Coloque a sua foto aqui: seja um seguidor do Santa Luzia Online

Archive for Maio 2011

Assaltos

Segundo informações, extra-oficiais, no último sábado durante o mega show da aparelhagem "Super Pop Águia de Fogo", em Ourém, por ocasião do aniversário de 249 anos da cidade os assaltos e furtos deram a tônica por lá.

Pelo menos três luzienses que estiveram na festa foram assaltados, perdendo o aparelho celular e/ou a carteira com documentos e dinheiro para os marginais que aproveitam esse tipo de evento para cometerem os delitos.

Aniversário

Está chegando o aniversário do grande amigo do povo luziense, Edinaldo Lucena, que será comemorado com uma mega festa no dia 10 de junho [sexta-feira] no galpão da Transportador Bonfim com a cobertura musical da aparelhagem "Mega Prícipe Negro" e sua super estrutura de som e iluminação.

Todos os luzienses estão convidados à comemorar com Edinaldo Lucena essa data tão especial para esse nosso irmão, filho de Santa Luzia.

O ingresso da festa será 1kg de alimento não perecível para a formação de cestas básicas que serão distribuídas no dia seguinte, 11/06, para as pessoas carentes da nossa cidade.

Parabéns Edinaldo, pela data e, principalmente, pela nobre iniciativa....

Merenda escolar de qualidade?

Depois da inauguração da escola da comunidade do Broca, obra quase interminável que deixou os alunos sem aulas por um longo período, a gabolisse da petezada aumentou, mas os parasitas esquizofrênicos em questão esquecem que enquanto isso os alunos de outras escolas do município estão em pé por falta de cadeiras e de quebra recebendo aquela merenda intitulada de "gororoba" pelas próprias crianças, que na maioria das vezes se recusam à comê-la.

Na última quinta-feira, 26, durante o encontro dos professores da Rede Municipal de Ensino a nutircionista da Semed [Secretaria Municipal de Educação], totalmente desconectada com a realidade, juntamente com a titular da secretaria afirmaram que o município recebeu só em 2011 o valor de R$ 123.253.00, recursos federais oriundos do PNAE [Programa Nacional de Alimentação Escolar], para a aquisição de merenda escolar. Dinheiro mais do que suficiente para garantir merenda de qualidade nas escolas, mas não é bem isso o que acontece.

Quando militava na oposição a atual secretária de educação, professora Viviane Araújo, era defensora ferrenha da "merenda regionalizada" chegando, inclusive, a fazer desta reivindicação uma das bandeiras de lutas do Sintepp [Sindicato dos Trabalhadores em Educação Pública do Pará] agora do outro lado do balcão, muito bem abrigada nos confortáveis gabinetes palacianos, a ex-sindicalista parece que sofre de amnésia ao defender veementemente, na reunião da última quinta-feira, a aquisição de produtos enlatados [antes considerados, por ela, verdadeiros "venenos" devido à grande concentração de conservantes] para integrar o cardápio da merenda escolar, que segundo um membro do Conselho da Merenda Escolar, que preferiu o anonimato, é apresentado nas reuniões contendo itens como chester de peru, frango in natura, risoto de frango e outras delícias que só constam no papel e nas notas fiscais assinadas por eles para as prestações de contas, como apontado pelo relatório da CGU [Controladoria Geral da União] durante a fiscalização realizada em 2009.

Para não dizerem que estou mentindo quanto a qualidade da merenda servida nas escolas, vejam as fotos abaixo de uma porção de mingau de fubá. Pena que a Internet ainda não reproduz cheiro, senão o caro leitor iria sentir arrelias com o odor desagradável exalado por esse produto.

P25-05-11_08.37[3]P25-05-11_08.37[2]P25-05-11_08.37[1]

Em tempo

Aconteceu ontem, sem a badalação de antes, o Círio da comunidade do Tentugal que por decisão, mais do que acertada, do competente padre Elias, a festividade que acontecia no último domingo do mês de outubro a dois anos foi antecipada para o último domingo de maio devido às grandes festas, de cunho profano para a Igreja Católica, que eram realizadas depois da procissão transformando a orla do rio Caeté num local de bebedeiras que geralemente terminavam em brigas e confusões.

À propósito, amanhã a Paróquia de Santa Luzia realizará, à partir das 19 hs, na Igreja Matriz de Santa Luzia a tradicional Coroação de Nossa Senhora, o ponto alto das comemorações do mês dedicado à Mãe do nossso Senhor Jesus Cristo.

Essa é para os baladeiros de plantão: desde o início do ano que o Sítio da Arena, casa de shows de Capanema, realiza todas as sextas-feiras o "Forró das Antigas": nessas festas rolam somente os sucessos antigos do forró eletrônico, ou seja músicas das bandas presussoras desse estilo que contagiou o país no início dos anos 90.

Está chegando o mês de junho - dedicado aos santos Antonio, João e Pedro - período animado com as festas juninas onde não podem faltar mingau de milho, bolo de macaxeira, quentão, dança de quadrilha e o estouro de muitas bombinhas para animar a chamada quadra junina.

A comunidade "Santa Luzia do Pará - PA" no Orkut, criada em 11 de abril de 2006 por este blogueiro que vos escreve, que reúne os filhos desta terra e seus amantes chegou a 1000 integrantes na semana passada.

Apesar de aprovado na câmara e sancionado pelo executivo municipal no início do ano, o projeto de lei que estabelece ajuda de custo para os universitários ainda não está sendo cumprido, ou seja os estudantes nunca viram a cor desse dinheiro. O projeto prevê a quantia de 50% de um salário mínimo [R$ 270,00] para cada beneficiário, mas segundo informações a administração municipal pretende pagar apenas R$ 150,00, mesmo assim até agora está só enrolando e nada de pagamento.

O campus universitário da Ufpa [Universidade Federal do Pará] de Capanema poderá oferecer mais três novos cursos para o vestibular de 2012. Segundo informações da imprensa local o prefeito Eslon Martins [PR] enviou ao reitor da instituição, Carlos Maneschy, pedido solicitando a implantação dos cursos de Direito, Ciências Contábeis e outro na área de Saúde.

À propósito, o Campus Universitário de Capanema já oferece os cursos de Licenciatura em Letras, Matemática, Educação Física, Biologia, Ciências Naturais e Pedagogia e Bacharelado em Administração e Gestão Pública, Sistema de Informação, Administração de Empresas, Artes Visuais, Teatro, Dança e Música, atendidos em 19 turmas, totalizando 539 alunos do município e cidades vizinhas.

Segundo informações de fontes vermelhas com trânsito na administração municipal, o vereador Robson Federal [PT], o mais novo algoz do govenro petista, ainda não procurou a Rádio Curi FM, feudo político da vereadora Lúcia Machado [PT], para repetir as denúncias feitas na tribuna da Câmara Municipal contra o prefeito Louro [PT] e sua turma por desconfiar que a presidente da câmara, que controla a emissora com mão de ferro, criaria dificuldades para impedi-lo de falar diretamente com o povo sobre os graves problemas do município, causados pelos pela nefasta administração capitaneada pelo apedeuta.

Mas, no sábado a emissora serviu de palco para mais um showsinho da "criatura eleitoral" do PT que foi o grande entrevistado num téte-à-téte de cartas marcadas onde todas as perguntas tinham o caráter de exposição da figura e do governo do qual faz parte. Por essas e outras que até os mais céticos não acreditam em racha petista colocando no fronte de batalha a vereadora e a ala palaciana do partido.

Profissão Pinóquio

Os mitomaníacos, principalmente aqueles financiados pelo ilustre contribuinte, servem para dar suporte à governos corruptos que na ausência de realizações os contrata para espalhar mentiras com o intuito de ludibriar a incauta população fazendo propagandas falaciosas de uma administração que tem como único feito os desvios milionários de recursos que tem servido para a visível evolução patrimonial dos seus comandantes.

Forasteiros que alçados ao sabor da gastança de dinheiro público, patrocinada pelos donatários do poder, invadem a terra alheia e ainda se acham no direito de criticar, mesmo que disfarçadamente, os nativos da boa terra que os acolheu para sua nefasta missão: mentir, mas mentir até que suas mentiras pareçam verdades aos olhos do povo.

Os mitomaníacos são perigosos, principalmente quando são pagos para mentir utilizando a poderosa máquina pública. Aí se valem de vocábulos como democracia, ética e outras do gênero para dá robustez à suas investidas contra à massa não esclarecida que não dispõe de meios de informações mais sofisticados ficando à mercê dos aproveitadores de plantão.

Retratos da vida

Hoje, à caminho do Caeté, encontrei com dois ex-vereadores luzienses, da 1ª legislatura, numa roda de conversa com outros amigos e durante o bate-papo animado sobre política, é claro, recordaram saudosamente da época em que faziam parte da câmara. E uma das boas lembranças foi a seguinte:

Nas sextas-feiras mais da metade do quorum, cinco parlamentares, chegava "animada" - digamos assim - para as seções ordinárias. Por que antes de irem para as reuniões essa turma de vereadores, só gente boa por sinal, passava no barzinho e tomava uma certa quantidade de cerveja, só para descontrair.

Segundo palavras da dupla, os vereadores governistas da época eram fiéis, votavam "de porteira fechada" com executivo sem pegar nenhum centavo ou exigir vantagens pessoais em troca do apoio. Tanto que os dois abandonaram a vida pública, após o término do mandato sem canditatar-se novamente, sem nenhuma evolução patrimonial.

Os nobres parlamentares de hoje bem que poderiam se espelhar no exemplo dos ex-colegas...

Calando a boca da petesada.

LIVRE
DEPUTADOS

Preocupado em ter seu nome preservado neste escandâlo da Assembléia Legislativa, o ex-deputado Adamor Aires, que foi o segundo secretário da casa, não contou converssa. Pediu uma audiência ao promotor Arnaldo Azevedo, que comanda o processo, e perguntou-lhe se constava, no inquérito, alguma citação ao seu nome. Foi tranquilizado. Não há nada que possa preocupar o ex-parlamentar.

Nota: Na coluna "Reporter 70" do jornal O Liberal, edição de hoje, domingo, 29 de maio de 2011.

Hoje tem espetáculo...

A trupe petista desembarca logo mais na comunidade do Broca onde armará o circo para mais uma inauguração apoteótica de uma escola, em obras a mais de um ano, depois de passar por aquela maquiagem típica dessa administração.

Segundo informações de fontes dos quadro do próprio partido, diga-se de passagem, a referida escola será entregue à comunidade sem está com a obra totalmente concluída, e que esta ação é apenas mais um espetáculo dos "artistas" na tentativa de recuperar a credibilidade do governo petitsta e desviar a atenção do povo dos graves problemas que afetam o município.

Nos últimos tempos a petesada especializou-se em passar cal nas paredes das escolas e preparar grandes festas para inaugurar o feito com a intenção de dá visibilidade à "criatura eleitoral" deles, o que não tem surtido nenhum efeito, por que o dublê de Che Guevara continua patinando em todas as pesquisas de intenção de votos.

Vereador Robson no encalço dos corrúptos

Fonte do blog que encontra-se nas dependências da Câmara Municipal informa, em tempo real, que neste momento o vereador Robson Federal [PT] está discursando na tribuna da casa e, como esperado, está debulhando o rosário de irregularidades da administração municipal, capitaneada pelo "cumpanhêro" Louro e seus asseclas.

De posse do relatório da CGU [Controladoria Geral da União], que aponta mais de 100 irregularidades envolvendo o desvio de mais de R$ 3 milhões dos cofres da prefeitura, o vereador, baseado na Lei Orgânica do município e no Regimento Interno da câmara, solicitou à Mesa Diretora a abertura de procedimentos para o afastamento do prefeito municipal de suas funções administrativas.

Segundo Robson Federal, é insustentável a situação do prefeito Louro à frente da administração, haja visto que as denúncias contra ele são gravíssimas e, que inclusive, já o levaram à esteira da justiça onde responde dois processos na vara da Justiça Federal em Castanhal e um na Comarca de Santa Luzia, todos por improbidade administrativa e desvio de recursos, podendo custar-lhe o cargo.

Uma pressão funciona. E como funciona...

No final do encontro de professores da Rede Municipal de Ensino, realizado durante todo o dia de hoje, a Semed [Secretaria Municipal de Educação] anunciou o pagamento de um bônus, no contracheque de maio, com recursos oriundos de sobras do Fundeb para todos os professores.

Segundo a própria secretária, professora Viviane Araújo, o valor será de R$ 1.300,00 para cada jornada de 100 hs mensais. Vale lembrar que a administração não está prestando nenhum favor, apenas cumprindo o seu dever por que esse valor, que é uma parcela ínfima em relação ao montante devido, é um direito dos professores que, tardiamente, está sendo cumprido. Os bônus deveriam ter sido pagos desde a instituição do Fundeb, em 2007, proporcionalmente à quantidade de recursos que entra nos cofres do município. E mais, a prefeitura só está pagando esse valor extra por "livre e expontânea pressão" devido as cobranças vindas de todos os setores da sociedade que têm conhecimento dos direitos dos professores e, principalmente, da quantidade de dinheiro que entra mensalmente nas contas da prefeitura.

Este blog parabeniza a iniciativa, mas continua vigilante e não se furtará a cobrar dos timoneiros da administração municipal o que é de direito da população e dos trabalhadores.

Assassinato no Km 18

O crime aconteceu no último domingo, 22, na comunidade do Km 18 quando o corpo de Cleiton Marques da Silva, de 24 anos, foi encontrado às margens de um igarapé, que corta a BR-316 próximo à vila, por um morador que passava pelo local.

O pai da vítima, Luís Martins, que esteve na Delegacia de Polícia de Santa Luzia para registrar ocorrência contou que um padeiro, de nome não revelado, foi quem viu o corpo de Cleiton ainda de madrugada e avisou a comunidade.

Segundo informações, o corpo apresentava marcas no pescoço e nas costas dando sinais de enforcamento e foi removido para o IML [Instituto Médico Legal] de Castanhal que atestou asfixia mecânica como causa da morte. Um inquérito foi aberto para a apuração do crime que continua sendo um mistério para a família e a comunidade.

Calma gente...

Ontem durante o turno da manhã, na escola João Gomes, um jovem senhor, educadamente, pediu licença ao porteiro, entrou na escola e dirigiu-se até a classe onde o filho estuda para... Dá uma surra de cinturão no garoto em plena aula.

Ao invadir a sala, o pai gritou com o filho pegando-lhe pelo braço já com o cinto na mão e começou a bate-lo assustando a professora e as outras crianças. Funcionários da escola tentaram intervir, mas o homem enfurecido xingava, com palavrões, qualquer um que tentasse arrancar-lhe o garoto.

O motivo da pisa, segundo o próprio pai, o garoto é... Muito danado. Ah, sim.

O "encentivador"...

O coordenador da Casa do Cidadão, professor Jocy Barros, deu um grande "ENCENTIVO" aos colegas hoje pela manhã durante sua palestra no encontro de professores da Rede Municipal de Ensino na barraca da santa.

Desconfio que o referido professor andou lendo "os livro ilustrado mais interessante" aprovados pelo MEC para serem distribuídos às escolas públicas ou buscou inspiração no "doutor honoris causa", Lula, o Demiurgo petista.

Só pode ser...

Justiça e cidadania

O fórum da Comarca de Santa Luzia do Pará, sob o comando do Exmº. Sr. André Filo-Creão da Fonseca, juiz titular da referida comarca, recebe durante toda essa semana [de 23 à 27/05] duas equipes de médicos odontólogos integrantes do programa "Sorrisos Felizes", do TJE-PA [Tribunal de Justiça do Estado do Pará], para realizarem procedimentos médicos-odontológicos nos servidores da casa e seus dependente assim como na população em geral.

As equipes [compostas de dois odontólogo, dois assistentes e técnicos de manutenção] estão atendendo os pacientes em dois consultórios itinerantes montados nas dependências do próprio fórum e os serviços prestados, gratuitamente, são: clínica geral, cirurgias, odontopediatria e prevenção e orientação bucal.

O projeto Sorrisos Felizes, pioneiro entre os tribunais de justiça do Brasil, é uma iniciativa do TJE-PA em parceria com as comarcas que tem como objetivo aproximar o Judiciário da população e já foi premiado com a medalha de "Honra e Mérito" do tribunal paraense pela relevância dos serviços prestados.

DSC_0186DSC_0159DSC_0151DSC_0144DSC_0143

IX Povos da Amazônia

Na próxima sexta-feira, 27, a escola Florentina Damasceno, Ensino Fundamental, estará realizando a 9ª edição do projeto "Povos da Amazônia" sob o tema "Os Personagens Amazônicos: História, lutas e cultura!" durante o turno da manhã na quadra de esportes da própria escola.

A programação consta de apresentações teatrais, danças, recitais de poesia, músicas e estandes com guias para os visitantes.
Layout Povos da Amazonia

No Cláudio Humberto

Interesse empresarial

"Um empreiteiro de Carajás [PA], Luiz Pires, investe pesado na campanha para fracionar o Estado do Pará. Foi ele quem contratou o marqueteiro Duda Mendonça para atuar na campanha do plebiscito."


Planalto tira o time

"O Planalto apoiaria a campanha para dividir o Pará em três estados, a fim de romper o domínio tucano, mas caiu fora quando soube que o banqueiro e fazendeiro Daniel Dantas sonha com o Estado de Carajás."

Nota: Da coluna do jornalista Cláudio Humberto.

A criação de novos estados

Querem dividir o Pará, parti-lo em pedaços e criar dois novos estados: Tapajós, na porção oeste e Carajás nas partes sul e sudeste. O Pará que no período colonial, foi a maior unidade territorial do país, englobando Amazonas, Amapá e Maranhão, agora se depara com a possibilidade concreta de virar um estado nanico e de pouca expressão nacional.

Argumentos não faltam, sejam contra ou a favor, alguns frutos de uma situação de completo abandono em que certas regiões do estado se encontram, outros são artimanhas que as elites regionais, ansiosas pelo poder, pregam nos meios populares para obter apoio e atingir seus objetivos, nem sempre nobres.

O escritor Manoel Dutra dos Santos [“O Pará dividido”] mostra com muita clareza como se dá a construção do movimento separatista, identificando os discursos, os argumentos, as manobras das elites e o sentimento regionalista que surgem como uma construção das elites, incorporado aos anseios populares em função de fatores como as enormes distâncias em relação à capital, a precária infraestrutura e o abandono em que se encontram milhares de paraenses que vivem nessas regiões.

Realmente, o Pará é um estado gigantesco, de dimensões continentais superiores a muitos países do mundo. Também é verdade que a carência de infraestrutura ocorre e prejudica todas as regiões, sobretudo as regiões em questão. Mas esses argumentos carecem de respaldo lógico, pois há estados pequenos [Alagoas, Sergipe...] e nem por isso são desenvolvidos como pressupõe o discurso separatista.

O Pará é um estado carente de logística, mas trata-se de uma questão estrutural que pode, perfeitamente, se solucionada com investimentos e pela verticalização da produção mineral que ainda está dando os primeiros passos, em particular, nas regiões sul e sudeste do estado que brevemente contará com uma usina siderúrgica [Alpa - Marabá] para beneficiar os recursos minerais. Inclusive, o nosso Pará é apontado como um estado de grande potencial econômico, capaz de gerar divisas para o seu povo e para o país, ampliando ainda mais o saldo da balança comercial.

É claro que o Pará precisa ser melhor recompensado pelo enorme esforço que faz em favor do país. Questões fundamentais precisam ser colocadas em pauta [Lei Kandir, tributação local do ICMS, a questão de Belo Monte, os impostos pagos pela exploração mineral, a construção do Porto de Espardate...]. São questões que devem colocar o povo como principal beneficiário, resgatando uma enorme dívida social que o estado tem com seus habitantes.

Certamente essas questões não interessam aos separatistas. O "x" da questão é outro, já que a possível criação de novos estados o poder territorial e político será transferido para as elites regionais que afiarão suas garras sobre volumosos recursos transferidos para as novas unidades da Federação. Além disso, milhares de cargos públicos serão criados [Assembleias Legislativas, Câmara Federal, tribunais de justiça e de contas, Senado federal, governadorias, procuradorias...] que lhes darão enorme poder de barganha.

Enfim, por trás do discurso separatista o que está em jogo não é o bem estar do povo que até pode se beneficiar, indiretamente, mas sim os interesses das elites políticas, muitas delas de outras regiões, que manobram para fazer valer seus interesses pouco republicanos.

Embora haja casos bem sucedidos de criação de novos estados, os custos de instalação são elevados de tal forma que se investidos corretamente nos estados de origem dariam para solucionar grande parte dos problemas e criar as condições ideais para que o próprio estado do Pará possa dá um salto gigantesco em direção ao desenvolvimento, favorecendo a todos e sem a necessidade de retalhamento que muitas vezes favorece apenas grupos isolados da região e de outras partes da federação.

  Jorge Daniel
  [Professor, geógrafo e especialista em Educação Ambiental]

Plano B

A derrocada do périplo da "criatura eleitoral" na tentativa de aventurar-se pela seara política, acendeu a luz amarela e forçou a petezada a colocar em ação o "Plano B", digo candidatura da vereadora Lúcia Machado à prefeitura, para ver se cola.

Mas diante da rejeição abissal do governo petista pelos luzienses, essa nova incursão também está fadada ao insucesso, por que o povo não é cego e está careca de saber que o projeto do PT é um projeto de poder ardilosamente arquitetado nos porões sujos da política perversa praticada por essa gente.

Como a pré-candidatura do dublê de Che Guevara não decolou, agora a cumpanherada se apressa para tentar salvar-se do naufrágio agarrando-se na única tábua de salvação colocando em evidência o nome da presidente da Câmara Municipal [dona de uma biografia respeitável, mas que a rasgou quando tornou-se conivente com os desmandos patrocinados pelo governo do seu partido] na tentativa recuperar o tempo perdido.

Ledo engano, o povo não acredita mais na conversa fiada dessa gente que antes de se albergar na prefeitura pautava-se na ética, porém mandaram-na às favas em troca da rapinagem mais vil já praticada por um governo contra os pobres recursos do município.

Orla do Caeté - mais uma obra de R$ 1,99 do PT

Ainda não tinha visto de perto a tão badalada "Orla do Caeté", concluída com 4 anos de atraso e inaugurada com uma apoteótica festa durante o carnaval pela administração petista de Santa Luzia, mas semana passada fui conferir de perto o fruto de uma emenda parlamentar [no valor de mais de meio milhão de reais] do então deputado federal Anivaldo Vale, em 2006.

Minha visita foi mais proveitosa do que esperava. Enquanto fazia as fotos um morador, locatário de um dos quiosques, perguntou se eu fazia parte do governo municipal. Quando respondi que não, ele me passou algumas informações preciosíssimas:

Técnicos da CEF [Caixa Econômica Federal], órgão financiador do projeto, estiveram no local para comparar a obra com o projeto original enviado à entidade pela prefeitura de Santa Luzia e não gostaram nadinha do que viram. Segundo os técnicos a construção apresenta inúmeras e grosseiras irregularidades: a construção não tem nada a ver com o projeto apresentado, na placa não consta o nome do engenheiro responsável e os custos alegados pela administração municipal são muitos superiores ao que efetivamente foi construído.

De acordo com o referido senhor, o engenheiro da Caixa fez imagens do local e garantiu que a obra não custou nem a metade do valor apresentado. E mais, o órgão não vai recebê-la e ainda vai abrir investigação para apurar o visível desvio de recursos.

Confira as imagens:

Maquete virtual que integra o projeto orinal da obra
1-VistaGeral
Placa informativa dos custos da obra fixada no local
DSC03372

DSC06505DSC06533DSC06511DSC06509
DSC06506DSC06522DSC06515

Juiz da Comarca de Santa Luzia põe em prática projeto "Conversando com o juiz".

Ação prevê reuniões periódicas do juiz com a comunidade no espaço físico do salão paroquial da Igreja Matriz.

Cerca de 150 moradores do município de Santa Luzia do Pará, reunidos no salão paroquial da Igreja Matriz, na segunda-feira da semana passada, 16/05, tiveram oportunidade de saber um pouco mais sobre seus direitos, em especial sobre a Lei do Idoso. As informações foram prestadas diretamente pelo juiz André Filo-Creão, titular da comarca, localizada na região nordeste do Estado, cerca de 200 km de Belém.

Este foi o primeiro encontro do ano de 2011, do projeto intitulado “Conversando com o Juiz”, idealizado e colocado em prática pelo juiz Filo-Creão, desde junho de 2010. Nos encontros anteriores o juiz discorreu sobre legislação eleitoral [período das eleições], Lei Maria da Penha, Direito de Família, Divórcio, Pensão Alimentícia, entre outros temas. O objetivo do projeto é além de promover uma integração maior entre Judiciário e Sociedade, também levar informações aos cidadãos para que possam exercer sua cidadania plena, conforme seu idealizador.

O magistrado informou fará um novo encontro agora em junho, em data a ser definida com o pároco local, já que depende da disponibilidade do espaço físico do salão paroquial. A idéia do magistrado é promover uma reunião a cada mês e pelo que tem observado “a iniciativa vem agradando a população local que, desse modo, sente-se mais próxima do Poder Judiciário, tendo condições de expor suas dificuldades”, revelou o juiz.

Filo-Creão explicou que durante a reunião, após se manifestar deixa a palavra franqueada para os presentes. Conforme o juiz os presentes fazem perguntas e solicitam esclarecimentos sobre seus direitos. A reunião encerra com um lanche aos presentes patrocinado pela Paróquia de Santa Luzia, por intermédio do Padre Raimundo Elias.

Texto: Glória Lima

Fonte: Site do TJE [Tribunal de Justiça do Estado].

Câmaras desaforaram julgamento de ex-vereador de Santa Luzia do Pará para a Comarca de Castanhal

Réu tem grande influência política no município o que poderia comprometer a imparcialidade do julgamento

À unanimidade, as Câmaras Criminais Reunidas acolheram, na sessão desta segunda-feira, 23, o pedido do Ministério Público para desaforamento do julgamento do ex-vereador de Santa Luzia do Pará, José Maria da Costa Silva, acusado de ser o mandante de duas tentativas de homicídio contra Antônio Ronaldo Lopes dos Reis. O júri popular foi desaforado para a Comarca de Castanhal.

Segundo o Ministério Público, o réu é pessoa influente não só na cidade de Santa Luiza, mas em toda a Região Bragantina, o que poderia intimidar testemunhas e o corpo de jurados. Além disso, o órgão acrescentou que a vítima não é pessoa bem vista na cidade, o que poderia comprometer ainda mais a imparcialidade do julgamento.

Conforme investigações, a vítima teria sido alvo de duas tentativas frustradas de homicídio, em julho e agosto de 2009, a mando do ex-vereador. A motivação para o crime seria suposta “queima de arquivo”. Pelo mesmo crime, também sentarão no banco dos réus, na mesma sessão, Daniel e Edson Souza Ribeiro. A data do julgamento ainda será definida.

Texto: Vanessa Vieira

Fonte: Site do TJE [Tribunal de Justiça do Estado].

O desabafo da professora Amanda

Semana passada foi muito construtiva para a educação do nosso país. Não que tenha acontecido algo notável, no sentido de mostrar ao mundo que o Brasil está no caminho certo, promovendo avanços significativos na educação que o credenciariam para entrar no seleto time de países desenvolvidos do mundo.

Para nossa tristeza esse sonho ainda não aconteceu. O que tornou a semana importante sob o aspecto educacional foi justamente o retrato da educação que de forma simples, inteligente e reflexiva, trouxe á luz a face verdadeira e oculta do nosso sistema de ensino que através da mídia entrou nos lares e nos corações das pessoas.

Durante toda a semana, o Jornal Nacional fez diariamente reportagens que mostravam de forma bastante fiel e didática os melhores e os piores exemplos da educação no país, valendo-se, para isso, da análise dos números do IDEB [Índice de Desenvolvimento da Educação Básica], de informações prestadas pelas secretárias estaduais e municipais de educação que foram auferidas com visitas as melhores e as piores escolas de alguns municípios brasileiros.

A partir disso, montou-se um retrato obscuro de uma educação digna de países do terceiro mundo, uma realidade que exclui, oprime e amordaça o futuro de seus cidadãos que desejam vencer através dos estudos.

Mas não restam dúvidas que o ponto alto da questão foi o desabafo da professora Amanda Gurgel, uma nordestina iluminada que soube ser a voz de milhões de educadores que têm um fardo pesado para carregar e condições insuficientes pra cumprir a tarefa – dos discursos oficiais- de ser “A SALVADORA DA PÁTRIA”. A sábia professora AMANDA, expôs como poucas a realidade, os desafios e os dramas da educação e dos educadores brasileiros. Alguns deles possuem longas e cansativas jornadas de trabalho [manhã, tarde e noite], recebendo, na maioria dos casos, um pobre salário mínimo.

Como é possível salvar o mundo recebendo uma remuneração que mal dá pra sobreviver? Como pode alguém fazer uma educação de qualidade com salas lotadas? Com alunos sentados no chão? Com uma merenda escolar [gororoba] de péssima qualidade? Enfim, a professora Amanda falou abertamente que, ao contrário dos números, a educação é feita de pessoas, pessoas que possuem sonhos, pessoas simples e humildes que só tem uma chance de subir na vida e por isso uma educação de qualidade é a única ferramenta capaz de lhes dá as condições pra atingir seus objetivos.

Essa realidade triste, infelizmente, também povoa o universo da educação luziense, ganhando contornos de tragédia que encurta os caminhos de seus estudantes, destrói os sonhos dos seus educadores que ficam inertes e sem condições de “salvar o mundo” tal como a professora Amanda relatou em sua fala que, mesmo de outro estado, serve pra gente aqui de Santa Luzia do Pará.

Conforme os boletins do Sinttep [Sindicato dos Trabalhadores da Educação Pública do Estado do Pará - secção local], os repasses de recursos públicos para o setor da educação do município de Santa Luzia do Pará cresceram de forma acentuada nos últimos anos. Somente, no período de janeiro à maio, foram mais de cinco milhões de reais. Por que esse dinheiro não foi investido de forma eficiente pra mudar essa triste realidade que se apresenta na educação local e coloca o município entre os piores IDHs do estado?

É preciso que a decência, a eficiência, a honestidade e a boa gestão ocupem o lugar dos discursos de ocasião que só vê as pessoas como eleitores e às vésperas das eleições. A educação local tem urgência e os filhos de Santa Luzia não podem ficar órfãos do futuro, enquanto alguns se beneficiam de volumosos recursos. Quantos médicos, advogados, professores, enfermeiros... Não seriam formados aqui, se a educação fosse levada á sério de verdade? Temos potencial para criar o progresso, mas é preciso que nos dêem a direção correta e as condições necessárias.

Jorge Daniel
[Professor, geógrafo e especialista em Educação Ambiental]

Slogan

"Por uma Amazônia mais forte" - esse é o slogan da campanha separatista que quer esquartejar o Pará com a criação dos estados de Carajás e Tapajós.

A campanha do "sim", sob a batuta do deputado federal Giovani Queiroz [PDT], o maior interessado no fatimaneto do estado, contratou ninguém menos que Duda Mendonça, o badaladíssimo marqueteiro do Lula, para "vender" a ideia de que a Amazônia precisa de mais gente, deputados e senadores, no congresso para torná-la mais forte.


- Até parece que a região precisa de mais picaretas para defendê-la!

Sal

A prefeitura de Salinas já está se preparando para o badaladíssimo veraneio de julho. O prefeito Dr. Wagner Curi [sem partido] fechou parcerias com a iniciativa privada e o poder público estadual para a realização de shows que incluirão três palcos simultâneos na orla do Maçarico para os nativos e veranistas.

Para garantir mais recursos o secretário de turismo de Salinópolis, Raul Kós, esteve semana passada com a secretária nacional de turismo, Bel Mesquita, em Brasília.

Jader virou saco de pancadas de O Liberal

Desde a semana passada que o jornal O Liberal vem publicando, diariamente, reportagens sobre a vida pregressa de Jader Barbalho, o cacique-mor do PMDB paroara e caso de polícia há 25 anos.

O editorial da edição de hoje bate mais uma vez, sem dó nem piedade, em Jader Barbalho. Veja:


Barbalhidades” e impunidades.

A corrupção é banal no Brasil. A impunidade, idem. Corruptos, no Brasil, costumam cantar de galo. Mas ninguém é obrigado a se acostumar com a corrupção, com a impunidade e com corruptos que insistem em cantar de galo. Ninguém é obrigado a aceitar a impunidade como favas contadas, apenas porque os corruptos que refocilam no dinheiro público se valem do amparo de mandatos eletivos para escapar às garras da Justiça.

O dossiê que O LIBERAL publicou ontem, sobre as barbalhidades do maior corrupto que o Pará já produziu em toda a sua história, tem o mérito de sintetizar, em 12 páginas, um pouco do despudor de um personagem que, de tanto cultivar a imoralidade na vida pública, já nem se dá conta mais de que é corrupto.

As barbalhidades reunidas em 12 páginas rendem assunto, todavia, para escrever um livro. Aliás, essas barbalhidades, se detalhadas, se esmiuçadas, se expostas na devida equivalência daquilo que a roubalheira protagonizada pelo notório ladravaz representa em termos de prejuízos para o erário, caberiam apenas em uma enciclopédia. Só assim seriam acolhidos todos os esquemas de dilapidação de dinheiro público que essa ratazana vem promovendo, no Pará e além de suas divisas, nos últimos 25 anos.

As barbalhidades registradas num caderno de 12 páginas têm um sentido pedagógico: o de permitir às novas gerações - que ainda nem eram nascidas quando uma quadrilha começou a barbalhizar, a roubar e a enriquecer ilicitamente - que comecem a despertar para a necessidade impostergável de cobrar dos seus representantes a observância de princípios éticos aceitáveis no exercício de cargos para os quais foram eleitos.

As novas gerações precisam conhecer o ladrão cuja radiografia foi mostrada, com todas as letras, com todos os fatos, com todos os detalhes - sem retoques e sem rodeios -, em 12 páginas.

As novas gerações precisam desenvolver um sentido de autodefesa contra corruptos como o radiografado no dossiê prenhe e pleno de barbalhidades de toda ordem. As novas gerações precisam aprender a ver em homens públicos que barbalhizam o erário espécimes que representam o retrocesso, o atraso, a pedra no caminho para a superação de carências sociais, eis que subtraem do Poder Público os meios financeiros que poderiam atender a demandas urgentes

As novas gerações precisam conhecer melhor que o personagem central do dossiê publicado ontem é o mesmo que, tendo se acostumado tanto com a impunidade, se acha no direito de continuar roubando e de ainda espernear quando outros revelam suas falcatruas.

As novas gerações precisam saber, quando folheiam as páginas de um jornal diariamente corrompido, quando sintonizam uma emissora de TV corrompida - a Rede de Corrupção da Amazônia - e quando sintonizam as ondas de emissoras de rádio igualmente corrompidas, que todo esse patrimônio foi adquirido com o dinheiro dele - o leitor, o telespectador, o ouvinte.

As novas gerações precisam se dar conta de que o corrupto compulsivo, que em três décadas passou da condição de parlamentar inexpressivo para a condição de ladravaz que associou seu nome à corrupção, completa 25 anos de impunidade, muito embora seja réu interestadual.

As novas gerações precisam tomar conhecimento de que não se deve usar de meias palavras para tratar os ladrões. Padre Batista Campos, intrépido jornalista e um dos personagens centrais que ajudaram a animar os ideais cabanos, nos períodos que antecederam a revolução que incendiou o Pará no século XIX, fez constar no alto de seu jornal, “O Paraense”, o dístico seguinte: “De circunlóquios nada sei. / O caso conto como o caso foi. / Na minha frase de constante lei, / O patife é patife; o boi é boi.” É isso, sem meias palavras: o patife é patife, o boi é boi, o ladrão é ladrão. Há 25 anos na impunidade.

Fonte: O Liberal

Em tempo

A "45ª Festa das Flores", realizada no último sábado, foi sucesso total. O local, galpão da Transportadora Bonfim, lotou com os milhares de pessoas, luzienses e visitantes, que prestigiaram a nossa tradição mais longeva que ainda resiste ao tempo. Os acordes da banda Sayonara [51 anos de carreira] embalou a noite mágica, colocando todo mundo pra dançar velhos e novos sucessos num verdadeiro passeio musical que foi do flash back ao forró eletrônico.

À propósito, o Dj Paulinho Monteiro, um dos mais badalados das noites belenenses, também deu um show de competência no palco com os mais novos sucessos da música eletrônica arrastando a multidão, os mais jovens principalmente, para a pista de dança.

Ainda sobre a "45ª Festa das Flores": o Dj Judson, com muita competência, encerrou a noite às 5hs da manhã na tenda eletrônica sob os embalos do tecnobrega e do forró eletrônico "fazendo a festa" dos baladeiros de plantão que não se entregavam ao cansaço e insistiam em querer prolongar a noite.

O Caeté, o balneário mais badalado de Santa Luzia City, ficou lotado durante todo o dia de ontem. As barracas e a faixa de areia ficaram lotadas de luzienses e capanemenses que foram curar a ressaca da "45ª Festa das Flores" nas gélidas águas caeteuaras.

As inscrições para o Enem [Exame Nacional do Ensino Médio] começam hoje às 10hs e vão até às 23:59hs do dia 10 de junho. Os interessados devem acessar o portal do Inep [Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais] para se inscreverem.

A violência continua assustando os luziensese. Ontem à noite, um cidadão bastante conhecido na City foi vítima de assalto dentro da própria residência. Segundo informações, dois marginais surpreenderam a família que foi amarrada e tiveram seus bens: uma moto, dinheiro e telefones celulares levados pela dupla. A polícia está no caso, mas ainda não tem pistas dos criminosos.

Na sessão ordinária da última sexta-feira da Câmara Municipal o vereador Robson Federal [PT], a única mente ainda lúcida do petismo luziense, em discurso digno de oposição, proferido da tribuna da casa, "desceu o sarrafo" na administração municipal capitaneada pelo apedeuta e seus asseclas. Não deixou pedra sobre pedra. Discorreu sobre os saques praticados contra os cofres públicos, do visível enriquecimento dos principais agentes do governo, do abandono da saúde, da educação e da falta de transparência na aplicação das verbas públicas. As palavras contundentes e absolutamente verdadeiras do nobre edil deixaram a petesada de cabelo em pé e a população com a certeza da roubalheira patrocinada pelo governo petista de Louro e companhia. Parabéns ao vereador Robson Federal, o único parlamentar que tem a coragem e a nobreza de defender a população, mesmo sendo dos quadros do partido que comanda a prefeitura. Fica o exemplo aos demais vereadores.

No próximo sábado, 28, a nossa ex-cidade-mãe, Ourém, completará 249 aninhos de idade. A data será comemorada com um grande show da mega aparelhagem de som "Super Pop Águia de Fogo" nas areias à margem do rio Guamá. Tudo 0800.

A próxima grande festa da City será o também tradicional "Baile dos Namorados" organizado pelos amigos Waldenor, Jakson, Negão e Zé Mª. Damasceno que acontecerá no dia 11 de junho.

Números

O total de repasses do Fundebb para Santa Luzia, só em 2011, totalizam R$ 4.307.291,50. Veja o montante dos repasses mês à mês:

Janeiro = R$ 1.058.594,37
Fevereiro = R$ 1.110.188,66
Março = R$ 762.257,62
Abril = R$ 1.376.250,85

Não adianta chorar dizendo que não tem recursos à serem aplicados na educação. O que falta é vontade, por que segundo fontes do próprio governo petista os gastos fixos [salários dos funcionários e transporte escolar] é de R$ 500 mil por mês, portanto está sobrando dinheiro, e muito, do Fundeb. O problema é o destino dessas sobras, que não são pequenas.

- Cadê a transparência que os petitsas tanto cobravam, quando eram oposição, de outros governos?

18 de maio

Hoje, 18 de maio, é o "Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração contra Crianças e Adolescentes" e a data será lembrada com uma grande caminhada pelas ruas da City, organizada pela Semed [Secretaria Municipal de Educação] em parceria com a Paróquia de Santa Luzia e escolas estadual e municipais.

A concentração será em frente ao "Posto do Glécio" no Km 46 à partir das 15:30 hs e a caminhada sairá pontualmente às 16 hs passando pelas escolas São José e João Gomes com destino à praça da Igreja Matriz onde serão feitas algumas falas e apresentações.

O novo Código Florestal

Está em tramitação no Congresso Nacional, a apreciação sobre o novo Código Florestal, discussão esta de grande importância para o conjunto da sociedade brasileira, superando os limites da guerra entre o setor ruralista e os movimentos ecologistas, ambos com forte representação, tanto na câmara quanto no senado. 

Não é uma mera disputa entre governo e oposição que se degladiam pela hegemonia política do país, mas uma questão é salutar que diz respeito ao uso das terras agricultáveis do Brasil, estabelecendo limites e regras à cerca de seu uso pelas atividades econômicas, sobretudo, pelo agronegócio, ora visto como vilão e responsável pelo desmatamento, ora visto como o grande responsável pelo superávit de nossas balanças de exportação colocando o país como um dos celeiros agrícolas do mundo moderno.

Temos a consciência de que é possível e necessário aliar desenvolvimento e preservação ambiental, uma postura [desenvolvimento sustentável] que o setor agrícola brasileiro terá que aceitar se quiser conquistar novos mercados para os seus competitivos produtos, atendendo os condicionantes ambientais necessários exigidos para a abertura dos mercados globais que não vê com bons olhos a degradação ambiental que atualmente ocorre em ritmo acelerado, nos países em desenvolvimento.

Há também uma questão importante que diz respeito à soberania nacional, o direito do país opinar livremente sobre seus interesses internos, longe da pressão decorrente dos discursos inflamados, contaminados pela mídia internacional e pelas organizações não-governamentais, muitas das quais financiadas por países estrangeiros que embora já tenham destruído suas florestas agora são verdes de carteirinha e estão loucos pra transformar a Amazônia em um grande laboratório á céu aberto, um grande centro de pesquisa biotecnológica que é lucro garantido que por pura incompetência e falta de recursos não é priorizada pelo Brasil.

A agricultura familiar que embora não seja tão valorizada recebendo os investimentos necessários para o seu amplo desenvolvimento é fundamental para o país, haja vista que gera milhares de empregos e abastece a população mais carente com os produtos da cesta básica. Nossos pequenos e médios produtores rurais não devem se apequenar diante das discussões sobre o novo Código Florestal, pois vários pontos lhes são de grande interesse.

Os holofotes do congresso estão apontados para discussões do tipo: Onde plantar? Como recompor as reservas legais? Quais os limites para o uso das terras de várzeas? O que se deve ou não plantar nos topos de serras e encostas? Questões como essas são pontos do debate que envolve não somente os grandes produtores rurais e o movimento ecologista, mas principalmente toda a sociedade brasileira que delegou poderes a deputados e senadores e deles espera uma decisão satisfatória.

Jorge Daniel
[Professor, geógrafo e especialista e Gestão Ambiental]

O discurso e a prática - quanta diferença

Fontes do blog informaram que os alunos do turno da noite da escola João Gomes estão sendo dispensados na hora do intervalo por falta de merenda. Nem mesmo aquilo que os próprios alunos chamam de "gororoba" [mingau de fubá, sopa de salsicha, sopa de letrinhas com caldo amarelo e afins] tem mais na dispensa.

Na escola Florentina que ainda está servindo a "gororoba" o problema, que se arrasta desde o início do ano letivo, é a falta de cadeiras. Só tem direito de sentar os alunos que chegam primeiro no portão e disputam uma carreira frenética com os coleguinhas na estrada da escola, os outros assistem aula amontoados na mesa do professor ou em cadeiras quebradas sem o apoio para escrever. A promessa de novas cadeiras era para o mês de abril, porém já passamos da metade de maio, estamos nos aproximando do final do primeiro semestre e nada de cadeiras, nem promessa existe mais.

Diante da caótica situação do sistema municipal de ensino, faz-se necessário lembar que:

Num passado não muito distante, quando oposição, a atual titular da Semed [Secretaria Municipal de Educação], professora Viviane Araújo, paladina da ética e crítica ácida de gestões anteriores, tinha soluções prontas e acabadas para todos esses problemas.

Do alto da sua posição de liderança sindical "comprometida com a educação" não se furtava à empunhar faixas e microfone em defesa dos "professores oprimidos" pelos "desmandos" dos governos de plantão. Era defensora radical da "merenda regionalizada" e das salas com no máximo 35 alunos, inclusive, na época, mandou fixar uma faixa na quadra da escola Florentina exigindo que o prefeito atendesse essas reivindicações e fez vigília, solitária, na praça da Igreja Matriz cobrando transparência na aplicação dos recursos do Fundeb.

Agora, confortavelmente abrigada nos refrigerados gabinetes e enebriada pelo odor burocrático do poder a ex-sindicalista parece que esqueceu das suas origens, dos seus companheiros e até mesmo dos seus princípios morais ao fazer parte desse governo mesquinho, perverso e autoritário conduzindo uma política de arrocho salarial e subtração de direitos básicos dos trabalhadores, relegando a educação ao desleixo pelo viés da ganância.

Através dessas atitudes ficou claro que o único objetivo da atual secretária de educação era a conquista do poder. E para isso lançou mão do recurso mais vil: o falso discurso. Mas a máscara caiu e todos estão vendo que a realidade é muito diferente daquele futuro onírico prometido no calor das campanhas políticas e os arroubos de honestidade não passavam de falácias para enganar os incautos na escalada rumo ao poder.

Segurança e ordem: ah, se isso existisse na City!

O número exacerbado de bares e botecos com horários de funcionamento ilimitado nas ruas e esquinas de Santa Luzia, tem causado grandes transtornos aos moradores que cercam esses estabelecimentos. Um dos locais mais acometidos por esse tipo de problema é um trecho, no centro da cidade, na Rua General Gurjão com a Travessa Lauro Sodré.


Só nesse local encontram-se quatro bares em funcionamento simultâneo de segunda a segunda, até o horário que o proprietário achar por bem fechar. Nos finais de semana os moradores perdem completamente a tranqüilidade com as disputas de som automotivo nos quatro estabelecimentos. O barulho é tão intenso que dentro das casas, as vezes, não se consegue ouvir o que a outra pessoa fala. Sem falar nas brigas e confusões que acontecem dentro dos bares que vão parar no meio da rua e nas portas das casas podendo até mesmo atingir um cidadão que passa na rua ou mora ali perto.

A mais ou menos umas duas semanas atrás, em um dos bares, um elemento com uma arma [revólver] em punho, saiu do bar, ameaçando um rapaz que aparentava estar totalmente embriagado e desarmado, forçando-o a entrar em um veículo que estava sob comando do homem armado e de outros dois sujeitos, que aparentemente não eram da cidade. Os moradores da rua saíram de suas casas para observar, pensando ate ser o homem armado um policial, mas depois de discutir durante alguns minutos com a arma apontada para o rapaz, resolveu deixá-lo e sair no carro com os compassas.

No último sábado [14] por volta das 18:30h, uns rapazes saíram discutindo de dentro de um dos bares, alguns com garrafas nas mãos até quiseram agredir um cidadão que passava na rua e não tinha nada a ver com a briga. Populares e clientes do bar conseguiram conter os brigões que, feridos, quase foram parar dentro de um quintal vizinho assustando a família da casa.

Agora nos perguntamos onde esta o policiamento da nossa cidade? Por que durante essas ocorrências nunca passaram na rua pra nem para ver o que estava acontecendo. Já estão nos negando o direito de viver em segurança dentro das nossas próprias casas?

Não somos contra os donos dos bares terem o seu negócio e venderem a sua mercadoria. Mas que isso seja feito com ordem, segurança e limites estabelecidos pelas autoridades e, principalmente, respeitando o direito das pessoas que moram perto desses locais. No trecho citado acima moram pessoas doentes, idosos, que ficam expostos a esse tipo de violência, barulho intenso e falta de ordem.

Cadê as autoridades policiais da cidade? Não acham que está na hora de tomarem as providências cabíveis? Cadê a prefeitura e o código de postura do município? Somos cidadãos pagadores de impostos e só queremos ser respeitados como tais. Por que do jeito que a coisa está por aquelas bandas, estão nos negando um dos princípios mais básicos da cidadania: o direito de viver em paz dentro dos nossos próprios lares.

Ou será que só vão tomar providências quando acontecer uma tragédia? Por que do jeito que está não demorar nadinha para isso acontecer.

Aqui fica o apelo de uma cidadã que reside próximo daquele local, filha de pais idosos que só quer que as autoridades façam valer nossos direitos. Só isso...

Nota: O pôster acima foi enviado [via email] por uma leitora do blog que não aguenta mais a situação narrada acima. Portanto, fica o apelo às autoridades, policiais, principalmente, que façam rondas frequentes no local mencionado na postagem afim de coibir os excessos e devolver o direito de morar bem dos cidadãos residentes naquele trecho.

Recomendo

Acabei de chegar da pizzaria "Mamma Mia & Delivery" que abriu as portas pela primeira vez hoje à noite ao lado do prédio da antiga Radisco sob o comando do simpático casal George e Jaciara Alcântara que além do ambiente agradável e do excelente serviço de atendimento colocou à disposição da sua clientela um menu com 22 sabores de pizza e diversas opções de cerveja e whisky.

O novo point da City tem tudo para cair no gosto de baladeiros e clientes mais exigentes.

- Recomendo...

Ninguém te "curte".

A página de relacionamentos mais famosa do mundo, o Facebook, transformou-se em mania  entre os luzienses que estão aderindo maciçamente à nova onda cibernética.

Até aí tudo bem, agora a novidade entre os usuários do site do americano Mark Zuckerberg, aqui na City, é a "criatura eleitoral" do PT que entrou na onda adicionando aos "seus amigos" até a mãe do "mucuim" pra ver se cola, mas a estratégia parece que não está dando muito certo por que o dublê de Che Guevara posta recados, mensagens e fotos dele em atividade e ninguém, nem mesmo a cumpanherada, "curte" ou comenta seus posters e o dito cujo fica falando sozinho igual trombone em orquestra sinfônica.

Toma Puty. Voce poeria ter ficado sem essa.

O deputado federal Cláudio Puty [PT], agora um paladino da ética, chegou cheio de pose para se meter nos problemas da Alepa e durante uma audiência da comissão da Câmara Federal com a OAB, depois de falar sobre corruptos e corruptores, o excelentíssimo foi indagado pelos conselheiros.

Mauro Santos elogiou o discurso cheio de ética de Puty, mas disse que era muita cara de pau sua em proferir aquele discurso com tamanha disfaçatez já que é alvo de vários processos movidos pelo MPF [Ministério Público Federal], todos por supostos atos de corrupção eleitoral que, inclusive, pode custar-lhe o mandato no TRE e mais, lembrou Santos, que ele, o deputado Puty, era o "rasputin do governo Ana Júlia" acusado de inúmeros casos de corrupção envolvendo o desvio de milhões de reais.

Depois de Mauro Santos, a conselheira Kelly Amorim, disse que Puty, quando estava na Casa Civil, fez da nomeação de assessores "um instrumento de troca de favores e nepotismo" e foi seguida por Ismael Moraes que virou-se para os outros deputados federais que integram a comissão e perguntou "se eles imaginavam o quanto custou a sociedade paraense a campanha de Puty".

O predileto de Ana ficou branco, rosa, bege, sem saber onde enfiar a cara e todo sem graça disse que podiam investigar suas contas, que podiam fazer acusações mas que provassem, por que tinha sua consciência tranquila. Daí em diante fechou a boca e não deu mais um pio.

O clima ficou tão pesado que Jean Wyllys [Psol/RJ] disse que a comissão iria se reunir em Brasília para tratar das acusações feitas contra Puty e sugeriu que podem retornar ao estado sem a presença dele.

Toma-te, gaiato...

Sintepp começa mostrar serviço

A nova coordenação do Sintepp, sob o comando do Gerson Moreira, já começou a mostrar serviço e não vai dá espaço para a "mão leve" da petesada com o dinheiro do Fundebb, cujos recursos são destinados exclusivamente ao custeio da educação no município.

Um cartaz com os valores referentes ao mês de abril, R$ 1.376.250,85 [um milhão, trezentos e setenta e seis mil, duzentos e cinquenta reais e oitenta e cinco centavos] foi fixado no mural de aviso das escolas informando o valor aos funcionários e cobrando uma explicação do governo municipal e da secretaria de educação sobre o paradeiro dessa dinheirama toda.

Enquanto Capitão Poço distribuiu bônus de R$ 4.000,00 no final do ano, Santarém Novo pagou o 15º salário em abril e Cachoeira do Piriá concedeu bônus de R$ 900,00 pela terceira vez [só este ano] aos professores, aqui em Santa Luzia o destino desse dinheiro, mais de R$ 1 milhão todo mês, continua sendo um grande mistério a ser desvendado.

Em tempo

No último sábado um grupo de professores e alunos da escola Florentina Damasceno realizou excursão até a capital do estado. No roteiro os principais pontos turísticos da mangueirosa: museus, igrejas, bosque e a feira do Ver-o-Peso.

O alto preço da gasolina que está próximo dos R$ 3,00 [o litro] nos postos da cidade e região tem sido o principal motivo das reclamações de motoristas e profissionais que dependem do carro para ganhar a vida. O reajuste de quase 10%, em média, é uma facada no bolso do cidadão.

A equipe de futsal luziense bicampeã do Torneio de Férias de Futsal, Bicolor Luziense, está se reforçando para o torneio que acontece durante as férias de julho com aquisição de jogadores de outras equipes de olho no tricampeonato.

Inaugura hoje na City a pizzaria Mamma Mia & Delivery ao lado do antigo prédio da Radisco com serviço de entrega em domicílio.

O todo poderoso Super Pop Águia de Fogo botou todo mundo para fazer o "S" em Capanema na última sexta-feira. Os luzienses fãs da mega aparelhagem marcaram presença no show que reuniu milhares de pessoas na boate Oásis.

A semana começou e entramos em contagem regressiva para um dos mais tradicionais eventos da City: a Festa das Flores que sábado comemora a 45ª edição.

À propósito, a Festa Das Flores acontecerá no galpão da Transportadora Bonfim [galpão do Elber], próximo à delegacia de polícia, sob o embalo dos acordes da Banda Sayonara e com duas novidades: praça de alimentação e tenda eletrônica para a galerinha mais descolada. Como manda a tradição exige-se traje social ou esporte fino.

Os parabéns da coluna vão para dois seguidores e leitores assíduos deste blog: a jornalista Jamilly Vieira e Netinho Oliveira, um dos maiores talentos do futebol luziense, que comemoraram idade idade nova na semana passada.

Nota do Editor: Raramente "dou ouvidos" para os comentários à respeito da principal vertente deste blog: a política, mas estou de saco cheio com certas pessoas que se incomodam com o que escrevo e se acham no direito de criticar as postagens sobre o assunto e até mesmo o blog. Sem falsa modéstia conheço, entendo e gosto de política como poucos nessa cidade, por isso sempre vou dá os meus pitacos recheados de ironias, principalmente, sim. À quem se sentir incomodado reservo-lhe o "Mural de Recados" para o exercício do seu sagrado direito de resposta, como tenho feito sempre, e àqueles que não gostarem, paciência, procurem outro blog onde o editor se autopromove, fala de coisas insignificantes e se acha o centro das atenções. Quanto aos meus 1.000 visitantes diários [em média], muito obrigado e vou continuar por aqui firme e forte. Quem acha que exagero é por que ainda não leu os blogs políticos dos jornalistas Reinaldo de Azevedo, Cláudio Humberto e Ricardo Noblat. Recomendo-os.

O fona

Fonte fidedígna, integrante do malsinado governo petista de Santa Luzia, confidenciou ao signatário do blog que a cumpanherada já tem em mãos uma segunda pesquisa, realizada no finalzinho da abril, com os números para as eleições de 2012, e a situação da "criatura eleitoral" deles, que aparece patinando em todas as sondagens, não é nada animadora.

Ainda segundo a mesma fonte, na dianteira não mudou nada e a vereadora Lúcia Machado [PT] continua em terceiro lugar com um tímido crescimento em relação à pesquisa anterior deixando o dublê de Che Guevara comendo poeira em último.

Foram testados vários cenários, e nenhum deles é favorável ao pré-candidato petista.

Polícia Federal prende luziense suspeito de envolvimento em sequestro

02

Parte da quadrilha suspeita de ter sequestrado um empresário no mês passado, em Mãe do Rio, nordeste paraense, foi presa. Gilson Silva de Almeida, 37 anos, José Lindomar Gomes Moura, 36 anos, o "Pichilinga", e Valmir Santiago, 29 anos, foram apresentados ontem de manhã no prédio da DRCO [Divisão de Repressão ao Crime Organizado]. Com a prisão dos acusados, a polícia espera chegar até os demais integrantes da quadrilha, inclusive o chefe do grupo criminoso.

A quadrilha vinha sendo investigada desde o dia 31 de março, dia em que o empresário Rubens Cardoso foi sequestrado em uma de suas fazendas, em Mãe do Rio. A vítima ficou quatro dias em poder dos bandidos, mas conseguiu fugir do cativeiro. Os bandidos exigiam R$ 5 milhões para libertar o empresário, que estaria sendo mantido em cativeiro dentro de uma mata, protegido apenas por uma barraca improvisada, próximo a Santa Luzia do Pará.

De acordo com informações policiais, a quadrilha já havia praticado sequestros semelhantes em outras localidades do país. Além do sequestro do empresário Rubens, o grupo planejava mais dois sequestros no Pará - um em Paragominas e outro também em Mãe do Rio. "É uma quadrilha interestadual com atuação em vários estados do País. O José e o Valmir são paraenses, mas os demais integrantes são todos nordestinos. O Gilson era morador de Mãe do Rio, por isso era responsável em apontar o alvo que seria sequestrado, já que conhecia os moradores do município. Ele é foragido da justiça do Ceará, onde responde pelos crimes de formação de quadrilha e homicídio. No dia em que foi preso, ele portava uma documentação falsificada", disse o delegado Sérvulo Cabral.

Fonte: Jornal O Liberal, edição de sábado 14 de maio de 2011.

Nota: O luziense Valmir, até então um pacato funcionário de uma funerária acima de qualquer suspeita, é o elemento de blusa amarela à direita da foto.

No Cláudio Humberto

Senado: por vaga, PMDB compra briga com PT
"O PMDB ameaça abrir nova guerra com o PT em razão da manobra do partido para que o ex-deputado Paulo Rocha (PT-PA) seja diplomado no Senado antes de Jader Barbalho (PMDB-PA). A suspeita é de que o PT tenta acelerar o processo de Rocha na Justiça e atrasar o de Jader. Ambos foram barrados pela Ficha Limpa, mas ganharam uma segunda chance após o Supremo Tribunal Federal validar a Lei apenas para 2012."

Barrado
"O ex-deputado Jader Barbalho, que chegou a ser preso e algemado por suposta corrupção, não teve seus votos contados nas eleições de 2010."

Vantagem única
"Paulo Rocha, acusado de ser um dos principais líderes do mensalão, conseguiu que a Justiça Eleitoral do Pará contasse seus votos."


Nota: Da coluna do jornalista Cláudio Humberto.

Um luxo esse rapaz

Uma jovem senhora integrante do high society luziense e dada à certos luxos que o dinheiro pode lhe proporcionar confessou, abismada, ao editor do blog que um certo rapaz que manda muito no governo petista do apeduta - diga-se de passagem - é frequentador assíduo, in off, da mesma clínica especializada em massoterapia e outras "frescuras" para a pele, da qual ele é cliente, em Capanema.

São duas sessões por semana. Tudo para deixar o "novo rico" mais relaxado e com a pele de bumbum de nené.

Se a moda pega...

Reunião

Uma nova rodada de negociações aconteceu na manhã de ontem, 10, entre o Sintepp e o governo do estado para acertar detalhes da implantação do PCCR [Plano de Cargos, Carreiras e Salários] dos servidores estaduais da educação.

Segundo o secretário-geral do sindicato, Mateus Ferreira, o governo apresentou uma proposta de alteração do PCCR, que deverá ser analisada pela categoria em assembleia na próxima sexta-feira, dia 13, às 16 horas, no Centro Social de Nazaré. A próxima reunião com o governo do estado, que se mostrou aberto ao diálogo, segundo o prórpio secretário, está marcada para o dia 18.

Somente para refrescar a memória dos órfãos do finado governo petista de Ana Júlia, desde que assumiu o governo em janeiro, Simão Jatene já reuniu seis vezes com o sindicato, coisa rara no governo tirano do PT que tratava os professores na base da porrada e do spray de pimenta.