica por que agora, com controle da maoiria no legislativo municipal, podem deitar e rolar com os pobres recursos do município que fazem a festa dessa administração especialista e desvios de dinheiro público.

Os bastidores da política paroara na blogosfera

Os ex governadores Simão Jatene, Almir Gabriel e o senador Mário Couto, todos do PSDB, de olho no governo do estado em 2010.
CANDIDATO I – O ex senador e agora vereador de Belém, Ademir Andrade (PSB) [aquele que desviou 40 milhões de reais da CDP] é candidato a, segundo ele, no mínimo deputado federal. Mandou fazer pesquisa para avaliar sua popularidade. Dependendo, pode sair para o Senado.

JATENE (PSDB) – O maior empecilho para a candidatura de Jatene ao Governo do Estado em 2010 mora em casa. A família não quer que ele concorra, ainda mais depois das 4 pontes de safena que colocou recentemente. Na verdade, o ex governador já passou por duas complicações cardíacas. Os médicos dizem que ele está nos trinques, mas a família acha desnecessário sua candidatura ao governo do estado. Julgam que para deputado federal seria um passeio.

CANDIDATO II – Em seu sítio em Marituba, Mário Couto (PSDB) vive cercado de árvores, pássaros e gente, muita gente. É um batalhão de pessoas que vai dia sim, no outro dia também, até o habitat do senador tratar de um tema específico: a sua candidatura ao governo do estado em 2010. E ele a-do-ra falar deste assunto.

DIZEM POR AÍ - Que Jader Barbalho (PMDB) e Simão Jatene (PSDB) se encontraram por acaso esta semana no aeroporto de Brasília. Aproveitaram e vieram papeando a viagem toda até Belém, deixando meio avião de orelha em pé querendo saber o que os dois falavam. O que será ???

No blog do Bacana.

G - 5. A traição vil e mesquinha

Parece que o G, que era 5 na Câmara Municipal de Santa Luzia City, caiu para 4. Tudo por que um edil da nova safra, inexperiente e altamente fisiologista, esqueceu-se do seu compromisso com seus eleitores [que estão querendo vê-lo pelas costas] e se rendeu aos mimos financeiros patrocinados com o dinheiro público pela latrina administrativa comandada pelo PT.

O nacional, que atende pelo masculino de um país europeu, é o presidente de uma comissão instalada na Câmara para fiscalizar as obras que o PT usou para enganar o povo às vésperas das eleições do ano passado e que agora estão abandonadas soterrando centenas de milhares de reais dos sofríveis cofres do município.

Como todo mundo sabe que as obras de fachada que a republiqueta vermelha usou para conseguir votos não passam de arquitetações eleitorais, trataram logo de seduzir o vereador com propostas financeiras tentadoras para que este passe a integrar a quadrilha que se instalou no comando do município lesando descaradamente o patrimônio público que é a principal fonte de recursos da nova elite luziense.

Nobre vereador, ponha a mão na consciência [se é que tem uma] e analise o tamanho da burrice que está cometendo ao colocar em jogo seu futuro político [se é que ele ainda existe] em uma ngociata vil dando uma bofetada na cara dos seus eleitores que tanto confiaram em você.

Pense bem e veja que o dinheiro que caiu no seu bolso é aquele que está fazendo falta nas escolas onde as criancinhas não têm merenda nem cadeira para sentarem. É o mesmo dinheiro desviado das obras paradas das quais Vossa Excelência é o presidente da comissão responsável para fiscalizá-las. É dinheiro público, fruto dos impostos que eu, você e todos seus conterrâneos pagamos e vemos escorrer pelo ralo nesses acordos vergonhosos que qualquer homem público de caráter e bom senso [como V. Excª. mostrava-se nos tempos de campanha] deveria manter distância.

Mais ainda, lembre-se: o mandato que V. Excª. está ocupando e usando para conseguir benefícios particulares lhe foi dado pelo povo para representá-lo e trabalhar em benefício do município, não para ser mais um a se beneficiar do desvio de dinheiro público. V. Excª. deve perdão a quem o elegeu, que está perplexo e decepcionado com sua atitude mesquinha.

Pense nisso e corrija seu erro enquanto é tempo, ou será tarde demais, e da mesma maneira que o povo o elevou à tal posição pode tirá-lo de lá pela traição sofrida.

Novo contador

O blog está com um novo contador de visitas. Como todos sabem, no fim de semana o contador antigo "deu pau" deixando de registrar as visitas diárias e prejudicando as postagens.

Essa é a terceira vez que o blog tem problemas com o contador, e por conta disso já foram perdidas mais de 40.000 mil visitas, o que é uma pena.

Esperamos que este contador que foi instalado hoje, cumpra seu papel e não nos deixe mais na mão.

Então vamos lá, começando do ZERO mais uma vez...

Cidade assustada

Santa Luzia anda assustada com o crescimento alarmante de arrombamentos à residências e estabelecimentos comerciais.

No último fim de semana pelo menos três residências foram arrombadas durante a noite, e um armarinho nas proximidades do mercado municipal também foi arrombado e saqueado no sábado à noite. Os bandidos levaram praticamente toda a mercadoria sobrando pouca coisa nas prateleiras.

O interessante é que ninguém ver nem ouve nada. A ação dos fora da lei é beneficiada pela escuridão que impera nas ruas da Cidade Morena, que mesmo com a população pagando a taxa de iluminação pública [imposta pela prefeitura], a cidade não dispõe desse serviço e o mais interessante é que não se sabe para onde vai essa montanha de dinheiro que é saqueada da população pela Rede Celpa e pela prefeitura.

Problemas no blog

Mais uma vez estou com problemas no contador de visitas do blog [esta é a terceira] correndo o risco de perder quase 5.000 visitas.

Nas outras vezes perdi mais de 35.000 visitas devido problema semelhante que fica travando o layout impedindo as postagens e até mesmo um simples navegar na página.

Estou tentando contornar o problema sem trazer danos ao número de visitas já registrado, mas é muito provável que se percam.

Juracy Araújo - 4 anos de saudades...

Hoje faz quatro anos que nos deixou partindo para o andar de cima o ex prefeiro Juaracy Araújo, o primeiro prefeito da Cidade Morena [de 1993 à 1997].

Juracy teve uma carreira brilhante elegendo-se vereador pelo município de Ourém [o mais votado em 1988] onde exercia o mandato como presidente da Câmara quando Santa Luzia foi desvinculada de Ourém pra tornar-se município.

Mesmo com uma administração conturbada e pressionado pela oposição, Juracy marcou sua época com destaque para as grande obras, que era sua marca principal.

"Se os grandes homens nunca tivessem cometido erros, não sabíamos que eles haviam existido."

[Louis Scutenaire]

Bandidos voltam a atacar no Km 48

O trecho que liga o centro da cidade ao bairro do Km 48 continua sendo aterrorizado pela violência que se alastrou no local, principalmente pela completa ausência de iluminação pública, tornando-o alvo preferido dos bandidos que agem à noite sem nenhum constrangimento.

Mesmo depois que a prefeitura transferiu [na surdina] para a população o pagamento da taxa de iluminação pública, a cidade continua totalmente às escuras contribuindo para o avanço da criminalidade que cresce assustadoramente.

Ontem, por volta das 23 hs após um blackout na rede elétrica que durou quase uma hora, um rapaz dirigia-se ao posto do Edno no Km 48 para comprar combustível quando foi atacado na "cabeça da ladeira" por três elementos que o ameaçaram com uma arma e depois o assaltaram em plena rodovia.

É assim que o cidadão é tratado pelo poder público municipal e pela Rede Celpa, sem o menor respeito e sem a quem reclamar, ficando refém de uma situação impensável para uma cidade do porte de Santa Luzia.

Para inglês ver e o paraense se orgulhar.

Todo papa-chibé que se preze, ao bater os olhos nessa foto, com certeza saberá de onde se trata. Por mais que ainda não tenha visitado esse paraíso conhecido mundialmente como o "Caribe Paraense" - Alter do Chão.

Esta foto foi publicada como parte de uma reportagem [que elegeu as 10 paias mais lindas do Brasil e Alter do Chão foi a 1ª colocada] em um dos jornais mais influentes do mundo, o tablóide inglês "The Guardian", que não dispensou elogios a esse cantinho paroara [que não conheço] que deixa os gringos com os quatro pneus arreados.

Água. Mas que água?

Santa Luzia está sendo castigada por um dos mais rigorosos invernos dos últimos tempos, com temporais caindo quase que diariamente sobre nossas cabeças, mas nem isso é capaz de resolver um velho problema: a falta de água da COSANPA.

A Cidade Morena está há três dias sem nenhuma gota d'água nas torneiras para desespero de todos que encontram socorro na casa de algum vizinho que tem um poço. É vergonhoso ver um problema secular e ao mesmo tempo provinciano prejudicar toda a população de uma cidade passando dias e mais dias pelas ruas com dezenas de baldes nas mãos à procura de uma das maiores riquezas paraenses, a água potável, como se estivessemos nos rincões do sertão nordestino.

Um provébio muito usado pelos antigos luzienses continua mais atual do que nunca: "Santa Luzia é a terra de JESUS - durante o dia falta água e a noite falta luz".

Memórias - Aurélio do Carmo

No Jornal Pessoal do Lucio Flávio Pinto.

História

"Aos 87 anos, Aurélio Correa do Carmo tem um currículo reluzente. Ocupou os dois cargos mais elevados de dois dos três poderes no Estado: foi chefe do executivo [governador] durante três anos e meio e chegou ao ápice da magistratura, como desembargador do Tribunal de Justiça durante sete anos. Em nenhum dos dois casos fez carreira. Chegou ao topo através de saltos, graças a qualidades pessoais e a circunstâncias, favorecidos por sua capacidade de conciliar e ser simpático".

Conselhos municipais - o golpe vai ser dado

A tentativa de dá um golpe na democracia reina mais uma vez nas entranhas da republiqueta vermelha no tangente ao comando dos conselhos municipais [escolar e de alimentação escolar] que estão sendo formados nesse início de ano letivo.

As creches estão organizando seu conselho escolar desde semana passada quando foram eleitos os representantes aptos á integrá-lo, mas o resultado não foi homologado por que a oposição obteve vitória esmagadora contrariando os interesses da apedeutakoba representada por aquela figura chucra intelectualmente, que responde pela direção das creches, uma mera servil das vontades nocivas dessa administração lesiva ao patrimônio público.

A figura número um do atraso e do retrocesso educacional luziense, que comanda as creches do alto de sua arrogância, e sua coordenação pedagógica, tão incompetente quanto a titular, figuras completamente ináptas para o exercício da função que lhes foi confiada, na tentativa de vincular o conselho ao comanda da latrina administrativa municipal, não reconheceram a legalidade do conselho e estão peregrinando em outros estabelecimentos buscando informações sobre os procedimentos de elaboração de outro conselho, deixando de lado os princípios éticos da democracia que prevaleceu na escolha dos conselheiros que por vontade dos notívagos serão excluídos das funções para as quais foram eleitos.

Recomento três doses diárias para acalmar os nervos e a consciência...

É exatamente isso que muita gente vai precisar tomar diariamente até o dia 23 aqui na Cidade Morena. Talvez acalme, além dos nervos que estarão à flor da pele esse tempo todo, quem sabe a consciência [se é que existe alguma] também.

O receituário pode incluir um vidro de Óleo de Perboba para lustrar a cara-de-pau que está bastante desgastada pelo uso exagerado nos últimos tempos. Mas provavelmente não seja possível devido o sumiço deste produto do mercado [que não está disponibilizando mais nem em fotografias], de tal modo que não foi possível conseguir nenhum para colocar aqui ao lado do Maracujina, por que o consumo superou todas as expectativas depois das eleições de outubro quando caiu a máscara deixando desnudas as caras-de-pau insensíveis à vergonha.

Olho vivo

Há fortíssimas suspeitas [escrevi suspeitas] de que o chefe de uma dos estabelecimentos municipais de educação de Santa Luzia City está passando a mão-de-gato nos recursos do PDDE [Programa Dinheiro Direto na Escola] que passa dos R$ 50.000,00 [cinquenta mil reais] somente nessa escola.

As atitudes do distinto rapaz está causando um mal está daqueles entre os demais integrantes da cúpula administrativa da referida unidade educacional, que já desconfiaram da rapinagem, e estão ruborizados com a situação constrangedora que envolve à todos.

Não custa nada averiguarem a veracidade dos fatos que se sustenta, segundo informações, por vários indícios.

Fofocódromo

Um dos empresários luziesnses mais bem sucedidos do ramo comercial está em plena lua-de-mel com um brotinho, como se dizia antigamente, depois de encerrar um relacionamento de mais de 20 anos com sua ex esposa.

De vez em quando este senhor é visto passeando com o novo amor à bordo do seu carrão pelas ruas da Cidade Morena curtindo um romance juvenil, digamos assim.

O amor é lindo ou não é?

Pensa que é piada? É a pura verdade...

Parece que os administradores municipais não têm mesmo a educação como a prioridade de seus governos. A prova disso pode ser constatada em Capitão Poço [nosso vizinho] município de médio porte com 41.134 habitantes que detém um dos maiores PIBs do Estado por ser o segundo maior produtor de laranja do país.

A prefeita da cidade, a mais jovem do nordeste paraense, Diana Belo (PP) de 26 anos nomeou ninguém menos que sua manicure e babá de sua filha como secretária de educação. Uma simples dona de casa que cursou apenas o ensino médio e o cargo máximo que já ocupou no serviço público foi o de auxiliar de serviços gerais como temporária na adminitração do ex prefeito do municipio Raimundo Belo (PP), marido de Diana.

Caloteiro

Uma notável estrela luzente da republiqueta vermelha corre o risco de voltar a circular à pés por aí como fazia antes de ocupar as estofadas poltronas da prefeitura com a sua turminha calaceira do (des)governo petista. Tudo por que deu um calote na financeira que bancou o "possante" que exibe nas ruas da Cidade Morena depois da sua meteórica ascensão social nos últimos quatro anos que o levou ao seleto grupo de membros da nova elite que integra a municipalidade.

Mas se o banco apreender o veículo do notívago por falta de pagamento, com certeza não lhe fará falta alguma, por que o nacional hoje é um homem cheio da nota e nem de longe lembra os velhos tempos das falsas ideologias que pregava para arregimentar os fracos de ideias para a construção do caminho que o conduziu aos refrigerados gabinetes que ocupa.

Para onde estão indo os recur$o$ de Santa Luzia?

No mês de março [do dia 1º ao dia 31] a prefeitura de Santa Luzia recebeu de repasse do Governo Federal R$ 3.723.792,55 [três milhões, setecentos e vinte e três mil, setecentos e noventa e dois reais e cinquenta e cinco centavos] de receita líquida incluindo todas as fontes.

Deste montante R$
2.299.124,50 [dois milhões, duzentos e noventa e nove mil, cento e vinte e quatro reais e cinquenta centavos] foram repasse do FUNDEB [Fundo para a Manutenção e o Desenvolvimento da Educação Básica e a Valorização do Profissional da Educação], dinheiro destinado EXCLUSIVAMENTE para a educação como a própria sigla sugere.

No mês de abril [até hoje dia 13] o repasse à prefeitura foi de R$
824.140,28, [oitocentos e vinte e quatro mil, cento e quarenta reais e vinte e oito centavos] o que representa um pequeno percentual, já que faltam ainda as parcelas dos dias 20 e 30 que somadas representam mais de 70% da receita oriunda de repasse federal.Link
Com todos os problemas que a educação municipal vem enfrentando [como já foi exaustivamente abordado aqui no blog], é necessário que a administração mostre ao povo onde está essa montanha de recursos que caiu nos cofres públicos [em um único mês] porque nada de novo, além dos problemas, aconteceu no panorama educacional luziense que só piora a cada dia e sobrevive agonizante justificado por discursos fajutos que não condizem com a verdade dos fatos. O povo precisa saber para onde está indo tanto dinheiro que essa administração nociva aos interesses públicos corroe mensalmente sem o menor pudor lesando a população tão carente de tudo.

Veja o demonstrativo dos repasses na página do Banco do Brasil aqui: mês de março e mês de abril [até hoje].

Comitê

No blog do Bacana.

"Simão Jatene criou uma espécie de 'comitê de notáveis' para avaliarem, averiguarem e analisarem tudo daqui pra frente que possa envolver eleições.

A ideia é acertar muito e errar pouco até 2010, pavimentando o caminho de Simão rumo ao Palácio dos Despachos".

---------------------------------------------------------------------------------------
Simão Jatene é o candidato natural do PSDB ao governo do estado, daí nada mais justo ele alicerçar desde já seu retorno ao comando do executivo estadual.


Santa Luzia sofre com o inverno rigoroso

As chuvas não estão dando trégua nos últimos dias para os luzienses. Depois do temporal que deixou boa parte da Cidade Morena, literalmente debaixo d'água, agora é a vez das estradas que ligam o município ao resto do mundo sofrerem com os implacáveis temporais do nosso "inverno amazônico" que castiga toda a região.

Ontem, Santa Luzia ficou incomunicável [por vias terrestres] por longas 24 horas depois que o asfalto da BR 316 rompeu na comunidade do Km 18 interrompendo o fluxo de veículos na nossa principal via de acesso obrigando os motoristas procurarem desvios para poderem circular, e a alternativa foi desviar o trânsito para a vicinal que liga Santa Luzia à Ourém [PA-124] que não aguentou o tráfego pesado dos caminhões que ficaram atolados gerando mais transtornos ainda e longas filas de veículos que não podiam avançar nem recuar por causa dos grandes atoleiros que se formaram ao longo da rodovia.

Aí já viram o tamanho do problema. Mas pensam que parou por aí? Não, outros motoristas resolveram se aventurar pelo ramal que liga a comunidade do Tentugal à BR 308 [rodovia Capanema - Bragança] na comunidade capanemense de Vila Fátima que não aguentou a movimentação dos pesados caminhões que ficaram atolados em alguns trechos interrompendo o trânsito nessa via alternativa. Aí só restava desviar por Bragança pelo ramal da 12, mas esta rodovia também está interditada na comunidade bragantina do Campinho cortada pelo rio Caeté, que devido às chuvas acumulou um grande volume d'água, que destruiu a ponte sobre o rio que permitia acesso entre os dois municípios.

Portanto, Santa Luzia só era trafegável em direção ao Nordeste, mas hoje pela manhã recebi informações de que os problemas estão parcialmente resolvidos, pelo menos até a próxima grande chuva.

O fiasco do sábado de aleluia

O que era pra ser uma das melhores datas do ano, o sábado de aleluia, tornou-se o maior fiasco de todos os tempos em ambas as festas promovidas na Cidade Morena.

A princípio, como era previsto, todo mundo foi para a "Cervejada" do Beleza Pura que lotou enquanto não deu ninguém no "Festival da Cerveja" da Piscina da MS Produções. Daí tudo correu muito bem com a cerveja bem gelada o que gerou filas intermináveis e muito empurra-empurra para comprar e receber cerveja no Beleza Pura.

Quando a festa estava bombando em plena 1h da manhã, o Dj Judson anuncia que a cerveja estava acabando, jogando um balde de água fria nos ânimos da galera que muito decepcionada foi saindo pouco à pouco dirigindo-se para o Club da Piscina que já tinha desligado o som e apagado as luzes gerando um corre-corre para fazer tudo funcionar às pressas e abrir o portão para o pessoal que chegava às dezenas louco por uma festa, já que estávamos há 40 dias sem nenhuma.

Apesar do repertório ruim e do local não muito agradável, todo mundo resolveu terminar a noite no "Festival da Cerveja" que também começou a vender como água no deserto gerando os mesmos tumultos para comprar e receber cerveja no bar, até que lá pelas 4 hs [já com a cerveja quente] o dj anuncia que a cerveja havia acabado também. E acabou mesmo, deixando todo mundo com água na boca e bastante revoltado com tanto despreparo dos promotores de eventos em Santa Luzia que sequer tiveram competência para organizar dois grandes eventos similares em plena temporada de volta às festas após a Quaresma.

Conselhos municipais - a tentativa de golpe continua...

A polêmica dos conselhos municipais continua dando o que falar nos bastidores políticos da Cidade Morena. A taboca rachou semana passada lá pelas bandas da creche que é comandada com mão de ferro por uma das figuras mais retrógradas e incompetentes do meio educacional luziense que foi alçada ao cargo pela republiqueta vermelha desde sua instalação no comando da latrina administrativa municipal.

Chucra intelectualmente e incapaz de responder por qualquer cargo de chefia em uma administração, a ditadora que comanda a creche fez exatamente como manda o alto escalão apedeuta: atropelou todos os princípios legais da moralidade para controlar o conselho que administra a verba destinada á merenda das criancinhas da pré-escola. Mesmo com uma vitória esmagadora dos representantes da oposição a tirana não se intimidou colocando em prática os planos malignos da cúpula que comanda a educação em Santa Luzia.

Para maiores informações, a unidade que está sob o jugo dessa dantesca figura, funciona em um casarão que estava abandonado há mais de 20 anos e fora alugado pela prefeitura para servir de escola para crianças de 3 a 6 anos sem nenhuma condição, representando riscos paras as mesmas que são obrigadas a estudarem num ambiente assustador com salas e corredores escuros inadequados para a prática da educação infantil.

Segundo algumas fontes, o antigo casarão está totalmente cercado pelo mato, com grades enferrujadas exibindo enormes rachaduras nas paredes danificadas pela ação do tempo, que foram maqueadas com uma demão de tinta na tentativa de esconder o problema. E para piorar, as crianças são obrigadas a permanecerem trancadas atrás do velho gradil naquele ambiente fétido que nem de longe lembra um ambiente escolar, tendo que se alimentar [quando tem, o que é raro] de merenda de péssima qualidade rejeitada pela maioria dos alunos que leva de casa seu próprio lanche para não ter que comer aquela "gororoba", como eles mesmos chamam.

É assim que tratam a educação das nossas crianças em Santa Luzia. Esse é o "Governo de todos" do PT...

Gandaia

Hoje a noite promete, com opções para todos os gostos. Desde às sete da manhã os carros de propaganda travam um duelo à parte nas ruas na tentativa de atrair a galera "no grito", digamos assim.

De um lado Dj Judson anuncia sua "I Cervejada do Beleza Pura" com a latinha custando o módico preço de R$ 0,99 a noite inteira. Do outro a MS Produções, que não quer ficar por baixo, vem com o seu "Festival da Cerveja" no Club da Piscina com a latinha de cerveja ao precinho camarada de R$ 0,99, também. Que concorrência boa, quem ganha é o público.

E ainda, na lanchonete Macaxeira's tem seresta com um cantor jamaicano mandando muito reggae até à meia noite para a galera.

O blogger já fez sua opção: vai primeiro de seresta no Macaxeira's e depois de Cervejada do Beleza Pura ao som do meu amigo Dj Judson no comando do seu Mega Arrebentão.

Portanto, a ordem é: - Cair na gandaia a noite inteira, galera!

A fila anda

Só na semana passada o TRE - PA [Tribunal Regional Eleitoral - Pará] cassou quatro prefeitos, de Barcarena, Bujaru, Novo Progresso e Medicilândia, que chegaram ao Olimpo do comando municipal utilizando meios inescrupulosos, e esta semana tem pelo menos mais três para serem julgados.

Ao todo, já passa de vinte, o número de prefeitos de municípios paraenses que foram pegos com a "boca na botija", como se diz por aqui, e o apedeuta é um deles como até as pedras sabem disso.

Te cuida, malandro que a tua chapa tá esquentando no TRE.