Coloque a sua foto aqui: seja um seguidor do Santa Luzia Online

Archive for Setembro 2011

Bancos

No Pará, o único banco que encerrou a greve dos bancários foi o Banpará, mesmo assim a agência de Capanema estava um inferno: as filas nos caixas eletrônicos, assim como dentro da agência, eram quilométricas.

O setor de caixas eletônicos das agências de outros bancos também estava lotadíssimo. Ou seja, quem precisou dos serviços bancários hoje deve está estressado ao extremo, mas não é pra menos.

Intimidação

O blog acaba de ser informado de que a seção ordinária de hoje da Câmara Municipal foi encerrada antes da hora por que um dos integrantes da administração petista, o ex-secretário de Agricultura, Jorge Cirino, tentou invadir o plenário para agredir o vereador Tião Oliveira [PR] durante o seu discurso na tribuna.

Tião discorria sobre as falcatruas do governo petista quando Jorge Cirino começou a gritar, ameaçando o parlamentar, e forçando, à pontapés, a porta que dá acesso ao plenário. Tal atitude só evidencia o pouco, ou nenhum, respeito que os petistas têm com o povo e as instituições democraticamente constituídas. Assim agindo, o PT e seus agentes, perseguem à base da truculência, da intimidação e total descontrole, como se fossem os donos do município, as poucas vozes que se levantem contra os desmandos patrocinados por essa gente que não mede consequências para defender os seus vis interesses.

Uma vez no poder, o PT transformou o seu governo numa ditadura à serviço da corrupção que contaminou o município não permitindo que ninguém, sob pena de perseguição, ouse contradizê-lo, mesmo que para tal fim, seja necessário lançar mãos dos métodos mais sórdidos.

Mensagem

Recebi [via email] e publico a mensagem do leitor assíduo deste blog, Profº. MSc. Rainiomar Fonseca, doutorando em Química pela UFF [Universidade Federal Fluminense], homenageando o seu amigo e cunhado Nálvison Costa pela passagem do seu aniversário:


Nalvison Costa

Feliz aniversario: "Quem vive para o que der e vier, sabe que semeando a boa semente, ainda que seja pela umidade das lágrimas, um dia verá nascerem as plantas. Pode mesmo acontecer que os outros não valorizem o quanto custou esse trabalho. Não faz mal: Você se comprometeu pelo ideal do bem. Não importa também se, nesse esforço, tropeçou e caiu, pois é aos que tombam na luta que se costuma chamar de heróis. Apenas o que se lhes pede é o testemunho da PERSEVERANÇA E DA PAZ.
Você é um vencedor, SUCESSO."

Em breve estaremos juntos na nossa agradável Sta. Luzia do Pará. Um forte abraço do amigo e cunhado.

Zitinh@s

A Câmara Municipal de Capanema, que atualmente conta com dez vereadores, deve aumentar esse número para 15 nas próximas eleições. O aumento do efetivo parlamentar já foi aprovado pela atual legistarura, inclusive com a alteração do regimento interno da casa.

À propósito, amanhã o clima na Câmara Municipal de Santa Luzia deve esquentar: os vereadores integrantes da "Liga da Justiça" darão prosseguimento aos trabalhos de ivestigação das falcatruas da petezada na prefeitura.


O vereador Tião Oliveira [PR] concluiu, com louvor, o curso de Gestão Empresarial na Unama [Universidade da Amazônia] e colou grau em uma linda cerimônia realizada em Capanema no início do mês. Abaixo, Tião Oliveira em dois momentos:

unama48unama49

Perguntinha básica: "Nenhum roqueiro luziense, amante do heavil metal, foi para o Rio de Janeiro curtir o Rock in Rio?"

Os professores da Rede Estadual de Ensino, que atendem apenas o Ensino Médio aqui no município, continuam em greve e por tempo indetermindado, ou pelo menos até que se resolva o impasse em torno do pagamento do Piso Nacional da categoria [R$ 1.187,00], pelo governo do estado, exigido pelo Sintepp.

À propósito, a subsede do Sintepp de Santa Luzia realizou reunião ontem com todos os filiados da Rede Municipal de Ensino e prometeu radicalizar com o governo petista caso o PCCR [Plano de Cargos, Carreiras e Remunerações] dos trabalhadores em educação caso não seja implantado até o próximo mês. 

Ontem à noite, na hora do "Superclássico das Américas" os points mais procurados da City foram a loja de Conveniências Kayo e o Zang's Bar, não necessariamente nessa ordem, que ficaram lotados por um turma bem animada que vibrou muito com a vitória da nossa Seleção sobre os argentinos.

A "Festividade de São Francisco de Assis", padroeiro do bairro do Km 46, que acontece na igreja do bairro desde o último domingo [25], está recebendo um bom número de fiéis católicos todas as noites nas missas, celebradas diariamente às 19:30 hs, e na venda de comidas típicas que acontece no largo da igreja sempre após as missas.

O ex-prefeito de Capanema, Chico Neto [PMDB], que foi muito aplaudido durante o congresso realizado na cidade, no início do mês, quando Jader Barbalho o anunciou como candidato à prefeito nas próximas eleições é o político que, até agora, mais tem se movimentado para enfrentar o atual prefeito, Eslon Martins [PR] e poderosa máquina administrativa, em 2012.

Falavam de quem mesmo?

Na noite do último domingo a turma do PT protagonizou, em praça pública, o maior festival de baixarias, sua marca registrada, e levante político em defesa da corrupção durante as comemorações do retorno ao cargo, por força de liminar, diga-se de passagem, do prefeito petista depois de dois dias de afastamento pelos vereadores por conta das gravíssimas denúncias de corrupção, desvios de recursos, fraudes em licitações e tentativa de intimidação de moradores, entre outras, que pesam sobre o dito cujo e seu malsinado governo.

Nos discursos inflamados dos "cumpanhêrus", dos sugadores de dinheiro da prefeitura, principalmente, não faltaram acusações à governos passados e até à administrações de outros municípios, leia-se Cachoeira do Piriá, para distorcer a versão dos fatos. Mas tudo bem. Na ausência de argumentos que refutem as justificativas dos vereadores para o afastamento dos gatunos, a petesada valeu-se da sua velha prática, muito conhecida, pelos luzienses: acusar outras pessoas de tentativa de golpe responsabilizando-as pelas mazelas do município, das quais eles, os petistas, são única e exclusivamente os responsáveis devido a sua gula demasiada por dinheiro público.

Falaram asneiras, mentiram [e muito] e acusaram [sem provas] outras pessoas, mas os éticos petistas esqueceram de falar nos milhões de reais desviados por eles, provados pelo relatório da CGU [Controladoria Geral da União] e pelo relatório de inspeção do TCM [Tribunal de Contas dos Municípios] que rejeitou todas, digo todas, as prestações de contas da administração petista por irregularidades, inclusive condenando o apedeuta, à revelia, pelos malfeitos diagnosticados pelo tribunal.

Portanto, para refrescar a memória dos honestos companheiros serão citados, com provas, diga-se de passagem, algumas falcatruas petistas denuciadas no relatório da CGU e no "Dossiê Papagaio" [baseado nas irregularidades atestadas pelo TCM nas prestações de contas]:

Contratação da firma "Norte e Sul Construtora LTDA" de CNPJ Nº 02.596.105/0001-80 com registro na SEFA e também nas notas fiscais apresentadas pela prefeitura ao TCM sob o seguinte endereço: Avenida Nazaré, 272, Edifício Clube de Engenharia, sala 401, Nazaré, Belém, estado do Pará, para recuperar 30 km de estradas na comunidade indígena Tembés pelo valor total de R$ 448.103,54 [quatrocentos e quarenta e oito mil, cento e três reais e cinquenta e quatro centavos], sem licitação, distribuído nos seguintes empenhos:

Empenho nº: 121700
Data do empenho: 17/12/07
Valor do empenho: R$ 332.572,54

Empenho nº: 0221601
Data do empenho: 21/02/08
Valor do empenho: R$ 36.880,00

Empenho nº: 0310602
Data do empenho: 10/03/08
Valor do empenho: R$ 50.060,00

Empenho nº: 0418606
Data do empenho: 18/04/08
Valor do empenho: 28.591,00

Agora vejam o que dizem os técnicos do TCM no relatório final de inspeção:

"No site da SEFA e em documentos fiscais da Firma NORTE E SUL COSNTRUTORA LTDA,  a referida firma está localizada na Avenida Nazaré, 272, Edifício Clube de Engenharia, sala 401, Nazaré, Belém, estado do Pará.

Em visita ao endereço, foi encontrado o mesmo completamente fechado. Em conversa mantida com o porteiro do edifício, Sr. Adamor, ele informou que desconhece se funciona alguma firma no local e que somente uma moça chamada Neila, raramente aparece. Na sala 401 não existe nenhuma placa ou inscrição referente à firma Norte e Sul Construtora Ltda [fotos anexo].

Esta firma já está sendo investigada, em conjunto com a Prefeitura Municipal de Santa Luzia do Pará, por desvio de recursos na operação de convênio destinado a recuperar 30 [trinta] km de estrada na comunidade indígena Tembés."

Quem faz as afirmações acima, não é o editor do blog, mas os auditores do TCM no relatório de inspeção feita em uma das empresas fantasmas usadas pela administração petista para desviar dinheiro da prefeitura. E não é só essa: no Dossiê Papagaio são 16 e no relatório da CGU são mais de 10 empresas de fachada usadas para lavagem de dinheiro, que serão apresentadas aqui, neste blog, uma à uma, em doses homeopáticas, nas próximas postagens.

Só para finalizar, vale lembrar dos dois processos que o prefeito Louro e a secretária de saúde Vânia Blandtt respondem na Vara Federal de Castanhal por desvio de mais de R$ 2 milhões:

Processo nº: 8922-41.2010.4.01.3904 por improbidade administrativa importando prejuízo ao Erário, envolvendo o valor total de R$ 2.678.369,29 [dois milhões e seisssentos e setenta e oito mil e trezentos e sessenta e nove reais e vinte e nove centavos].

Processo nº: 1.23.000.000092/2010-58 por fraudes em licitações que importam prejuízo ao Erário, envolvendo o valor total de R$ 238.116,00 [duzentos e trinta e oito mil e cento e dezesseis reais].

Isto sim, configura corrupção e desvio de recursos, provados e documentados. Para averiguação dos processos basta o leitor acessar o link [http://www.pa.trf1.gov.br/subsecoes/castanhal/] e digitar o número dos processo correspondente no local requerido.

E para ter acesso ao relatório da CGU, é preciso acessar o link [http://www.cgu.gov.br/sorteios/index1.asp] e selecionar nos locais requeridos - Ano:2009, Sorteio:28, UF:PA e Município: PA-Santa Luzia do Para.

Boa leitura à todos...

Acidente

Chegou até este blog a informação de que o luziense "Joãozinho da Farmácia", residente em Peixe-Boi há alguns anos, sofreu um acidente grave de automóvel no último sábado [24] durante uma viagem, à trabalho, para o município de Salinópolis.

Segundo uma fonte que visitou Joãozinho no HM [Hospital Metropolitano], em Belém, o carro em que ele viajava na companhia da esposa, que está grávida, capotou próximo à vila de Santa Luzia, na estrada de Salinas, depois que ele cochilou ao volante. Joãozinho ficou muito machucado e está fora de perigo, mas corre o risco de ficar paraplégico, ainda de acordo com a mesma fonte, enquanto que sua esposa saiu ilesa, felizmente.

Campanha "Faça uma criança feliz".

Recebi [via Facebook] e publico o comunicado abaixo informando da campanha "Faça uma criança feliz", realizada pela Paróquia de Santa Luzia e a escola Florentina Damasceno:

Ola Rei.

A Paróquia de Santa Luzia e a escola Florentina, já iniciaram a campanha "FAÇA UMA CRIANÇA FELIZ": esta iniciativa tem a finalidade de arrecadar o maior número possível de brinquedos que serão doados para crianças carentes da nossa cidade.

Há duas maneiras de participação: comprando uma cartela de bingo no valor de R$ 2,00, que correrá no dia 09/10 na praça da Igreja Matriz, ou fazendo uma doação direta de brinquedos na Secretaria Paroquial.

Desde já contamos com o apoio de todos nesta simples, mas importante missão que é "fazer uma criança feliz".

Márcio Santos

Impunidade

Pelo menos um dos assassinos, o líder da gangue que espancou até a morte o jovem Antonio Assis Uchôa, no último dia 17, foi reconhecido pelos que presenciaram a agressão: trata-se de um marginal de Salinas que está[va] na City há alguns dias praticando assaltos nas proximidades do prédio onde funciona o Cras, no antigo Sítio do Rocha.

Uma das vítimas dos assaltos o reconheceu durante a pancadaria e o teria denunciado à polícia, que até agora, não se sabe por que, ainda não colocou esse bandido atrás das grades.

Greve

Os professores da Rede Estadual de Ensino, de Santa Luzia, decidiram em assembleia realizada agora no início da noite aderir à greve geral deflagrada hoje em todo o estado pelos trabalhadores da educação que exigem do governo o pagamento integral do Piso Nacional da categoria [R$ 1.187,00] através da implantação do PCCR.

Vale lembrar que a greve atinge apenas os alunos do Ensino Médio e de acordo com a decisão da maioria dos professores ficou assim estabelecido:

- Hoje à noite haverá aula normalmente e os alunos serão avisados para não virem à partir de amanhã.

- Amanhã, de manhã e à tarde, haverá aula normal e os alunos estarão dispensados à partir de quarta-feira.

Festividade de São Francisco de Assis - bairro do Km 46


Convite

"A Paróquia de Santa Luzia do Pará convida você para celebrar conosco em sinal de fé, a "Festividade de São Francisco de Assis", no bairro do Km 46."

Programação

Dia 25/09 [domingo]: Às 19:30 hs - Missa Solene de abertura da Festividade de São Francisco de Assis na igreja do bairro.
Tema: "Francisco e o apelo de Cristo".
Equipe de liturgia da Igreja Matriz
Grupo de cantos: Santa Cecília
Resp. pela comida típica: Setor A e Apostolado da Oração
Obs.: Leilão e vendas de comidas típicas após a Santa Missa

Dia 26/09 [segunda-feira]: Missa às 19:30 hs
Tema: "Francisco e o Evangelho"
Animadores: Marcelo, Linda [1º leitor] e Graça [Salmo]
Resp. pelas comidas típicas: Setor B e Pastoral do Dízimo
Grupo de cantos: Neemias
Obs.: Haverá venda de comidas típicas após a Missa.

Dia 27/09 [terça-feira]: Missa às 19:30 hs
Tema: "O amor de Francisco através das criaturas".
Animadores: Lucirene, Luísa Maria [1º leitor] e Maria do Carmo [Salmo]
Resp. pelas comidas típicas: Setor C e Associação AEL
Grupo de cantos: Ângelus
Obs.: Venda de comidas típicas após a Missa 

Dia 28/09 [quarta-feira]: Missa às 19:30 hs
Tema: "Francisco exemplo de paz"
Animadores: Marciano, Andrea [1º leitor] e Eva [Salmo]
Resp. pelas comidas típicas: Setor D e escola João Gomes
Grupo de cantos: Renovação
Obs.: Haverá venda de comidas típicas após a Missa

Dia 29/09 [quinta-feira]: Missa às 19:30 hs
Tema: "Francisco, exemplo de união e poder"
Animadores: Olinda, Mª. José Esteves [1º leitor] e Micaele [Salmo]
Resp. pelas comidas típicas: Setor E e Pastoral da Criança
Grupo de cantos: Shalon
Obs.: Haverá venda de comidas típicas após a Missa

Dia 30/09 [sexta-feira]: Missa às 19:30 hs
Tema: "São Francisco e os excluídos"
Animadores: Lúcia Guedes, Julianne [1º leitor] e Keylla [Salmo]
Resp. pelas comidas típicas: Setor F e AMOL
Grupo de cantos: Coração Missionário
Obs.: Haverá venda de comidas típicas após a Missa

Dia 01/10 [sábado]: Missa às 19:30 hs
Tema: "Francisco, exemplo de vida cristã"
Equipe de liturgia da Igreja de São Francisco
Resp. pelas comidas típicas: Setor H e escola São José
Grupo de cantos: Ministério da Luz
Obs.: Haverá venda de comidas típicas após a Missa

Dia 02/10 [domingo]: Missa às 19:30 hs
Tema: "Francisco e seu amor pela natureza"
Animadores: Nelma, Marcelo [1º leitor], Eligiane [Salmo] e Waldilene [2º leitor]
Resp. pelas comidas típicas: Setor I, Catequese e Pastoral da Juventude
Grupo de canto: Shalom
Obs.: Haverá leilão e venda de comidas típicas após a Missa

Dia 03/10 [segunda-feira]: Missa às 19:30
Tema: "Francisco, um exemplo familiar"
Animadores: Vasconcelos, Betânia [1º leitor] e Mayra [Salmo]
Resp. pelas comidas típicas: Guardas paroquiais, Pastoral Familiar, e a comunidade luziense
Obs.: Haverá leilão e venda de comidas típicas após a Missa

Dia 04/10 [terça-feira]
- Às 06:00 hs: Saída da Romaria para a comunidade do Km 42
Tema: "São Francisco, intercedei a Deus por nossas famílias"
Grupo de cantos da caminhada: Shalom
Grupo de cantos da Missa: Santa Cecília
Obs.: Após a Missa haverá café da manhã para os romeiros
- Às 19:30 hs: Missa de encerramento da Festividade de São Francisco
Resp. pelas comidas típicas: Setor J, bairro da Paz e Associação AMC

Nota: Programação gentilmente enviada por Márcio Santos

Remendaram a redoma

Mais um excelente artigo da lavra do nosso colaborador anônimo:

A essa altura do campeonato, no fervor das ações, as emoções e a empolgação são naturais. Mas tal qual as miragens num deserto, elas também são enganosas. Sabemos que a justiça brasileira tem os seus desleixos, as suas incongruências, e, os desembargadores, o seu preço, principalmente para concederem liminares-relâmpagos e, principalmente, ainda, nos finais-de-semana, e, principalmente, ainda, para retorno de prefeito ao cargo.

Sejamos realistas! Embora reconheçamos a autonomia da câmara, temos que ter a visão realista de que o prefeito que foi afastado ontem, pode retornar hoje e o que foi empossado ontem, pode nem ficar por dois dias seguidos.

O trecho acima citado, sob o título “A Redoma Quebrou”, foi por mim postado neste espaço logo após tomar conhecimento do afastamento do prefeito Louro, ainda no sábado. Confesso que o que ocorrera ontem, dando vida ao texto, não é motivo de surpresa, dado à forma como foi conduzida. Desconhecendo os argumentos dos advogados de defesa e dos de julgamento do desembargador que concedeu a liminar devolvendo o prefeito de direito ao cargo, a realidade é que, como justifica o título desta peça, “Remendaram a Redoma”, mas, como todo objeto frágil, principalmente de cristal, é oportuno tecer alguns comentários que, a priori, podem soar como sarcásticos, mas, para quem consegue ler e interpretar, constitui-se num alerta para que esses cacos remendados não venham a estraçalhar-se novamente, e em pedaços infinitamente menores, impossibilitando novamente a sua junção.

Todos hão de concordar que qualquer objeto de vidro é inimigo declarado de uma pedra. Em Santa Luzia o que ora ocorre é exatamente igual, literalmente. Para se entender melhor a comparação, faz-se mister que façamos algumas recapitulações dessa novela:

1º Capítulo: Começou com a candidatura da Lúcia Machado ao PED, para decidir quem iria comandar o PT local, onde ela, disputando com o candidato preferido do prefeito, deu uma lavagem, elegendo o Zeca do Bento como presidente do diretório municipal. Peia no governo!

2º Capítulo: Lúcia Machado, baluarte do PT, candidata-se à presidência da Câmara Municipal, disputando com o candidato preferido do prefeito Louro, tendo como componentes de sua chapa somente opositores [inclusive ela], sagrando-se vencedora, resultado da “fuga” do Edson Farias frente à derrota antecipada.

3º Capítulo: Com a maioria da Câmara contrária ao governo, as benesses começaram a ser cortadas, o acesso ao governo dificultado e o desprestígio da Lúcia Machado e do Robson Federal perante os correligionários governistas reduziu-se a zero. Deflagrava-se aí o início de toda uma celeuma.

4º Capítulo: Com o corte das regalias por parte do executivo, Robson Federal, o mais moralista e polêmico, resolveu insuflar-se de vez e, sabedor das bandalheiras que ocorrida há tempos no palacete, começou a colocar a boca no trombone. A partir daí, começou a ser a esperança dos opositores de carteirinha, aqueles que, indiferentemente de quaisquer influências, ansiavam nada mais, nada menos do que a vingança pelo que ocorrera nas urnas.

5º Capítulo: O governo, percebendo que “a coisa começava a ficar feia”, começou a pretender a expulsão do Robson Federal da ala do PT, mas que não teve competência para fazê-lo, pois se o fizesse, o Robson não seria mais vereador, pois, segundo a legislação eleitoral, o mandato é do partido e não do candidato eleito. Nesse ínterim, recrutou para suas fileiras dispersas vereadores ditos de oposição, que, de tão calados, poder-se-ia compará-los a uma víbora, a qual ejacula o veneno mortal e vê sua presa agonizar ante a morte iminente. Nesse capítulo, a burrice política dos articuladores do governo foi imbatível.

6º Capítulo: Na base do “não sei o que”, mas já sabendo, o governo, depois de várias reuniões, resolveu chamar a Lúcia Machado para as negociatas de praxe, cujos argumentos convencedores não sabemos de público, mas não fica difícil adivinhar. Sabemos, apenas, que “no pacote” continham algumas secretarias, cujos titulares permaneceram no cargo apenas 23 dias, sendo reconduzidos via liminar, como os demais.

7º Capítulo: Com o caldo já entornado, o intuito desesperado do governo era de que a Lúcia Machado pudesse frear o ímpeto voraz do Robson e Cia., cuja fome só seria saciada com o afastamento do prefeito Louro. Ledo engano! Como já é contumaz no PT luziense, novamente houve uma disputa interna, onde, novamente, e mesmo com a toda-poderosa Lúcia Machado, presidente da CM, o governo levou mais uma pedrada e, consequentemente, a redoma quebrou.

8º Capítulo: Antes de a pedra ser jogada e a redoma quebrar, a Lúcia, o Franço e o Edson abandonaram a plenária. Francamente não entendi o motivo da retirada da Lúcia, já que foi ela o verdadeiro pivô de toda essa balbúrdia. Os componentes da Mesa Diretora são os mesmos que, com ela, formaram a chapa vencedora. Foi ela que, até poucos dias atrás, colocava a “faca no pescoço do governo”, exigindo “mundos e fundos” [pelo menos, os “fundo$” ela conseguiu. Já o “mundo” desabou em sua cabeça depois do fracasso].

9º Capítulo: Com o insucesso da base aliada no legislativo, os opositores, pelo menos temporariamente, deram as cartas, seguiram o protocolo e afastaram o prefeito, empossando o vice, Zaqueu, o qual teve as suas pouco mais de 24 horas de fama como o “senhor do palacete”, despertando ódio, de muitos, e amores, de poucos, reforçando a trivialidade latente e característica da cidade morena.

10º Capítulo [último e mais longo]: A partir desse capítulo começam as brigas judiciais, a guerra de liminares. E seja o que Deus quiser!

De um colaborador.

Em tempo

Na próxima quarta-feira, 28, todos os caminhos levam à Belém: muitos luzienses já estão de ingressos na mão para assistir no Estádio Olímpico do Mangueirão a partida de volta do "Super Clássico das Américas" entre Brasil e Argentina. Jogão...

A instabilidade política que tomou conta de Santa Luzia nos últimos dias é o assunto mais comentado na City, seja nas esquinas, rodinhas de bar, locais de trabalho e principalmente na seara virtual: blogs, Orkut, Facebook e Twitter.

O prefeito petista que chegou ao poder em 2008 graças à uma engenharia política criminosa e agora governa por força de liminar, lacrou a sede da prefeitura e o prédio da Unidade Básica de Saúde [leia-se Sespa] alegando que ambos foram arrombados pelo vice-prefeito Zaqueu, durante os dois dias em que ele esteve no comando do município, e pretende acioná-lo judicialmente sob a acusação de invasão de repartições públicas. Nada à ver, quando assim agiu, Zaqueu era o prefeito de direito empossado pela Câmara Municipal.


Mesmo com a implantação do tão sonhado PCCR [Plano de Cargos, Carreiras e Remunerações] os servidores públicos estaduais da educação deflagraram greve geral e por tempo indeterminado em todo o estado nesta segunda-feira. Motivo: a categoria discorda de alguns pontos do PCCR que estariam trazendo prejuízos financeiros para os trabalhadores. Aqui em Santa Luzia, haverá uma assembleia hoje à tarde para decidir se o município adere ou não à greve.

À propósito, a administração petista de Santa Luzia está enrolando há mais de dois anos os professores da Rede Municipal e nada de implantar o PCCR da categoria que já foi discutido e elaborado pelo Sintepp em conjunto com representantes do governo ainda no primeiro mandato do agora prefeito biônico.

Ontem foi realizado o "XIX Círio de Nª. Srª. do Rosário" de Capanema que contou com a presença de milhares de fiéis pelas ruas da cidade, que já respira o clima da tradicional procissão de São Francisco de Assis que acontece anualmente no dia 4 de Outubro para o Km 11: esta é a segunda maior festa católica de Capanema ficando atrás apenas da procissão de Corpus Christi.

No início da semana passada a Paróquia de Santa Luzia realizou um curso bíblico, ministrado pelas Irmãs Angélicas e colaboradores da paróquia, para centenas de jovens e adolescentes que lotaram o Salão Paroquial, local do curso.
Foto: Radson Lourenço
_DSC0310

O mês de setembro está chegando ao final sem nenhuma previsão de conclusão das obras de reforma da escola João Gomes. Enquanto isso os alunos que lá estudam ainda não tiveram nenhuma aula nesse segundo semestre. Muitos pais estão revoltados com a situação e prometem acionar judicialmente a Secretaria Municipal de Educação, caso o problema não seja resolvido logo.

Sábado, no estádio municipal, aconteceu a grande final da "Taça José Martins de Futebol de Campo", em homenagem ao Sr. José Martins, um amante do futebol, entre as equipes do Expressinho, sob o comando do Antonio Almir, e da Pracinha, sob o comando do Samuelson: jogo duro e muito disputado onde o Expressinho levou a melhor e venceu a partida pelo magro placar de 1 à 0 conquistando o título para a alegria de atletas e dirigentes de um dos times mais tradicionais do futebol luziense.
Fotos: Radson Lourenço
_DSC0118
edt

Mal reconduziu o prefeito biônico ao cargo o PT já recomeçou o seu rtitual de maldades contra aqueles que ousam discordar dos métodos, nada ortodoxos de governar, diga-se de passagem, dessa gente que se intitula de ético e justo. Por pura perseguição política uma professora concursada da Rede Municipal, lotada na escola João Gomes, foi transferida hoje pela manhã para a Educação Infantil [creches] sem nenhuma explicação convincente. Seu único crime: criticar o governo petista e seus asseclas. Esse é o "jeito petista de governar".

A "Festividade de São Francisco de Assis", padroeiro do bairro do Km 46, que começou oficialmente ontem com a missa de abertura às 19:30 hs celebrada pelo Pe. Elias na igrejinha do bairro, continua todas as noites com o novenário e nos finais de semana com apresentações culturais e vendas de comidas típicas no largo da igreja. Vale à pena conferir...

Batalha judicial

Segundo informações que acabaram de chegar, a "Liga da Justiça" vai questionar judicialmente a legalidade da liminar concedida, monocraticamente, por um desembargador do TJE que devolveu o cargo ao apedeuta.

Ainda de acordo com as mesmas fontes, há fortes indícios de que a decisão do magistrado pode está viciada por "interesses estranhos" por conter falhas jurídicas gritantes no despacho que contrariou a decisão tomada pelo plenário da câmara na última sexta-feira.

De volta à estaca zero

Para o mal do povo e infelicidade geral da nação luziense, o apedeuta acaba de ser reconduzido ao cargo por força de liminar concedida por um desembargador do TJE [Tribunal de Justiça do Estado] que estava de plantão.

Na sexta-feira o juiz da comarca de Santa Luzia, André Filo-Creão, havia negado um mandado de segurança impetrado pela petezada pedindo o retorno do meliante. Segundo informações, a assessoria jurídica da "Liga da Justiça" já está na capital trabalhando para anular a decisão do desembargador.

Nova Ipixuna na Al-Jazeera

A Al-Jazeera transmitirá na semana que vem o documentário The Crying Forest, sobre o casal de extrativistas morto em maio em Nova Ipixuna [PA]. José Cláudio Ribeiro e Maria do Espírito Santo denunciavam a ação de madeireiras na região desde a década de 90.

O filme, com uma hora de duração, será veiculado para 70 milhões de residências pelo mundo a partir de quinta-feira à noite. Depois, ficará disponível na internet.

Um dos pontos altos do filme é a revelação de uma carta escrita por Maria em 2004 para a então ministra do Meio-Ambiente, Marina Silva. Nela, a extrativista relatava que o casal estava sendo ameaçado de morte e sentenciava:

- Os inimigos da natureza estão trabalhando noite e dia.

Por Lauro Jardim, no blog Radar Online, do Portal Veja

Zitinh@s

A City continua fervendo por conta dos últimos acontecimentos politicos: a arena já foi montada e as equipes já deram a largada para 2012.

À propósito, a batalha judicial entre a nova e a ex-administração já começou: o afastamento votado e decretado pela câmara agora continua sendo discutido na esteira da justiça.

A assessoria do prefeito Zaqueu Salomão alcançou o blog para informar que a inauguração do PSF [Posto de Saúde da Família] da comunidade do Broca, que deveria ter acontecido ontem, será no próximo sábado, 01/10.

Desde sexta-feira, por conta da política, é claro, que este blog está operando acima dos 3 mil acessos diários. Os números são os seguintes: sexta = 3.821, ontem = 3.175 e hoje, dia atípico na blogosfera, já ultrapassamos a barreira dos 800 acessos.


O PSD [Patido Social Democrático], também conhecido como partido do Kassab, que aportou em Santa Luzia abalizado por mais de 500 assinatura para instalação da comissão provisória deve receber nos próximos dias politicos, com mandatos, insatisfeitos de outras legendas.

Se não fosse por causa da politica, o final de semana da City teria sido um dos mais intediantes do ano: não houve uma festa sequer para a tristeza dos baladeiros de plantão.


Corre o bizum na City dando contas de que muitos celulares, principalmente dos que gostam de política, estariam grampeados e os seus donos sendo monitorados 24 hs por dia. Por precaução, é bom não exagerar nos bate-papos telefônicos...

O Facebook tornou-se o principal veículo de desabafo, dos jovens, princpalmente, inconformados com os rumos do governo anterior. No site de relacionamentos a galerinha teen não economizou nos "gritos" de felicidades e boas vindas ao novo mandatário.


Segundo informações, os marginais que assassinaram o jovem Antonio Assis Uchôa à pedradas e ponta-pés no último sábdo são todos daqui de Santa Luzia e bastante conhecidos na cidade. Então o que é que está faltando para a polícia colocar esses bandidos na cadeia?

A redoma quebrou-se

Recebi [via email] e publico mais um excelente artigo da lavra do nosso colaborador [funcionário público que por motivos óbvios, prefere o anonimato]. Texto inligente e lúcido, porém instigante como o prórpio autor:

Após a decisão da Câmara Municipal de Santa Luzia do Pará afastar o prefeito Louro do comando administrativo do município, a pergunta que não quer calar é: se os petistas não conseguirem uma liminar que o reintegre ao cargo até segunda-feira, como será? Quais serão as decisões adotadas pelo vice, Zaqueu para situar-se sobre a gestão? Quais serão os seus auxiliares diretos? Quem será o seu articulador político? Terá, ou não, pulso para conduzir os destinos do povo luziense? Ou será mais um predestinado a sofrer as armadilhas que o cargo impõe ao perder o remo e ficar à deriva, deixando alguém, quem quer seja [filho, mulher ou amigo] dar as cartas?

As perguntas ora tecidas deveriam, via de regra, serem feitas ao Louro, quando assumiu legalmente via urnas as rédeas do segundo mandato, pois, ao longo desses quase três anos, havia muito cacique pra pouco índio. E não e era na aldeia dos Tembés!

Dir-se-ia nas zonas urbana e rural que o prefeito de direito era o Louro. Realmente o era, mas o prefeito de fato mesmo [e isto é o que vale] era o filho, Gedson, que mandava e desmandava, dava as cartas, exonerava, contratava, autorizava, executava e, em nome dos vereadores da base aliada, até legislava. Como postou acertadamente um blogueiro, Gedson mantinha o pai numa redoma de cristal, totalmente alheio às informações relativas ao seu provável afastamento, sob a desculpa de que, como filho [desnaturado], não abandonaria jamais o pai [ou deveríamos dizer o poder do pai?].

A essa altura do campeonato, no fervor das ações, as emoções e a empolgação são naturais. Mas tal qual as miragens num deserto, elas também são enganosas. Sabemos que a justiça brasileira tem os seus desleixos, as suas incongruências, e, os desembargadores, o seu preço, principalmente para concederem liminares-relâmpagos e, principalmente, ainda, nos finais-de-semana, e, principalmente, ainda, para retorno de prefeito ao cargo.

Sejamos realistas! Embora reconheçamos a autonomia da câmara, temos que ter a visão realista de que o prefeito que foi afastado ontem, pode retornar hoje e o que foi empossado ontem, pode nem ficar por dois dias seguidos.

Em todo caso, a redoma de cristal foi quebrada, o secretariado e os comissionados foram exonerados e os temporários ficam na corda bamba. Em todo caso, a gestão está, pelo menos temporariamente, em outras mãos. Dependendo do andamento das ações do, até hoje, novo prefeito, do seu secretariado, dos seus diretores, poderemos ter uma noção concreta de que realmente mudamos para melhor. Reitero a assertiva de que, para que isto ocorra, os nobres edis deem ao mandatário-mor condições para que este exerça o seu mandato de forma tranqüila, sem pressões.

Em todo caso, dependerá, única e exclusivamente, do pulso e da equipe que o novo prefeito tiver para que conduza com sabedoria o seu mandato e não corra o risco de ficar refém do parlamento-mirim e/ou de quaisquer outros tipos de aproveitadores que, num caso como esse, aparecem aos milhares, todos armados com bajulações. E haja bajulações!!

De um colaborador.

Muro das lamentações

"Quando me posicionei a favor da expulsão do ver. Róbsom das alas do PT fui chamado de radical, quando emitir opiniões da situação política em Sta luzia fui advertido, quando disse que PT em Sta luzia estava precisando ser sacudido e que não tinha força ou estava dentro de uma estratégia que não conhecíamos fui mal interpretado. Agora o prefeito Louro do PT foi afastado e aí?"

Edson Martins, no Facebook.

Governador Simão Jatene entrega 300 novas viaturas

vtsge
O policiamento da capital ganhou o reforço de 300 novas viaturas, que foram entregues pelo governador Simão Jatene [PSDB] às Polícias Civil e Militar hoje durante solenidade no estádio Olímpico do Pará. Os carros, destinados ao policiamento operacional e ostensivo, estão equipados com tecnologia de ponta, o que permitirá ao Ciop [Centro Integrado de Operações] monitorar a rota de cada veículo, garantindo mais agilidade no deslocamento das viaturas e, consequentemente, mais segurança à população.

Cada veículo está adaptado com rastreadores, sinalizadores, ar condicionado e rádios digitais. O investimento integra um plano de ações para a área da Segurança Pública, que destina recursos para aquisição de novas tecnologias, além de investimento em inteligência e qualificação dos policiais para reduzir ainda mais os índices de violência em todo o estado.

Até o final deste ano, o governo terá entregue 700 novas viaturas à população. No mês passado, o governador entregou 51 viaturas em Marabá, sendo que quatro foram destinadas à Susipe [Superintendência do Sistema Penitenciário], cinco à Adepará [Agência de Defesa Agropecuária do Pará], 12 à Polícia Civil e 30 à Polícia Militar.

Thiago Melo - Secom

Marolinha

Sem argumentos diante da enxurrada de irregularidades que derrubou o prefeito petista ontem na câmara, a petesada, como lhe é peculiar, reuniu quatro gatos pingados na praça, no início da noite, para fazer barulho na tentativa de desvirtuar o trabalho dos vereadores procurando um culpado pela roubalheira praticada pela administração e seus timoneiros, mas foram vencidos pelo fracasso, por que o povo não cai mais na conversa fiada desses promesseiros que além de saquear o município, nada fizeram em mais de sete anos de governo.

Zaqueu visita secretarias

Depois de tomar posse na câmara o prefeito Zaqueu Salomão acompanhado dos vereadores integrantes da sua base, da assessoria jurídica e de segurança policial, fez um verdadeiro "tour" pela City visitando todas as secretarias e autarquias municipais, sempre acompanhado por uma multidão.

Zaqueu só encontrou resistência na Secretaria de Saúde, foco principal dos malfeitos da administração passada, onde alguns funcionários tentaram dificultar o seu acesso e na prefeitura que estava trancada sendo necessário a vinda de um "chaveiro" de Capanema para permitir a entrada do prefeito no seu local de trabalho.

Robson Federal - vereador de princípios e de moral

Foto: Radson Lourenço
_DSC0003
Policial Rodoviário Federal por profissão, da qual herdou o apelido, Robson Federal é vereador de segundo mandato, eleito e reeleito pelo Partido dos Trabalhadores, no qual ingressou aconselhado pelo seu grande amigo e padrinho político, o saudoso ex-vice-prefeito Cecéu, escolheu a vida pública por acreditar que com ética e honestidade ainda é possível se fazer política neste país, especialmente em Santa Luzia do Pará, terra que o adotou como filho.

Homem sério, porém irônico na maioria dos discursos proferidos durante as duas campanhas em que participou como candidato a vereador integrando os quadros do PT ao lado do Louro, Robson sempre teve como bandeira de luta a ética e o resgate dos valores morais dentro do serviço público, provando isso com o seu trabalho incansável sempre em prol dos mais carentes.

Com atuação parlamentar impecável, despertando a admiração dos seus pares, inclusive da oposição, Robson Federal conquistou respeito no parlamento mirim sempre buscando a coerência entre os seus discursos e sua atuação como vereador. Nunca, em nenhum momento, se valeu do cargo em benefício próprio ou para um dos seus, ao contrário de muitos companheiros que corrompidos pelo vil metal deixaram-se conduzir pelo caminho dos ímpios maculando o histórico esquerdista pinçado pelos anos de lutas pregando os ideais marxistas, que agora obsoletos, não passam de um sonho perdido ao longo do estreito caminho da ética.

Descontente com os rumos tomados pelo governo do qual fazia parte e dava suporte político, Robson procurou os timoneiros da administração para alertá-los do perigo escondido por trás das negociatas, dos desvios de recursos e da falta absoluta de transparência no uso de verbas públicas, reconhecendo que as práticas dos seus companheiros eram imorais e não condiziam com os propósitos de um governo dito popular e procurou desviá-los desse intento maldoso. Insistiu tanto que tornou-se "inconveniente" para seus aliados, que fizeram ouvidos de mercador aos seus alertas obrigando-o radicalizar.

E Robson radicalizou despejando publicamente uma enxurrada de críticas na forma de governar de Louro & Cia, tornando-se à partir daí "persona non grata" nos arraiais petista que passaram a vê-lo não mais como um aliado, mas como um incomodo aos interesses dos cardeais palacianos. Sem alternativa, Robson desfraldou as velas e direcionou o leme do seu barco rumo à oposição encontrando eco na insatisfação dos vereadores Nando Vieira, Luís Doca e Zé Luís com quem iniciou o movimento de moralização intitulado de "Liga da Justiça" que mais tarde recebeu os vereadores Tião Oliveira e Socorro Saldanha.

Injustiçado, Robson não se abateu, conduziu com muita coragem a longa caminhada que terminou com o desfecho de hoje provando que ainda existem homens honestos no sub-mundo da política. Parabéns vereador Robson, o seu nome com certeza ficará escrito nos anais destes município que sempre lhe será grato pelo valoroso trabalho.

Zaqueu - o novo prefeito de Santa Luzia do Pará

Foto: Radson Lourenço
_DSC0086
Homem humilde que sempre dependeu do seu trabalho como motorista de ônibus para sobreviver e sustentar sua família, Zaqueu Salomão assumiu hoje o comando do município de Santa Luzia do Pará com a árdua missão de estancar a hemorragia de corrupção e desmandos provocada pelo ex-governo petista de Louro & Cia, no seio da prefeitura.

Companheiro de luta do ex-prefeito Louro desde os tempos de motoristas da antiga empresa Eliene, do Eracto [in memoriam], Zaqueu chegou ao poder como vice na chapa petista em 2008. Esquecido, maltratado e muitas vezes até achincalhado pelos cardeais palacianos, Zaqueu soube esperar pela justiça [dos homens e de DEUS] que chegou pelas mãos dos valorosos vereadores integrantes da "Liga da Justiça" que ouviram os lamentos que ecoavam nas ruas, vindos de todas as direções e todas as classes, pedindo um basta na roubalheira que desviou milhões de reais do município para aportar financeiramente os donatários do poder em detrimento de serviços essesncias à população tão carente do nosso município. A situação é tão crítica, que Santa Luzia ganhou o título de terceiro município mais corrupto do estado do Pará no relatório da CGU [Controladoria Geral da União] em 2010, repercutindo negativamente na grande midia para constragimento dos luzienses, esse povo trabalhador e ordeiro que há anos sofre os efeitos da tirania desse governo que se finda.

Em seu primeiro discurso como prefeito, Zaqueu ressaltou a necessidade de construir um futuro melhor para o seu povo, bem diferente do modelo petista. Ressaltou ainda, que para o exercício do poder são necessários algumas qualidades básicas: humildade, respeito, honestidade e capacidade de saber ouvir, principalmente as vozes dissonantes dos seus opositores. Chamando para si a responsabilidade do seu governo que agora se inicia, Zaqueu destacou que todos os atos de uma administração são frutos das escolhas feitas pelo seu comandante, e que ninguém vai tomar as rédeas de comando das suas mãos, como acontecia na administração passada.

Parabéns, Zaqueu. Sucesso na sua nova empreitada e que a nossa padroeira, Santa Luzia, ilumine o seu governo para que a paz e a tranquilidade sejam reestabelecidas nessa terra de mulheres e homens trabalhadores.

Câmara - fotos

Vereadores no plenário da câmara antes do início da seção
_DSC1006
Composição da Mesa Diretora, ainda sob a presidência da vereadora Lúcia Machado, antes do início da seção
_DSC1017
Vereadores Socorro Saldanha e Tião Oliveira: integrantes da "Liga da Justiça".
_DSC0013
Vereadores Edson Farias e Franço: integrantes da base governista
_DSC0009
Nova composição da Mesa Diretora, agora sob a presidência do vereador Luís Doca, depois que a vereadora Lúcia Machado abandonou a seção juntamente com os vereadores Edson Farias e Franço
_DSC0071
Vice-prefeito Zaqueu Salomão ocupando a Mesa Diretora para tomar posse como prefeito de Santa Luzia do Pará
_DSC0091

Obs.: Fotos gentilmente cedidas ao blog pelo colaborador Radson Lourenço.

Guerra à vista

Escorraçada do comando do poder, a "Quadrilha Solidária" promete à partir de agora travar uma batalha sem precedentes nos tribunais para tentar reaver o comando do município, mas se depender do calhamaço de documentos comprobatórios de todas as pilantragens praticadas pelo fiando governo petista, que encontra-se nas mãos do Ministério Público, essa tarefa é praticamente impossível de ser realizada.

Câmara afasta o prefeito de Santa Luzia

Em uma seção tranquila, sem a presença dos baderneiros do PT, a frente parlamentar suprapartidária intitulada "Liga da Justiça", composta pelos vereadores Robson Federal [PT], Nando Vieira [PSB], Luís Doca [PDT], Zé Luís [PDT], Socorro Saldanha [PR] e Tião Oliveira [PR] afastou sob as acusações [graves] de corrupção, desvios de recursos, ameaças à moradores da cidade e corrupção ativa [tentativa de cooptação de vereadores com benefícios financeiros] o prefeito municipal, Lourival Fernandes de Lima [PT], o Louro.

No início da seção, a frente instalou a "Comissão Processante" que vai atuar na apuração das irregularidades apontadas no pedido de afastamento, protocolado junto à Mesa Diretora na última quarta-feira [21], e na denúncia de coação protocolada ontem pelo senhor Waldenor Ventura, que foi ameaçado por pessoas ligadas ao prefeito na sua residência.

Em votação, o pedido de afastamento foi acatado pelo placar de 6 à 3: à favor votaram os vereadores Robson Federal, Nando Vieira, Luís Doca, Zé Luís, Socorro Saldanha e Tião Oliveira, contra votaram os vereadores Lúcia Machado [PT], Edson Farias [PT] e Franço [PR]. Derrotada, a base de apoio do governo, liderada pela presidente da casa, Lúcia Machado, abandonou a seção que foi retomada pelo vereador Luís Doca, vice-presidente da mesa, que conduziu os trabalhos.

Neste exato momento, o vice-prefeito, Zaqueu Salomão [PMDB] está tomando posse no plenário da câmara, de onde sairá como o novo comandante dos destinos do município, tão sofrido pela administração que acaba de ser escorraçada por conta dos seus mal feitos ao longo dos últimos sete anos.

Parabéns aos nobres e corajosos vereadores que entenderam os anseios do povo e fizeram valer a justiça dando um basta na roubalheira que se instalou na prefeitura desde os primeiros dias em que o PT colocou suas patas sujas naquele recinto.

Ameaças

Vejam a que ponto chegou o desespero da turma vermelha, não obstante a baderna protagonizada no interior da câmara na última sexta feira, agora a cumpanherada ameaça qualquer um que ouse levantar a voz contra os desmandos do corrupto governo petista. Eu mesmo já recebi inúmeras ameaças aqui nesse espaço: todas devidamente armazenadas, inclusive com o IP do remetente, e entregues às autoridades competentes pelas assessorias técnica e jurídica do blog. Agora, a bola da vez é o assessor parlamentar Kellby Pereira que está sendo ameaçado através de ligações anônimas. Veja o que diz a vítima no Twitter:

@kellbypereira: "Estou recebendo ligações me ameaçando dizendo que vão quebrar minha cara e calar minha boca. Não vão me intimidar! #FORAPT."

Barbárie

O jovem que faleceu na última quarta-feira, vítima de espancamento por integrantes de uma gangue no último domingo depois da festa do Super Pop, aqui em Santa Luzia, chamava-se Antonio Assis Uchôa, filho e residente da comunidade da 12.

Segundo uma fonte que era amiga da vítima, o rapaz teve apenas uma "discussão boba" no interior da festa com um dos agressores, que o esperou na saída junto com mais quatro ou cinco brutamontes e o atacaram com socos, chutes, pontapés e tijoladas. Bateram tanto que Antonio Assis ficou desacordado com o rosto deformado e todos os dentes quebrados. Ainda de acordo com a mesma fonte, Antonio já chegou no hospital com morte encefálica e as pancadas foram tão fortes que nenhum dos órgão serviram para doação, de tão machucados que estavam.

À beira de um ataque de nervos

Segundo fontes do blog, especialmente hoje os conclaves petistas se intensificaram e devem varar a madrugada tirando o sono dessa turma que está à base de "Maracugina" há muito tempo.

Ainda de acordo com as mesmas fontes, o QG vermelho [uma instituição que atende crianças e adolescentes em situação de risco, aqui na City] está movimentadíssimo: é um entra-e-sai danado, reuniões, ligações...

Tudo isso por que amanhã é o fatídico dia D.

Mais segurança

Em cumprimento a mais uma promessa de campanha, o governador Simão Jatene [PSDB] lançará, ainda neste semestre, o edital do concurso para o preenchimento de 3 mil vagas no Sistema de Segurança Pública do estado para atender as demandas da capital e do interior.

As vagas estão divididas entre a Polícia Civil [500], Polícia Militar [2 mil] e Susipe [Superintendência do Sistema Penal], que terá 500 novos agentes penitenciários. Entre os cargos que estão sendo disponibilizados estão os de escrivão, investigador e delegados da Polícia Civil, e, no caso da PM, soldados.

Juventude ameaçada pelas drogas

Falar sobre as drogas na vida dos jovens não é uma tarefa fácil, pois exige que a gente [pais, educadores, escola e até autoridades] tenha uma noção mais aproximada possível da realidade em que se encontra o jovem em nosso país e em nossa cidade.

Talvez por causa da falta de oportunidades de acesso ao emprego, á cultura, ao esporte e ao lazer, as drogas têm uma capacidade incrível de penetrar na vida dos jovens, crianças e adolescentes. Eles buscam nelas um “espírito aventureiro” para vidas que muitas vezes parece sem graça e sem sentido. Em geral, os jovens não têm a compreensão exata de limites e quase sempre acham que um cigarro de maconha, uma cheirada na cocaína ou uma pedra de crack é só mais uma forma inocente e despretenciosa de obter de obter um prazer, mesmo que momentâneo.

A porta de entrada para o mundo das drogas parece inofensiva e até divertida, regrada a fortes emoções que lhe induzem á ir mais longe atrás de novos desafios que você naturalmente aceita, pois imagina estar no comando. Algum tempo depois vem o lado sombrio e tortuoso em que percebe que está completamente viciado e precisa de mais drogas pra continuar tendas as mesmas sensações de antes.

Aí você percebe que não está no comando de suas próprias ações. Essa é a parte mais perigosa, pois em alguns casos, o jovem precisa entrar no “submundo do crime” para obter o baseado que tanto deseja. É um caminho, na maioria das vezes, sem volta, uma vez que pra financiar seu vício o jovem realiza pequenos roubos, assaltos e presta serviços aos traficantes para os quais está devendo na “boca de fumo”.

É muito comum nessa fase sumir objetos da casas dos pais e os jovens viciados adotarem comportamentos agressivos e violentos quando contrariados. Estão sempre na “balada”, chegam de madrugada e passam o dia todo dormindo para novamente repetir o ciclo no dia seguinte.
Como os pais não foram educados para entender o comportamento dos filhos e sim para impor regras que nestes casos não servem para nada é comum que não percebam as mudanças no cotidiano de seus filhos. Quando percebem, muitas vezes, já é tarde e os filhos já estão viciados e envolvidos no crime. Nestes casos o vício deve ser encarado como um problema de saúde pública que exige cuidados médicos, atenção e carinho da família.

Sem dúvida nenhuma é sob a influência das drogas que muitos jovens e adolescentes praticam atos insanos como assaltos, homicídios, estupros, latrocínios e outros delitos que muito mal faz a si e a própria sociedade.

Antes, nós de santa Luzia, sabíamos disso porque assistíamos pela televisão ou líamos nos jornais. Hoje infelizmente essa realidade já está muito presente em nossa cidade onde o tráfico de drogas já têm seus tentáculos em diversas “bocas de fumo” espalhadas pela periferia, escondidas sob o olhar complacente e permissivo de nossas autoridades e da polícia.

Não por acaso, nos últimos anos têm aumentado os índices de violência em nosso município o que nos deixa apavorados diante de uma realidade para a qual não estávamos acostumados. A Violência se manifesta no cotidiano de forma disfarçada e aparentemente sem vinculação com o mundo das drogas, pois trata-se de crimes comuns que ocorrem de forma banal, porém causam muita dor e sofrimentos para as vítimas e seus familiares.

Jorge Daniel
[Professor, geógrafo especialista em Educação Ambiental]

Mais do mesmo

Vejam só a que ponto chegou a irresponsabilidade da nociva administração petista e sua formidável mediocridade: no arfã de querer mostrar serviço e se contrapor às graves denúncias de corrupção, que podem culminar com a queda do rei e de todos os seus valetes, iniciaram nos primeiros dias de agosto a reforma da escola João Gomes com a promessa de conclui-la em 45 dias.

Esgotado o prazo e a promessa não cumprida, verifica-se que será necessário ainda mais algum tempo pra a conclusão das obras: com isso, o mês de setembro se aproxima do final com a terceira avaliação já batendo à porta, enquanto os milhares de alunos da maior escola do município ainda não tiveram nenhum dia de aula sequer no segundo semestre. Diante do desastre anunciado, muitas mães já acionaram o Conselho Tutelar do município e prentendem ingressar com uma ação na justiça contra a administração municipal e a Secretaria de Educação, cobrando providências.

Pelo visto, além de se defender das "supostas" irregularidades cometidas pelos timonieros desse governo, a petezada governista terá agora mais um probleminha para se preocupar. Quanto ao termo "supostas" que empresto às denúncias reflete apenas a presunção legal do princípio da inocência, pois os fatos narrados e os índices acostados são de robusta suficiência para que o Ministério Público e a própria Câmara Municipal tomem atitudes contundentes para lhes investigar a veracidade e, consubstanciadas, providenciem as medidas legais cabíveis ao fato: pelo que narram as denúncias já houve prefeito cassado e até preso por muito menos.

As irregularidades detectadas pela auditoria da CGU [Controladoria Geral da União] e atestadas no relatório final da investigação envolvendo milhões em licitações supostamente fraudulentas ou direcionadas, pagamentos indevidos a prestadores de serviços e desvios de recursos de setores essenciais, como saúde e educação, por si só já são suficientes para configurar crimes contra o patrimônio público, o que dá suporte legal ao movimento encabeçado pelo vereador Robson Federal [PT] e seus pares para afastar o prefeito do comando do município. Que cumpra-se a lei, com todos os seus rigores...

Tragédia

Faleceu ontem no início da noite no HM [Hospital Metropolitano] em Belém, um jovem luziense que residia na comunidade da 12. Causa da morte: traumatismo craniano e lesões corporais graves.

O referido rapaz, foi mais uma vítima das gangues que tomaram conta da cidade e vêm aterrorizando os luzienses, principalmente em dias de grandes eventos, como o de sábado [festa do Super Pop]. Tudo começou com uma discussão dentro da festa e quando o rapaz já ia embora, depois da festa, foi atacado à socos, pontapés e tijoladas na cabeça por um grupo de aproximadamente cinco elementos até ficar desacordado em frente o terminal.

Socorrido e hospitalizado, não resistiu aos ferimentos vindo à óbito. A família, revoltada, prestou queixa na polícia que está à procura dos assassinos.

Jader perde pela quinta vez seguida no Supremo

Jader Barbalho sofreu a sua quinta derrota consecutiva no STF [Supremo Tribunal Federal] por conta da Lei da Ficha Limpa [Lei Complementar 135/2010]. Na última sexta-feira, o ministro Luiz Fux indeferiu liminarmente o Mandado de Segurança [MS 30.735] no qual Jader pedia o deferimento de seu registro de candidato ao cargo de senador, garantindo com isso sua diplomação e posse.

Anteriormente, os ministros Joaquim Barbosa, Ricardo Lewandowski, Cezar Peluso [presidente do STF] e o próprio Luiz Fux também rejeitaram as tentativas do peemedebista de assumir a vaga no Senado Federal.

Flexa Ribeiro entre os mais influentes do Congresso Nacional

O Senador Flexa Ribeiro [PSDB] está entre os cem parlamentares mais influentes do Congresso Nacional. A pesquisa, publicada anualmente pelo Diap [Departamento Intersindical de Assessoria Parlamentar] aponta os 100 "Cabeças do Congresso", a chamada "elite parlamentar". De acordo com o DIAP, são considerados "Cabeças do Congresso" aqueles parlamentares que conseguem se diferenciar dos demais.

Entre os atributos que caracterizam um protagonista do processo legislativo , o DIAP destaca a capacidade de conduzir debates, negociações, votações, articulações e formulações, seja pelo saber, senso de oportunidade, eficiência na leitura da realidade, e, principalmente, facilidade para conceber ideias, constituir posições, elaborar propostas e projetá-las para o centro do debate, liderando sua repercussão e tomada de decisão.

Para Flexa Ribeiro, a inclusão de seu nome entre os "Cem mais influentes do Congresso Nacional" é o reconhecimento de um trabalho que vem sendo desenvolvido há vários anos em defesa do estado do Pará.

O gigante ameaçado

No mês de Dezembro o povo paraense será convocado, através de um plebiscito, a decidir sobre as propostas de divisão do estado do Pará que poderá ou não dá origem a mais duas unidades federativas em solo paraense: Os estados de Carajás e Tapajós.

Como educador e professor de Geografia da rede estadual e municipal de educação é oportuno esclarecer sobre o conteúdo das discussões, acrescentar informações, pontos de vistas e argumentos contra ou a favor da divisão. Como paraense também devo manifestar minhas opiniões a respeito da temática que envolve não apenas a questão territorial, mas, sobretudo, o sentimento patriótico de homens e mulheres que são filhos desta terra.

O estado do Pará já nasceu gigante, englobava o Amapá, o Maranhão e o Amazonas; perfazendo a maior unidade territorial do Brasil - colônia. Em função das políticas territoriais e dos interesses econômicos foi sendo sistematicamente dividido para dá origem a outros Estados e territórios federais. Ainda assim, somos o segundo maior Estado em dimensão territorial, um lugar onde vive um povo trabalhador, criativo e hospitaleiro que dança carimbo, toma tacacá e bebe açaí. Devoto de nossa senhora de Nazaré, do clube do Remo e do Payssandú.

Temos em nossas terras uma cultura fabulosa de origem indígena e ribeirinha, uma natureza exuberante, uma biodiversidade que desperta a atenção do mundo. É em nossas terras que está a maior província mineral do planeta, uma das maiores reservas de água potável, onde a maior bacia hidrográfica [Rio Amazonas] despeja no oceano atlântico milhões de metros cúbicos de água por segundo. Apesar de tudo isso somos um Estado rico de povo pobre como atesta a leitura do IDH [Índice de Desenvolvimento Humano] e a maior parte dos indicadores sociais conhecidos.
Em função das enormes distâncias e da ausência de políticas públicas que não dão estímulos ao desenvolvimento de algumas regiões afastadas do centro do poder estabelecido na capital [Belém] e na região metropolitana, surge o discurso do suposto “abandono” que alimenta os projetos de divisão territorial.

Não se pode negar, completamente, a veracidade de alguns argumentos defendidos pelos que querem criar novos Estados. De fato somos um Estado de dimensões continentais que reúne condições geográficas e ambientais que desestimulam a presença firme do governo em alguns municípios, muitos deles localizados [isolados] a centenas de quilômetros de distancia da capital onde o acesso só é possível de barco ou avião.

Mas isso por si só não é suficiente para esquartejar o Estado do Pará. Há outros meios de resolver os problemas que condenam uma parte da população paraense ao abandono e ao subdesenvolvimento. Uma fórmula que costuma dá certo é atrair investimentos para essas regiões e criar condições estruturais para romper com esse isolamento geográfico. Isso depende de vontade política capaz, por exemplo, de concluir a BR-163 [Cuiabá-Santarém], a Transamazônica, viabilizar a Hidrovia Araguaia-Tocantins, a ampliação do Porto de Santarém e outras políticas públicas que atraiam empresas e gerem emprego para as populações locais.

Experiências bem sucedidas de divisão [o Estado do Tocantins] servem, na verdade, para ocultar o que está por trás dos discursos favoráveis ao retalhamento do Estado do Pará. Com a criação do Estado de Carajás ou Tapajós serão criadas inúmeras vantagens e oportunidades para as elites regionais idealizadoras do processo de divisão.

Centenas de cargos públicos [Governadores, Deputados, Senadores, juízes, Desembargadores, Vereadores, Promotores, Defensores...], bilhões de reais repassados pela união para obras públicas nesses locais e poder de barganha junto ao governo federal são só algumas das possibilidades de ganho político dessas elites. O interesse do povo, como sempre, vêm em segundo plano, embora este seja o grande afiançador dos objetivos políticos.

Curiosamente, as principais lideranças que estão por trás da divisão são naturais de outros Estados que foram recebidos pelo Pará de braços abertos e agora conspiram contra nós demonstrando que o egoísmo e os interesses políticos e econômicos dão o verdadeiro tom da questão.
Mesmo com os visíveis “gargalos” [Lei Kandir, falta de infraestrutura, repasse de ICMS para a venda de energia, a desorganização da classe política...] que engessam o nosso desenvolvimento, ainda assim somos um Estado viável, um dos principais responsáveis pelo saldo positivo de nossa balança de exportações brasileiras.

Dependendo de algumas obras e políticas públicas eficientes que estimulem o desenvolvimento integral do Estado e a conquista da cidadania dos paraenses [Conclusão de rodovias, a ampliação da ferrovia Norte-Sul até Barcarena, a construção do Porto de Espardate, a industrialização e verticalização da produção mineral, a ampliação do Porto de vila do Conde...] seremos ainda mais fortes e unidos na defesa da família, do território e dos valores do povo paraense.

Jorge Daniel
[Professor, geógrafo e especialista em Educação Ambiental]

Novela peemedebista

Segundo informações da assessoria do empresário Edno Alves, o mesmo deverá assumir o comando da comissão provisória do PMDB luziense nos próximos dias: o aval teria sido dado pelo próprio Jader Barbalho, o morubixaba do PMDB paroara, durante o encontro regional da legenda acontecido na última sexta-feira, 16, na Câmara Municipal de Capanema com a presença das principais lideranças peemedebistas da região Nordeste do estado.

Há quem diga que a ida de Edno [ex-PSB/PPS] para o PMDB, desbancando o vice-prefeito Zaqueu Salomão do comando do diretório municipal, tem as digitais da agrônoma Soane Castro, via deputada Simone Morgado.

Em tempo

O final de semana foi sem dúvidas o mais movimentado do ano na City: com grandes eventos e para todos os gostos.

Sábado, a mega festa com a aparelhagem "Super Pop Águia de Fogo" reuniu milhares de baladeiros luzienses e de cidades vizinhas no galpão da Transportadora Bonfim [galpão do Elber] até as horas finais da madrugada de domingo. Sucesso total em mais um evento que leva a marca "J & G Eventos".

DSC07706

O lado negativo [como sempre] em eventos desse porte, fica por conta da violência: algumas pessoas foram vítimas de assaltos e o episódio mais lamentável aconteceu fora do ambiente e depois da festa. Dois homens, um de luziense, amigo da galerinha baladeira, e um cachoeirense, com muitos amigos aqui na City, discutiram por causa de uma disputa de sons automotivos e o desfecho do bate-bocas quase termina em tragédia. O taxista cachoeirense atropelou, de propósito, de acordo com os presentes, o luziense e teve seu carro quebrado pelos amigos da vítima. O atropelado está hospitalizado, mas sem risco de morte, felizmente.

Ontem, domingo, aconteceu a "II Etapa do Campeonato Paraense de Motocross" com a presença dos principais nomes da modalidade, no estado, e reuniu muitos expectadores na pista do Edno, no Km 48. Durante a disputa de uma das categorias, um piloto de Parauapebas caiu e quebrou uma das pernas, mas o principal destaque ficou por conta do luziense Jonas Gustavo, calouro no motocross, que estava fazendo bonito na segunda colocação deixando muitos pilotos experientes "comendo poeira" quando, infelizmente, caiu e foi obrigado a deixar a competição.
aa

À propósito, pelo desempenho de ontem em plena estreia nas pistas, Jonas Gustavo desponta como uma das grandes promessas luzienses no motocross: "Tem futuro, o menino, só falta experiência" - afirmou um piloto profissional, depois de cumprimentar o garoto.

Ainda ontem, no início da noite aconteceu a "II Parada LGBT de Santa Luzia do Pará", contra a homofobia, levando integrantes e simpatizantes do movimento às ruas da City que se encheram de cores e alegria ao som de um trio elétrico. Depois da passeata, a "Parada Gay" continuou no palco instalado no centro da cidade com discursos de militantes e apresentações artísticas e culturais sobre o tema para as muitas pessoas que foram até o local prestigiar o evento.

O Anexo's, em Capanema é o point preferido pelos bacanas luzienses: nas mesas do badalado restaurante acontecem encontros políticos, comemorações de datas especiais e simples almoços de amigos...

A Paróquia de Santa Luzia, leia-se Pe. Elias, comemorou ontem mais um aniversário da instituição do Dízimo na comunidade católica luziense com uma grande "festa", à noite, depois da missa das 19 hs, na praça da Igreja Matriz com direito à "parabéns pra você", bolo de aniversário e muita comida para os presentes. Vida longa ao Dízimo...

A "Sexta do Charque", o happy hour mais exclusivo da City, que continua com força total reunindo todas as sextas-feiras os velhos integrantes da confraria, passou a contar agora com mais um ilustre membro: o prefeito de Cachoeira do Piriá, Antenorzinho Oliveira [PV].

Perguntinha básica: "Afinal, quem é mesmo o manda-chuva do PMDB luziense? O vice-prefeito Zaqueu Salomão ou a turma de dissidentes, ligada à deputada Simone Morgado?"

Um grande abraço do blog aos amigos luzienses Nilsinho, Neto Bil, Jr. Pereira e Dudu, leitores assíduos deste espaço em Santa Luzia do Paruá, na terra de Sarney, onde trabalham na indústria madeireira, e estiveram de volta à City para curtir a badalação do final do semana.

Circo vermelho

O lamentável episódio ocorrido na Câmara Municipal na última sexta-feira foi mais uma ato consequente do total desespero da patezada em face ao eminente afastamento do apedeuta por conta das graves denúncias de corrupção que pesam sobre ele e seu mal-fadado governo: os "milhares de pessoas" [que comparecereram para defender o meliante] alardeados pelos boçais petistas aos quatro ventos, na verdade são funcionários da prefeitura e beneficiários de programas sociais, intimados, para não dizer forçados, à se misturar aos gangsters importados para promoverem desordem e anarquia na câmara com o intuito de intimidar os legítimos representantes do povo [vereadores] e assim impedi-los de fazerem o seu trabalho em prol da coletividade.

O mais lamentável ainda é ver a estrutura do município de joelhos à serviço dos desmandos de um governo e seu partido. A educação, sob o comando da ex-sindicalista e agora czarina do Fundebb, com o falso pretesto de uma reunião para debater assuntos de interesse dos funcionários suspendeu as aulas em todas as comunidades do interior e ainda colocou o transporte escolar para arregimentar os barderneiros. E mais, uma instituição mantida com verbas públicas e que atende crianças em situação de risco, aqui na cidade, serviu de QG para o planejamento dos vergonhosos acontecimentos ocorridos na fatídica sexta-feira. Há testemunhas.

Portanto, o total descontrole protagonizado por secretários e funcionários graduados, no interior da câmara, só evidencia o medo  que esse governo tem de ser surpreendido por uma devassa nas contas do município, que diga-se de passagem, iria desfraldar muita coisa podre escondida em baixo do tapete vermelho: a principal fonte do aparelhamento financeiro do PT e suas cabeças coroadas, hoje integrantes da nova aristocracia luziense.

O desepero se abateu na cumpanherada depois que todas as tentativas de aliciamentos financeiros aos vereadores integrantes da frente parlamentar suprapartidária denominada "Liga da Justiça", fracassaram. Então, diante da possibilidade de serem escorraçados do poder os ex-éticos petistas partiram para o tudo ou nada: ameaças, intimidações e baderna, sua marca registrada.

Encontro Regional do PMDB em Capanema define Chico Neto como pré-canditado em 2012

apmdb 
O presidente estadual do PMDB, o senador eleito Jader Barbalho, realizou encontro para abonar fichas de filiação de novos adeptos do partido, ontem, em Capanema. A grande maioria dos membros filiados na reunião é pré-candidata às eleições municipais de 2012.

Desde as 15h de ontem, o plenário da Câmara Municipal de Capanema, local do encontro, estava repleto de peemedebistas e lideranças que foram aderir ao partido. As atividades começaram às 17h, com a chegada de três peemedebistas que estavam sendo especialmente aguardados: Jader Barbalho; o prefeito de Ananindeua e presidente da Famep [Federação das Associações dos Municípios do Estado do Pará], Helder Barbalho, e a deputada estadual Simone Morgado, parlamentar que coordenou o serviço burocrático do ato das filiações.

A reunião foi organizada pelo líder peemedebista de Capanema, Chico Neto, pré-candidato do PMDB a prefeito do referido município e contou com centenas de lideranças políticas com e sem mandato.

Jader Barbalho assinalou que a reunião apontará uma pré-seleção para os representantes do PMDB nas eleições de 2012, uma vez que o prazo para filiação de candidatos é de pelo menos um ano de antecedência ao dia do voto. “Esse é o momento de estruturar o partido para entrar em campo. Nós não estamos de brincadeira. Pelo contrário, estamos preparando uma seleção para sermos campeões de votos no Pará”, disse o líder.

Diante do plenário superlotado, Jader agradeceu lideranças vindas de diversos municípios da região nordeste do Pará, lugares oficialmente representados por seus prefeitos: Élia Jacques [Peixe Boi], Milton Xavier dos Santos [Garrafão do Norte], Cláudio Barroso [São João de Pirabas], Edson Oliveira [Bragança], Amós Bezerra [Augusto Corrêa], Tinô Santos [Maracanã] e Ribamar Monteiro de Carvalho [Marapanim]. O encontro contou ainda com peemedebistas de Bonito, Santarém Novo, Tracuateua, Viseu, Mãe do Rio, Garrafão do Norte, Aurora do Pará, Igarapé-Açu e Quatipuru.

Diário do Pará

Palhaçada

Recebi [via email] e publico o artigo abaixo, da lavra do nosso colaborador que prefere o anonimato, por questões óbvias:

É o que se verifica, a cada sessão, na Cãmara Municipal de Santa Luzia do Pará. De um lado, uma turma, que se alcunha dono do erário, extrapolando todos os limites da sensatez, gastando dinheiro a rodo e utilizando de métodos nada éticos na condução política de nosso querido município. De outro, uma turminha, alcunhada de Liga da Justiça, a qual não passa de um bando de alucinados, com maioria absoluta para afastar, mesmo que temporariamente, o atual administrador, mas que, devido à incompetência legislativa, não o fazem. Não o fazem porque também não tem respeito com o povo que os elegeram. Já está mais do que provado que essa ladainha está pior do que a dos esmoladores de São Benedito de Bragança, que todo mundo ouve, mas ninguém traduz. A diferença é que, lá, é uma tradição de mais de 200 anos, enquanto que, aqui, é coisa de dois mandatos. Lá, prevalece o respeito à religiosidade de um povo, enquanto que, aqui, pensam que o povo é platéia de circo, vendo os dois lados se engalfinharem, se ofenderem e, definitivamente, mostrarem tão quão são incapacitados para assumirem uma cadeira no parlamento mirim.

Como forma de repúdio, gostaria de conclamar a grande maioria de nossa população a menosprezar a atual conjuntura política vigente na cidade morena. Como eleitor consciente e cidadão luziense, gostaria de conclamar a juventude de nossa terra a repelir veementemente os atuais componentes do cenário político atual, seja de qual dos dois poderes for. Como funcionário público municipal que sou, rechaço a atitude de, no intuito de lotar dependências da Câmara, o governo faculte serviços nas repartições municipais sem motivo plausível. Frise-se que, do quadro funcional atual, a grande maioria adentrou via concurso público e não é o não atendimento à uma convocação infundada que será motivo de retirada desse direito legalmente adquirido. Esse tema, aliás, característico de rito sumário, é mais [e muito mais] relevante do que o caso da contratação das bandas de forró mineiras, julgado improcedente de acusação por parte do STF, conforme postagem anterior neste espaço.

Está mais do que na hora de colocar os pingos nos “is”, acordar e reconhecer que, para Santa Luzia, o melhor é que o atual mandatário [ou atuais mandatários] concluam o mandato a eles delegados pelos eleitores. E a Liga da Justiça [com seus super-herois] que se posicionem e adotem a postura que qualquer personagem dos quadrinhos ou das telas adotaria: mostrem que vocês honram os votos que vos deram [ou as calças que vestem].

Se realmente vossas excelências [com minúsculas mesmo] possuem alguma prova que justifique o afastamento do gestor atual, o que estão esperando, se a oposição é maioria? A presidente da casa não tem autonomia para obstruir pauta de votação. Então, o que falta? Oferta de dinheiro por parte do Executivo? Coragem pra levar adiante o processo? Provas concretas da materialidade e autoria de delitos?

Se existem requisitos substanciais que justifiquem a hipótese de afastamento do alcaide municipal, não vejo motivação para se retardar o início do processo. Se não os há, porque não mudam o disco? Com essa prática, tanto um lado quando o outro [situação e oposição], zomba da nossa cara, divertindo-se às nossas custas, rindo das discussões entre os comuns que rolam nos quatro cantos da cidade: o prefeito sai ou não sai? E, assim, com as suas palhaçadas, vão enganando a muitos ingênuos [ou burros, politicamente falando], pra não chamar de palhaços, dentre os quais me incluo.


De um simples colaborador!