Archive for Fevereiro 2012

À cata de uma liminar para chamar de sua

Fonte do blog que esncontra-se na capital do estado entrou em contato para comunicar que a mais alta cúpula petista, incluindo-se aí o apedeuta e esposa, o ex-todopoderosos Gedson e esposa, vereadora Lúcia Machado e outras eminências pardas que orbitam em torno da "Quadrilha Solidária", estão em Belém desde segunda-feira acompanhados da sua equipe de rábulas procurando uma saída jurídica para o grande embróglio em que se encontram os desonestos companheiros.

À propósito, a mesma fonte garantiu que os cardeais petistas entrarão esta tarde no Tribunal de Justiça do Estado com um pedido de desagravo de instrumento contra a decisão do juiz da Comarca de Santa Luzia que afastou os larápios petistas do comando do município. Todo cuidado é pouco com essa turma, que está muito bem municiada com mais de R$ 1 milhão saqueados dos cofres da prefeitura somente na última segunda-feira.

Fala vereador Robson Federal

Sem falsa hipocrisia, mesmo quando integrava o nefasto governo dos honestos companheiros, a figura do vereador Robson Federal [PSD] sempre me chamou a atenção pela sua preocupação com honestidade e a ética na vida pública: seus discursos inflamados, tornaram-se sua marca registrada nos comícios e, principalmente, na tribuna da Câmara Municipal. Há tempos tomei conhecimento do fato de que o nobre edil é leitor assíduos deste humilde espaço, desde então cultivei a esperança de algum dia postar uma participação sua, e hoje, eis que o vereador Robson Federal, o grande guardião da ética nesse município, nos presenteou com o texto que transcrevo abaixo, na íntegra:

O prefeito de Santa Luzia, o "Louro do PT", está todo enrolado. Foi afastado pela justiça na última segunda-feira, 27, à pedido do Ministério Público Estadual por ter desviado os recursos destinados à construção do Matadouro Municipal.

Por conta da sua irresponsabilidade, de não ter feito a obra, o povo de Santa Luzia tá pagando o pato, comendo carne de procedência duvidosa, sem nenhuma fiscalização dos órgãos sanitários colocando em risco a saúde da população. Foram dois convênios para fazer o amtadouro, no valor de R$ 500 mil e a fiscalização do Tribunal de Contas do Estado constatou que só foi aplicada a metade do dinheiro. A outra metade SUMIU, DESAPARECEU, ESCAFEDEU-SE...

LOURO, CADÊ O RESTO DO DINEHIRO? OH, LOURO CADÊ O DINHEIRO?

Até a balança e a caixa d'água sumiram: dizem as más línguas que foi o tal Felipe, mão de gato, que deu um fim nelas...

Agora imaginem quando a Promotora de Santa Luzia começar a denunciar a roubalheira dos recursos do FUNDEB e da SAÚDE. Segundo os linguarudos de plantão, as respectivas secretárias VIVIANE ARAÚJO e VÂNIA BLANDTT estão à beira de um ataque de nervos e por isso esgotaram os estoques de MARACUJINA das farmácias. Tomam uma dose do famoso calmante de 5 em 5 minutos... Toma-te!

De acordo com apurações preliminares da justiça, ao longo desses 7 anos de governo, os desvios de dinheiro público, LADROAGEM MESMO, podem chegar ao estatosférico valor de R$ 30 milhões. É TANTO DINHEIRO QUE BESTA NENHUM CONSEGUE CONTAR...

FIRMAS FANTASMAS, NOTAS FISCAIS FRIAS E FRAUDES EM LICITAÇÕES PARA ROUBAR O DINHEIRO DO POVO TEM SIDO A MARCA REGISTRADA DO GOVERNO LOURO. A LADROAGEM É TÃO GRANDE, QUE O MINSITÉRIO PÚBLICO NÃO TEM DÚVIDAS DE QUE O FILHO DO PREFEITO, O EX-PICOLEZEIRO, É O CHEFE DA QUADRILHA.

Para complicar, na última segunda-feira, 27 de fevereiro, já afastado do cargo pelo juiz, O LOURO DO PT, montou um esquema e sacou do Banco do Brasil mais de R$ 1 milhão de uma tacada só. Não deixou nada, nem um tostão furado. Só do FUNDEB levaram R$ 600 mil, isso só na segunda-feira, repito.

No caixa da prefeitura, o novo prefeito Zaqueu, não encontrou nada: nem moedinhas. Por que o Louro e a sua quadrilha levaram todo o dinheiro do pagamento dos funcionários...

Mais uma vez: CADÊ O DINHEIRO LOURO?

E o dito cujo ainda quer se fazer de santinho. SÓ SE FOR DO PAU OCO...

- ALÔ POLÍCIA!!! PEGA O LADRÃO...

Polícia prende bandidos que realizavam saques com cartões clonados

A polícia prendeu ontem pela manhã, em flagrante, no mercadinho Nossa Senhora do Desterro I, leia-se mercadinho do Nelson, no Bairro Novo, dois elementos portando dezenas de cartões, provavelmente roubados ou clonados, quando estes realizavam vários saques em um terminal bancário que funciona nas dependências do estabelecimento, chamando a atenção da funcionária que comunicou o caso à polícia.

No carro usado pelos bandidos, além de inúmeros cartões e documentos em nome de terceiros, a polícia também encontrou uma grande quantidade de maconha e cocaína. Os meliantes encontram-se presos na delegacia de polícia de Santa Luzia à disposição da justiça.

À propósito

Uma quadrilha perigosíssima [que não é a do PT, ufa!] que atua por aqui há tempos está espalhando o terror em Santa Luzia e região: no final da semana passada assaltaram o tesoureiro de Cachoeira do Piriá, Zé Florêncio, à luz do dia nas proximidades de Capanema quando este acabara de sair de uma agência bancária e, no mesmo dia, um carro com as mesmas características tentou assaltar uma senhora dona de garimpo em Cachoeira quando esta também voltava de Capanema.


Segundo informações, o bando é composto por mais de dez elementos e atua principalmente no roubo de gados em fazendas e cargas nas estradas da região.

Voltando ao normal

As coisas começaram a funcionar na City, agora sob o comando do novo prefeito Zaqueu Salomão que mesmo com os cofres vazios, por que as ratazanas petistas rasparam até o último centavo [mais de R$ 2 milhões] das contas da prefeitura antes de serem apeadas pela justiça na última segunda-feira: o serviço de coleta de lixo domiciliar voltou a funcionar e os garis da prefeitura estão nas ruas trabalhando para recolher as montanhas de lixo acumuladas ao longo de mais de duas semanas.

Rede Celpa pede concordata

Detentora absoluta do vergonhoso título de "a pior concessionária de energia elétrica do país" e amargando uma dívida de aproximadamente R$ 4 bilhões que só tem piorado a saúde financeira da Rede Celpa nos últimos 4 anos, o Grupo Rede, dono da distribuidora, jogou a toalha nessa terça-feira, 28, e entrou com pedido de recuperação judicial, que juridicamente significa um pedido de concordata.

Traduzindo: para não falir, a Rede Celpa resolveu dá um calote nos seus credores e à partir de agora busca uma saída para a crise. O mais provável é que também esta fatura, assim como tantas outras, seja debitada na conta do ilustre contribuinte, por que o conselho administrativo da empresa busca um entendimento com a Eletrobrás para que esta assuma o prejuízo, já que nenhum investidor em pleno exercício das suas faculdades mentais teria corajem de se arriscar adquirindo uma empresa deficitária à beira da liquidação total dos seus ativos.

Ex-vereador Assis Pinto

Este simpático senhor hoje residente no município de Salinópolis onde curte sua aposentadoria com certeza não passa de um ilustre desconhecido para as novas gerações, mas o senhor em questão prestou uma grande contribuição ao jovem município de Santa Luzia do Pará que este ano completará 21 anos de emancipação política graças ao seu empenho. Trata-se do ex-vereador Francisco de Assis Ferreira [Assis Pinto, como é conhecido pelos mais antigos] que conquistou uma vaga na Câmara Municipal de Ourém pelo PMDB nas eleições municipais de 1988 ao lado de mais cinco luzienses: Aldemir da Conceição Aires de Oliveira [Mico/PTB], Belmiro Monteiro de Farias [Bira/PMDB], José Elviro Soares [Zé Joca/PMDB], Juaracy Ferreira de de Araújo [Seu Juracy/PMDB] e Manoel Januário [Seu Januário/PFL] quando o também luziense Raul Mota Costa [Raul Mota] elegeu-se, pelo PMDB, prefeito daquele município ao qual Santa Luzia era vinculado em forma de distrito.

Com a importante conquista dos luzienses naquele ano [1988] sobre os ouremenses: a prefeitura e seis das nove cadeiras da câmara o movimento de independência de Santa Luzia ganhou força tornando-se inevitável com o empenho desses bravos luzienses que no final da legislatura e do mandato do prefeito Raul Mota, em 1992, lograram êxito transformando a então Vila de Santa Luzia no município de Santa Luzia do Pará com a eleição do seu primeiro prefeito, Juracy Araújo.




Nota: Contribuiu com as fotos o amigo Rainiomar Fonseca, doutorando em Química pela UFF [Universidade Federal Fluminense], ataulamente residindo em Niterói/RJ.

A ficha ainda não caiu

Desde sua posse na tarde de ontem que o prefeito Zaqueu Salomão [PSD] está enfrentando dificuldades para ter acesso aos órgão públicos, incluindo-se aí a sede da prefeitura, por que os petistas se recusam a entregar-lhe as cahaves, sendo necessário até o registro de um BO [Boletim de Ocorrência] na delegacia de polícia para permitir o arrombamento das portas dos prédios em que os responsáveis simplesmente sumiram com as chaves.


- A ficha ainda não caiu para a companheirada...

No Amazônia Jornal - Justiça afasta Louro do PT da prefeitura de Santa Luzia do Pará. Vice tomou posse.

O juiz da Comarca de Santa Luzia do Pará, André Filo-Creão da Fonseca, determinou ontem o afastamento cautelar do prefeito daquele município do nordeste paraense, Lourival Fernandes de Lima, o Louro do PT; do filho dele, Gedson Xavier de Lima - que acumula os cargos de secretário de Administração e de Finanças -; e do diretor de tributos e arrecadação de Santa Luzia do Pará, José Raimundo Nascimento. O juiz declarou ainda a indisponibilidade dos bens dos três acusados de fraudes no município. O magistrado indeferiu o afastamento do tesoureiro da prefeitura, Edir Raimundo Silva dos Reis, mas declarou indisponíveis os bens de Raimundo até o valor de R$ 200 mil. O juiz acatou pedido formulado pelo Ministério Público, por meio da promotora Adriana Passos Ferreira.

Todos os afastados respondem pelo crime de improbidade administrativa, por desvio dos recursos destinados à construção do matadouro municipal, além de terem descumprido termo de ajuste de conduta firmado com o MP, ao deixar de justificar o que fizeram com R$ 200 mil recebidos e não aplicados na construção do matadouro. Eles também são acusados pelo MP de contratar uma empresa fantasma. A Justiça pede o ressarcimento do valor aos cofres públicos. Louro do PT, seu filho Gedson e outros secretários também são acusados de ter desviado pelo menos R$ 3 milhões de verbas federais para saúde e educação do município.

A decisão do juiz de afastar o prefeito se deu após a comprovação de que Louro do PT ocultou provas dos crimes de improbidade, comportamento considerado doloso, para obstruir as investigações do Ministério Publico. Foram sonegados documentos sob a alegação de que eles haviam desaparecido, mas eles foram encontrados na casa do filho do prefeito e do presidente da Comissão de Licitação da prefeitura de Santa Luzia.

Na mesma decisão, o juiz determinou que o vice-prefeito do município, Zaqueu Alves Salomão, do PSD, responda pelo cargo enquanto perdurar a instrução processual. Por volta das 16h, o novo prefeito tomou posse em sessão extraordinária na Câmara Municipal, com o plenário lotado. Equipes do Grupo de Pronto Emprego e do Tático da Polícia Militar estiveram em Santa Luzia para garantir a ordem.

Segundo a promotora Adriana Passos Ferreira, no inquérito policial instaurado para apurar compra de favores políticos entre o Legislativo e o Executivo municipal, "foi autorizada a interceptação telefônica do requerido Gedson Lima, o qual, em conversa travada com terceiro, no dia 25 de setembro do ano passado, afirma que a promotoria estava cobrando prestação de contas e que era para o terceiro arranjar as notas".

Por isso, a Justiça autorizou medida de busca e apreensão em residências e na sede da prefeitura. No cumprimento do mandado de busca e apreensão, foi encontrado na residência de José Raimundo o original do processo licitatório que culminou com a adjudicação do objeto referente à conclusão do matadouro para a empresa Polo Construção e Pavimentação, onde consta uma única nota fiscal referente ao pagamento realizado à empresa, no valor de R$ 59.040,60, desacompanhado de empenho e nota fiscal.

Em seu despacho, o juiz afirma que ficou demonstrado que o município recebeu R$ 196 mil do Estado do Pará, por meio de Lourival Fernandes de Lima, além de R$ 4 mil de repasse próprio, para a conclusão do matadouro municipal, mas não concluiu a obra, mas apenas em 50% dela, "não havendo mais qualquer valor disponível na conta aberta para o serviço, eis que todo o numerário já fora sacado", conclui André Filo-Creão da Fonseca.

Amazônia Jornal edição de hoje, terça-feira, 28 de fevereiro de 2012

Análise quanto à Execução da Pena a qual foi sentenciado Lindemberg Alves

O artigo à seguir, da lavra do nosso colaborador Pedro Oliveira, acadêmico de Direito, deveria ter sido postado na ressaca do Carnaval, mas foi adiado por conta dos últimos acontecimento políticos da City.
Hodiernamente, observamos nos meios de comunicação, a violência que se alastra de vários modos no Brasil e no mundo. A sociedade sofre com os crimes que são cometidos sem nenhum pudor pelos agentes transgressores da norma penal, principalmente aqueles crimes que o legislador penal achou por bem, impor uma punição maior, devido sua própria natureza, os chamados crimes hediondos.

Na década de 80, a sociedade clamava por maior rigor nas leis penais, visto que estava acontecendo uma onda de crimes, principalmente de seqüestro, e muitos dos agentes que praticavam delitos que eram considerados mais graves, acabavam por serem condenados como se tivessem cometido um crime comum. Eis que em 25/07/1990, surge a Lei 8.072, mais conhecida como Lei dos Crimes Hediondos, com o intuito maior de atender ao clamor social que havia na época. Quem praticasse esses crimes [hediondos], iria sofrer um rigor maior do Estado, frente aos que cometessem crimes comuns. O tratamento passou a ser diferenciado. Quem praticasse crimes dessa natureza, não tinha direito à progressão de regime, entendimento posteriormente considerado inconstitucional pelo STF, por ferir o princípio da individualização da pena.

Este ano, houve o julgamento de Lindemberg Alves, do caso Eloá, amplamente divulgado pela imprensa nacional, por ter praticado 12 crimes, inclusive o homicídio da garota, o que chocou e revoltou o Brasil inteiro. Lindemberg foi sentenciado a 98 anos e 10 meses de prisão, pelos crimes de homicídio, duas tentativas de homicídio qualificado, cinco crimes de cárcere privado e quatro crimes de disparos de arma de fogo, integrando, desta forma, no rol dos crimes hediondos.

Sabemos que no Brasil, o tempo máximo de privação da liberdade é de 30 anos. Contudo, podemos ficar mais tranquilos, sabendo que Lindemberg cumprirá sua pena, na totalidade, em regime FECHADO, visto que a Lei 7.210/84 [Lei de Execução Penal] estabelece que só progredirá de regime, em casos de crimes hediondos, o apenado que perfazer 2/5 do cumprimento de sua pena, ou seja, ele só teria direito de ingressar em regime SEMI-ABERTO, cumprido quase 40 anos de sua pena, por ter sido sentenciado a quase 100 anos. Cumpre dizer, o tempo que ele ficará preso é de 30 anos, contudo, o cálculo que é feito para o apenado ter seus direitos assegurados é com base na pena total, entendimento do Supremo Tribunal Federal, o qual me filio, para garantir o cumprimento do princípio da individualização da pena.

O direito à progressão de regime repousa no binômio TEMPO e MÉRITO, são, portanto, os requisitos objetivo [lapso temporal] e subjetivo [bom comportamento carcerário], respectivamente. Isto é, quando ele alcançar o lapso temporal exigido pela lei, sua pena já estará extinta, tendo em vista que isso se dará próximo de 40 anos, e o mesmo cumprirá apenas 30.

Livramento Condicional? Pior ainda. Livramento Condicional é a “liberdade provisória” concedida, sob as mesmas condições acima citadas, difere apenas o lapso temporal, que é maior, qual seja, 2/3 do cumprimento da pena, em casos de crime hediondo, apresentando, ainda, bom comportamento. 2/3 de 98 anos e 10 meses é, aproximadamente, 66 anos, o que evidencia a impossibilidade de alcançar tal benefício.

Portanto, os benefícios que são concedidos aos que são condenados a penas não tão elevadas, dificilmente serão concedidos a este homem, visto ter sido condenado a uma pena muito elevada. O único instituto que Lindemberg poderá usar para diminuir seu tempo na prisão é o da Remição de Pena. O art. 126, § 1°, II, da LEP preceitua que para cada 3 dias trabalhados no cárcere, 1 dia será remido de sua pena. Exemplo: se ele trabalhar 21 anos no cárcere, sua pena será diminuída em 7 anos. Existe, também, a remição por estudo [art. 126, § 1°, I]. Para cada 12 horas estudadas, 1 dia remido. Haja trabalho e estudo para diminuir essa pena.

Devemos considerar, pois, a possibilidade da advogada de Lindemberg apelar, pedindo a diminuição de sua pena. Entretanto, esta é a decisão de primeiro grau. Desta forma, parece-nos que a Justiça foi feita, e Lindemberg terá bastante tempo para refletir sobre seus atos na Casa Penal.

Há mais para falar, mas, por hora, caro amigo, este foi um comentário rápido e superficial, afinal a Lei de Execução Penal trata de diversos assuntos [indulto, por exemplo], que não são esgotados tão rapidamente, o que tornaria a leitura cansativa para ser postada num blog.

PEDRO OLIVEIRA - Acadêmico de Direito.

Em tempo

O deputado estadual Alessandro Novelino [PMN], falecido no último sábado em um trágico acidente aéreo, além de Edinaldo Lucena tinha outros grandes amigos na City: o pecuarista Claudinho e sua esposa Elenita além do Waldete, irmão do vereador Luís Doca.

À propósito, Com o falecimento de Alessandro, a família Novelino foi abatida por mais uma tragédia num espaço de 4 anos: em 2007, seus irmãos Uraquitã e Ubiraci Novelino foram barbaramente assassinados e os corpos ocultados, com pesos e correntes, no fundo da baía do Guajará, tendo grande repercursão no estado.


Uma galerinha descolada da City criou há dias um happy hour que está dando o que falar, por conta do sucesso alcançado que fique bem claro: trata-se da "Quinta do Vinho", que como o próprio nome sugere, acontece todas as quintas-feiras regado a muito vinho e tira-gosto além do descontraído bate-papo entre os assíduos frequentadores.

No último domingo a prefeitura de Cachoeira do Piriá realizou concurso público para o preenchimento de mais de 500 vagas distribuídas entre os vários setores da administração direta e para todos os níveis de escolaridade. A procura foi tão grande que surpreendeu a empresa responsável pelo certame que inscreveu mais de 3.500 candidatos, segundo informações.

O afastamento do prefeito de Santa Luzia, "Louro do PT", determinado por ordem judcicial proferida pelo juiz de direito da Comarca de Santa Luzia, Dr. André Filo-Creão da Fonseca, por conta das gravíssimas denúncias de desvios de recursos públicos e corrupção que pesam sobre o alcaide, foi o assunto mais comentado entre os luzienses nas redes sociais durante todo o dia de ontem. Até aí nada de anormal, porém o que chamou atenção mesmo foi o público interessado na discussão: jovens e adolescentes de no máximo 20 anos que botaram a boca no trombone expressando muita indignação com a situação do município saqueado pelo governo petista.

À propósito, o grande número de obras paradas [estádio, matadouro, ginásio de esportes, hospital, "fábrica de açaí"...] foi o tema que mais recebeu atenção do internautas, seguido dos desvios de recursoso dos cofres da prefeitura e, consequentemente, o enriquecimento rápido e injustificável dos principais valetes do finado governo petista.

Segundo um amigo próximo do vereador Zé Luís [PSD], aquele que dispensa comentários, o dito cujo é um verdadeiro poço de arrependimentos em relação ao acordo financeiro de R$ 450 mil firmado com a "Quadrilha Solidária" que o alçou para as hostes do ex-governo petista. "Disque" o homem chora o dia inteiro acometido por um violento surto depressivo que já lhe consumiu mais de 20 kg do seu peso, isso antes da queda do apedeuta, imaginem só agora que o tal acordo com um famoso agiota de Capanema não será mais cumprido tirando-lhe tudo o que recebeu em troca da traição para com seus pares em favor da petezada corrupta?

À propósito, o vereador Franço [PR] em um desses raros momentos de lucidez que de vez em quando lhe devolve à realidade, desfraldou as velas e direcionou o leme do seu barco rumo aos integrantes da "Liga da Justiça" fazendo as pazes com a racionalidade ao integrar a base de apoio político do govenro Zaqueu Salomão, que hora se inicia, deixando para trás os companheiros vermelhos, náufragos da sua própria soberba.

Com o retorno do vereador Franço, a "Liga da Justiça", volta a ter maioria absoluta no parlamento municipal, seis integrantes, dois terços, portanto, com musculatura suficiente para afastar o ex-prefeito petista, caso uma daquelas liminares patrocinadas pelo Fundeb seja expedida em seu favor.

O clima de velório não se abateu apenas entre os companheiros da sede do município: segundo fontes do blog, espalhadas por várias comunidades, os petistas do interior estão aos prantos em todos os rincões luzienses. "O chororô é grande", garantiu um interlocutor do signatário do blog, há pouco...

À propósito, a essa hora todos os ex-poderosos dirigentes de autarquias municipais e seus agregados, gente muito arrogante na sua maioria, já estão de partida com destino ao olho da rua onde o ócio e a fila do desemprego lhes esperam.

No blog do Parsifal - Vereadores de Santa Luzia do Pará formalizam ao TJE-PA pedido de providências por suposto suborno


Rende além das fronteiras de Santa Luzia do Pará a ação que o Ministério Público ofereceu em desfavor do prefeito municipal, Louro do PT, e outros, que resultou em busca e apreensão de documentos na Prefeitura de Santa Luzia e em residências de secretários, e ontem [27] com o afastamento do prefeito.

Ao mesmo tempo que o juiz de Santa Luzia decretava o afastamento do prefeito, o vice-presidente Luis Oliveira, o 1º secretário Fernando Vieira, o 2º secretário Robson da Silva, o vereador Sebastião Neto e a vereadora Maria do Socorro Saldanha, todos da Câmara Municipal de Santa Luzia do Pará, protocolavam, à presidência do Tribunal de Justiça do Estado [TJE-PA], pedido de providências tendo como objeto suposto pagamento de propina de R$ 300 mil a um membro do TJE-PA, para que fosse concedida liminar destituindo a busca e apreensão efetuada no município.

Narra o pedido de providências que Gedson Xavier [filho do prefeito e secretário de Administração e Finanças do município, agora afastado] revelou na cidade que “teria entregue R$ 300 mil reais [sic] para um cidadão de prenome SÉRGIO , assessor de uma desembargadora, como contrapartida para a concessão de uma liminar que beneficiasse a si e seu genitor na supracitada Ação de Busca e Apreensão”.

Clique aqui e leia a petição assinada pelos vereadores retro citados, protocolada ontem [27] pela manhã no TJE-PA.

Decisão impecável

Até quem não é do ramo do Direito não deixa de se maravilhar ao ler a decisão do Juiz da Comarca de Santa Luzia, Dr. André Filo-Creão, que afastou do cargo o prefeito corrupto “Louro do PT”. O despacho do magistrado é um verdadeiro aprendizado das técnicas do direito. Não é só a decisão corajosa de afastar o gestor desonesto que deve ser enaltecida. Quem lê o que o juiz elaborou percebe o seu amor pelo direito e pela Justiça. Coerente com os fatos, descreve minuciosamente os acontecimentos, demonstrando a lógica e a justeza em sua decisão. Sem exageros, outros magistrados, inclusive integrantes de tribunais, não perderiam nada em fazer a leitura daquela peça jurídica. Conversando com um advogado que milita na região sobre o assunto, este comentou que há muito tempo não se deparava com uma decisão tão bem elaborada: "um primor que mais parece poesia", justificou meu interlocutor.

Acrescento, também, que merece elogios a iniciativa da digna promotora Dra. Adriana Ferreira Passos. Uma dedicação admirável para colocar a administração pública local nos trilhos. Realmente, o Brasil está mudando. E para melhor. Pelo trabalho que ora desenvolvem esses dois competentes servidores da Justiça Estadual, enchendo de esperança o nosso povo provando o contrário do que pregam os criminosos do PT, de que lei é “potoca”. Não é mesmo, “Quadrilha Solidária” ?

Em O Liberal - Justiça afasta prefeito de Santa Luzia e bloqueia seus bens

Após denúncias e várias investigações do Ministério Público Estadual, o juiz André Filo-Creão G. Fonseca decretou, nesta segunda-feira [27], que o prefeito de Santa Luzia do Pará, Lourival Fernandes de Lima, seja afastado do cargo. O juiz também decretou a indisponibilidade dos bens do investigado.

Além do prefeito, também foram afastados do cargo o secretário de Administração e Finanças, Gedson Xavier de Lima, e o diretor de Arrecadação de Tributos do Município, José Raimundo Nascimento de Oliveira. No período de instrução processual, o vice-prefeito do município responderá pela Prefeitura.

A indisponibilidade de bens também foi determinada pelo magistrado a Gedson Xavier de Lima [filho do prefeito], Edir Raimundo da Silva [tesoureiro municipal] e José Raimundo Nascimento Oliveira [diretor de tributos], limitando essa indisponibilidade ao valor de R$ 200 mil.

As decisões decorrem de procedimentos relativos às irregularidades que teriam ocorrido na aplicação de recursos destinados à construção do matadouro municipal, implicando em improbidade administrativa dos gestores.

Há um pouco mais de um mês, a Polícia Federal, MPE, o Núcleo de Combate ao Crime Organizado e Lavagem de Dinheiro e do Grupo Especial de Prevenção e Repressão às Organizações Criminosas, ambos da Polícia Civil, fizeram busca e apreensão de documentos, entre recibos, licitações, nota fiscais, computadores e até valores em dinheiro na Prefeitura e na casa dos investigados.

O Liberal

No Diário do Pará - Justiça afasta prefeito de Santa Luzia do Pará

O prefeito de Santa Luzia do Pará, Lourival Fernandes de Lima [PT], foi afastado do cargo pelo juiz da comarca local, André Luiz Filo-Creão da Fonseca, que também determinou a indisponibilidade dos bens do prefeito em até R$ 200 mil, do secretário de Administração e Finanças, Gedson Xavier de Lima, que é seu filho, do diretor de Arrecadação de Tributos do Município, José Raimundo Nascimento Oliveira, e do tesoureiro Edir Raimundo da Silva.

O vice-prefeito do município, Zaqueu Alves Salomão, assumirá a administração no lugar do prefeito afastado. O prefeito - mais conhecido como Louro do PT - e sua equipe estão sendo investigados pelo Ministério Público desde 2010. Dois inquéritos civis foram instaurados pela Promotoria de Justiça, inicialmente para apurar a situação do matadouro municipal e outras irregularidades na administração municipal.

DENÚNCIAS

As denúncias vão desde má gestão do dinheiro público, contratação de empresas sem processo licitatório ou fantasmas, emissão de notas fiscais frias, locação irregular de veículos, não aplicação da verba repassada pelo estado para construção do matadouro e para a recuperação da estrada que dá acesso à reserva Tembé.

O relatório final de fiscalização da Secretaria de Estado de Planejamento, Orçamento e Finanças concluiu que 100% da verba foi repassada e a obra da rodovia não foi concluída.

O grupo foi denunciado à Justiça pelo Ministério Público Estadual em ação civil pública ajuizada dia 16 deste mês, após o MPE e a Polícia Civil terem realizado em janeiro operação de apreensão de documentos e equipamentos, entre agendas de trabalho, documentos fiscais relativos à montagem de processos licitatórios, tablets e computadores.

Além das secretarias e prefeitura municipal, a operação também vasculhou as residências dos secretários e do tesoureiro. O prefeito de Santa Luzia também está sendo investigado pela Câmara de Vereadores do município. Em janeiro deste ano, um grupo de vereadores pediu ao Tribunal de Contas dos Municípios uma inspeção extraordinária na Prefeitura de Santa Luzia do Pará.

Eles fizeram a solicitação ao presidente do TCM, José Carlos Araújo, com pedido de urgência na ação. Na reunião, os vereadores entregaram ao conselheiro um relatório contendo informações de um suposto esquema de fraudes em licitações da administração de Louro do PT. O DIÁRIO não conseguiu falar com o prefeito para que ele respondesse às acusações.


RESUMO - PUNIÇÃO

O prefeito de Santa Luzia do Pará, Lourival Fernandes de Lima [PT], foi afastado do cargo pelo juiz da comarca local, André Luiz Filo-Creão da Fonseca, que também determinou a indisponibilidade dos bens do prefeito em até R$ 200 mil.

Diário do Pará

Câmara empossa Zaqueu Salomão como prefeito de Santa Luzia

Galerias da câmara lotada para a posse do vice-prefeito Zaqueu Salomão no comando do município
Mesa Diretora da Câmara Municipal abrindo os trabalhos da seção extraordinária para dá posse prefeito Zaqueu Salomão
Vereador Luís Doca, presidente da seção extraordinária, dando posse ao prefeito Zaqueu Salomão
População aplaudindo a posse do prefeito Zaqueu Salomão
Vereador Tião Oliveira proferindo discurso de boas vindas ao novo prefeito na tribuna da câmara
Vereador Robson Federal discursando da tribuna da câmara para saudar o prefeito empossado

Em uma seção extraordinária presidida pelo vice-presidente da Mesa Diretora da Câmara Municipal, vereador Luís Doca [PSD] e após a leitura da peça processual, deferida pelo juiz da Comarca de Santa Luzia, Dr. André Luiz Filo-Creão da Fonseca, que indisponibilizou os bens, suspendeu os direitos políticos e afastou das suas funções o prefeito "Louro do PT", o vice-prefeito Zaqueu Salomão [PSD] foi empossado no comando do município na presença dos demais vereadores, Robson Federal [PSD], Nando Vieira [PSB], Tião Oliveira [PR], Socorro Saldanha [PR] e Franço [PR] e da população que lotou as galerias do parlamento municipal para saudar o seu novo comandante.

Zaqueu assume os destinos do município em um momento delicadíssimo, em que o prefeito Louro e parte do seu secretariado estão sendo investigados pela justiça por conta de graves denúncias de desvios de recursos e da existência de uma organização criminosa comandada pelo filho do prefeito e secretário de Administração e Finanças, Gedson Xavier, responsável por uma rede de corrupção dentro da administração causando prejuízos de milhões de reais aos cofres públicos. Porém, o novo prefeito que assume o município atolado em contas e com todos os recursos saqueados pela quadrilha petista que também legaram-lhe mais de uma dezena de obras inacabadas, contará com uma robusta base parlamentar, seis vereadores que prometeram honrar os mandatos que ocupam trabalhando ao lado do gestor em prol de melhorias para a população colocando um fim na sangria de dinheiro público que tem pautado o finado governo petista nos últimos sete anos.

A população que comemorou durante todo o dia de hoje com muitos fogos nos céus luzienses e uma grande demonstração de apoio ao grupo político do prefeito Zaqueu, está esperançosa e espera novos tempos para Santa Luzia com o fim da "era petista" que sai de cena deixando uma herança maldita para as próximas gerações sendo lembrada para sempre como a mais corrupta de toda a história do município.

Posse do prefeito Zaqueu Salomão - mais fotos

Os vereadores Franço, Socorro Saldanha, Nando Vieira, Tião Oliveira, Luís Doca e Robson Federal com o prefeito recém-empossado Zaqueu Salomão no plenário da Câmara Municipal
Vereadores da base de apoio e o ex-prefeito Nato Costa com o prefeito Zaqueu Salomão no plenário da câmara
Prefeito Zaqueu Salomão com o vereador Luís Doca
Prefeito Zaqueu Salomão na companhia da primeira-dama Lúcia Milhomes e dos filhos Ellen e Welliton
Prefeito Zaqueu acompanhado dos vereadores da sua base de apoio e de uma grande multidão percorrendo as ruas da cidade
Prefeito Zaqueu Salomão visitando a UBS [Unidade Básica de Saúde] ladeado pelos vereadores Robson Federal e Luís Doca, seus fiéis escudeiros

Prefeito empossado Zaqueu Salomão visita autarquias municipais

Neste momento o prefeito empossado de Santa Luzia, Zaqueu Salomão [PSD], está acompanhado dos seis vereadores de oposição ao ex-governo petista, Robson Federal [PSD], Nando Vieira [PSB], Luís Doca [PSD], Tião Oliveira [PR], Sococrro Saldanha [PR] e Franço [PR] e de uma verdadeira massa humana que o saúda pelas ruas por onde passa em visita às autarquias municipais para tomar pé da situação que o espera no comando do município sob um imenso foguetório realizado pela população que comemora o fim da era petista.

Alô "puliça"...

A petesada assim que soube da liminar determinando o afastamento do apedeuta correu para Capanema e raspou até o último centavo das contas da prfeitura: o caso mais grave é o da educação, que segundo informações preliminares, a secretária da pasta embolsou mais de meio milhão de reais que seria para o pagamento dos servidores, referente à folha do mês de fevereiro.

- Alô polícia...

A City está em festa

Desde que foi expedida a liminar determinando o afastamento e a indisponibilidade dos bens do prefeito "Louro do PT", do seu filho e secretário de Administração e Finanças, Gedson Xavier, do tesoureiro municipal, Raimundo Edir, e do diretor de tributos do município, José Raimundo Nascimento, na manhã de hoje, que o som das pistolas ecoam nos céus luzienses com a população comemorando, e muito, o fim da era PT, a mais corrupta da história do jovem município de Santa Luzia do Pará que há sete anos padece sob o jugo dos tirânicos companheiros que saqueiam sem dó nem piedade os escaços recursos dos cofres da prefeitura enquanto o povo sofre com o caos que se instalou na cidade.

Enquanto isso acontecia, o povo que agora está comemorando nas ruas, protagonizando a sua própria história, apenas assistia o enriquecimento dos principais valetes do governo petista, que de uma hora para outra, transformaram-se em pessoas bem sucedidas financeiramente às custas do erário causando prejuízos incauculáveis ao povo tão sofrido e carente de tudo.

Vereadores protocolam no Tribunal de Justiça denúncia contra o filho do prefeito de Santa Luzia

Os vereadores de oposição, maioria no parlamento municipal, protocolaram hoje pela manhã no TJE [Tribunal de Justiça do Estado] denúncia contra o filho do prefeito e secretário de Administração e Finanças do município, Gédson Xavier, sob a acusação de que o mesmo teria respassado a importância de R$ 300 mil para o assessor da desembargadora Diracy Nunes Alves, de nome Sérgio, referente ao pagamento de propina pela concessão de uma liminar, visando obstruir o trabalho do Ministério Público Estadual que apura as gravíssimas denúncias de fraudes e corrupção no governo petista de Santa Luzia.

Juiz afasta e declara a indisponibilidade de bens do prefeito e secretários municipais de Santa Luzia do Pará em ação de improbidade

Decisão do juiz André Filo-Creão da Fonseca também determinou que o vice-prefeito responda pelo cargo enquanto perdurar a instrução processual

O juiz André Luiz Filo-Creão da Fonseca, juiz de Direito de Santa Luzia do Pará, acatando ação pública interposta pelo Ministério Público, proferiu despacho nesta segunda-feira, 27, determinando o afastamento do prefeito daquele município, Lourival Fernandes de Lima, bem como do secretário de Administração e Finanças, Gedson Xavier de Lima, e do diretor de Arrecadação de Tributos do Município, José Raimundo Nascimento de Oliveira, enquanto durar a instrução processual, período durante o qual responderá pela Prefeitura o vice-prefeito municipal.

Também foi determinada pelo magistrado a indisponibilidade dos bens de Lourival Fernandes de Lima, Gedson Xavier de Lima, Edir Raimundo da Silva e José Raimundo Nascimento Oliveira, limitando essa indisponibilidade ao valor de 200 mil reais. As decisões decorrem de procedimentos relativos à irregularidades que teriam ocorrido na aplicação de recursos que seriam destinados à construção do matadouro municipal, implicando em improbidade administrativa dos gestores administrativos.

Leia mais aqui, no site do TJE - PA

Parabéns Junior Oliveira

Na foto, Junior acompanhado da sua irmã Diandra
O acadêmico de Direito e estagiário do TCE [Tribunal de Contas do Estado], Aldemir Oliveira Júnior, [Juninho para os amigos] ianugura idade nova na data de hoje e recebe os parabéns dos seus pais, ex-prefeito Mico e Deuzirene Oliveira, irmãos Ademir Oliveira Neto e Diandra Oliveira, namorada, avós, tios, tias, primos e dos muitos amigos que tem e cultiva na City.
Parabéns Júnior Oliveira, que DEUS te ilumine smepre...

Corrupção IV - o rei da liminar

O bicho pegou ontem na Câmara Municipal por ocasião da abertura dos trabalhos legislativos de 2012. Os vereadores de oposição, que representam a maioria, denunciaram da tribuna da casa o que este blog já havia postado no final de janeiro, sob o título "Corrupção III - à peso de ouro", ou seja, os comentários maliciosos do todo poderoso filho do prefeito mais corrupto do Pará, Gedson Xavier, secretário de Administração e Finanças do município, apontado pelo Ministério Público Estadual como o "mentor" da organização criminosa instalada na prefeitura de Santa Luzia. Para o tal Gedson, todo mundo tem o seu preço e que a manutenção do seu genitor "Louro do PT", na prefeitura, estava ficando onerosa, já que teria arregimentado através de um acordo financeiro [comprado mesmo] um vereador [Zé Luiz] que lhe custou a bagatela de R$ 450 mil e que para derrubar a ação de busca e apreensão da promotora teria gasto mais R$ 300 mil para comprar um desembargador. Gedson afirmou a interlocutores próximos, sem pedir segredo, que enquanto houver Fundeb a ação da promotora e do juiz "não vai dá em nada".

A denúncia feita pleos vereadores ontem, sexta-feira [24/02], revela que o "bocudo" GEDSON confidenciou para várias pessoas que haveria passado para um certo assessor de uma desembargadora, chamado Sérgio, a quantia de R$ 300 mil para conseguir uma LIMINAR contra a promotora e o juiz da Comarca de Santa Luzia na ação de busca e apreensão, cuja operação foi deflagrada em 20 de janeiro, quando foram apreendidos documentos, agendas, e computadores além de cheques em branco assinados pelo prefeito e por representantes de empresas prestadoras de serviços à prefeitura desnudando todo o esquema criminoso de corrupção montado no governo petista sob o comando do secretário Gedson Xavier. Coincidência ou não, o deferimento da liminar foi anunciado pela quadrilha local antes da sua publicação nos autos da justiça e comemorada com um grande foguetório e cervejada pelas ruas da cidade. Segundo os nobres edis luzienses, Gedson continua afirmando que "dinheiro não é problema para comprar a justiça".

A ser verdadeira as afirmações do criminoso Gedson, coitadas das criancinhas do nosso tão sofrido município que padece à sete anos nas mãos da "Quadrilha Solidária" esperando por escolas novas, merenda de qualidade, transporte escolar decente e remuneração digna aos professores. É preciso que os vereadores, os legítimos representantes do povo de Santa Luzia, denunciem esses tristes e vergonhosos fatos ao Tribunal de Justiça do Estado, que acreditamos ser composto por desembargadores honestos e sensíveis com a moralidade pública. Se preciso for, que se vá também ao CNJ [Conselho Nacional de Justiça] para apurar essas gravíssimas denúncias de pagamento de "propinas" alardeadas pelo filho do prefeito que se julga um ser acima do bem e do mal, e principalmente acima da Justiça, que tanto prejuízo tem causado ao município, roubando descaradamente os recursos da nossa população tão carente de saúde, educação e outros serviços básicos. O pior de tudo é que só no mês de janeiro passado o Fundeb depositou mais de R$ 1 milhão e R$ 600 mil na conta da prefeitura, e a chave do cofre está exatamente nas mãos do cabeça e mentor da quadrilha. Dizem que rasparam tudo.

Quanto ao Fundeb referente ao mês de fevereiro, até hoje 25/02, já caiu na conta do município R$ 524 mil e a previsão menos otimista até o final do mês, incluindo a complementação da União, é que chegue á quantia de R$ 1 milhão e R$ 200 mil.

Por conta disso tudo, faz-se necessário uma pergunta: - Quando LOURO, GEDSON e toda a quadrilha petista vão comemorar a próxima liminar? 

Como estamos no período quaresmal é bom dizer: - Valha-nos DEUS...

Morre em acidente de avião o deputado estadual Alessandro Novelino

O helicóptero do deputado Alessandro Novelino [PMN] pousando no campo de futebol de Santa Luzia, causando o maior frisson na população curiosa
Aqui o deputado Alessandro Novelino na companhia do amigo Edinaldo Lucena, em visita a Santa Luzia ano passado

O deputado Alessandro Novelino tomando café com pupunha na casa do seu Manoel Pinto na comapnhia do Cid e do Edinaldo Lucena

O deputado estadual Alessandro Novelino [PMN], dono e herdeiro de uma das maiores fortunas do estado do Pará, que cumpria o terceiro mandato parlamentar, faleceu na manhã de hoje em um acidente com o seu avião particular, um bimotor modelo sêneca de prefixo PT -LAB quando voava para uma das fazendas da Família Novelino no nordeste do estado.

O Seripa [Serviço Regional de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos] registrou na manhã de hoje o desaparecimento de um avião bimotor: segundo informações do órgão, a aeronave modelo Seneca teria saído do aeroporto Brigadeiro Protásio de Oliveira [Aeroclube do Pará], em Belém, pela manhã.

Ainda de acordo com o Seripa três pessoas estariam na aeronave, o piloto e mais dois passageiros, o deputado Alessandro Novelino e seu assessor parlamentar. A informação foi confirmada pelo advogado da família, Antônio Neto. Oficiais passaram toda à manhã para identificar a localidade em que o avião perdeu o contato com a torre de comando e o pai do parlamentar, o empresário e pecuarista Ubiratan Novelino, saiu de Belém em seu helicóptero particular realizando o mesmo trajeto da aeronave para tentar encontrá-la. Após o meio dia a aeronave foi localizada próximo a Alça Viária totalmente dertoçada no município de Acará, o acidente ocorreu após o avião ter chocado-se com uma torre de transmissão Eletronorte na Alça Viária, equipes de resgate já se deslocaram para o local que é de difícil acesso.

Não há nenhuma chance de encontrar sobreviventes, confirmando, portanto, a morte do deputado Alessandro Novelino.

Agência do Bradesco abre as portas na próxima semana na City

De acordo com um aviso fixado na porta do prédio onde funcionará a agência do banco Bradesco, no centro comercial de Santa Luzia, ao lado da loja Agrofer [leia-se loja do Zé Carmino], as atividades bancárias da referida instituição financeira estarão disponíveis para sua clientela à partir da próxima quarta-feira, 29.

Escola João Gomes - longe da perfeição anunciada

A escola João Gomes, hoje a menina dos olhos do nefasto governo petista, cantada em prosa e verso até no carnaval, mas que protagonizou o mais evidente descaso dos companheiros com a educação por conta das muitas denúncias que envolvem a sombria reforma responsável por um superfaturamento milionário, desvios de milhões de reais em materiais de construção, o não pagamento dos operários responsáveis pelas obras, as inúmeras paralisações dos serviços e que deixou milhares de alunos sem uma única aulo por todo um semestre letivo está prevista para ser reinaugurada no próximo dia primeiro, mas ao contrário dos arroubos de gabolisse dos petistas que enchem a boca para descrevê-la como uma obra faraônica [sic] a mesma ainda está longe da perfeição tão anunciada.

Leitor do blog que esteve nas dependências da referida escola hoje pela manhã enviou [via email] a foto abaixo ilustrando bem a situação em ainda se encontra a tal reforma: a fossa está nessas condições provocando um mal cheiro horrível em todo o ambiente e, principalmente, na vizinhança que já procurou até a Vigilância Sanitária no município pedindo providências. Isso os petistas bossais não mostram...

À propósito

As aulas de faz de contas da reposição de todo o segundo semestre perdido por conta da reforma irresponsável [bancada pelo governo petista no arfã de desviar a atenção dos malfeitos praticados pelos honestos companheiros no útero da administração] que vinham sendo ministradas desde janeiro foram interrompidas, mais uma vez e por tempo indeterminado, sem que o ano letivo esteja totalmente concluído.

Muitos pais de alunos contactaram o blog para reclamar desse abissal descaso dos petistas com a educação: alguns lembraram que num passado não muito distante a atual secretária de educação, professora Viviane Araaújo, e seus asseclas, hoje muito bem acomodados em luxuosos gabinetes e com alguns dígitos a mais no extrato bancário patrocinados pelos robustos recursos do Fundeb, por muito menos invadiam as ruas armados até os dentes de faixas, cartazes, trio elétrico e muita verborragia cobrando respeito com a educação e seus profissionais.

Jejum

A Quaresma teve inicio ontem, Quarta-Feira de Cinzas [22/2] e vai até a Sexta-Feira Santa [06/04], com a celebração da Páscoa: o período quaresmal é reservado para a reflexão quando os fiéis são convidados a se aproximarem mais de Jesus Cristo através de atividades espirituais em busca de um recomeço, um renascimento visando o crescimento pessoal de cada cristão.

Em termos práticos, os luzienses ficarão todo o período da Quaresma, 40 dias, sem a badalação das festas dançantes que estarão de volta somente no Sábado de Aleluia, 07 de abril.

Fim do HBV

No próximo sábado, às 00 hs, chegará ao fim a mais longa edição [133 dias] do HBV [Horário Brasileiro de Verão], desde que foi instituído em 1985: nas regiões Sul e Sudeste e nos estados onde vigora o "horário de verão" os relógios deverão ser atrasados em uma hora.

Os luzienses só sentirão diferença na alteração dos horários da programação de TV e no atendimento bancário, que obedecem ao horário oficial de Brasília.

Farra

A farra com requisições de combustíveis em uma certa secretaria municipal é tão grande que ela já deveria ter mudado de nome e atuação, passando a chamar-se "Secretaria da Pouca Vergonha" e atuar somente na distribuição de combustíveis para os honestos "companheiros" e agregados...

Há combustível à vontade para tudo: show do Super Pop, jogo de futebol, carnaval em outras cidades ou estados, festas em Capanema, Bragança, Castanhal, Belém e etc...

Peixe-Boi

O médico João Pedrosa, que tem fortes ligações de amizades em Santa Luzia por ter prestado serviços ao longo de vários anos no posto de saúde daqui [leia-se Sespa], ex-prefeito de Peixe-Boi, derrotado nas últimas eleições, deverá ser reconduzido ao comando do município em uma das eleições mais tranquilas da região nordeste do estado, por conta do péssimo desempenho da sua adversária, prefeita Élia Jaques [PMDB], que tem protagonizado uma das piores administrações da história de Peixe-Boi.

Calote milionário

Segundo estimativas da imprensa e da justiça, o calote da loja de "compras premiadas", Eletromil, ultrapassa a casa dos R$ 60 milhões: o MP [Ministério Público] ordenou no início do mês, o fechamento de todas as filiais da rede, que em Santa Luzia tem entre os seus clientes centenas de funcionários públicos que investiram a maior parte do seu "suado" salário no sonho do dinheiro fácil.

Em tempo de folia

O Carnaval 2012 está chegando ao fim e sem dúvidas será lembrado como um dos melhores de todos os tempos. Foram cinco dias de folia na avenida: sexta-feira com Dj Judson, sábado e domingo com o Bloco do Jacaré e segunda e terça-feira por conta do "XVI Carnaluziense". Haja fôlego...

À propósito, a folia na City começou no final de janeiro com duas edições consecutivas do "Bikêra Folia", sob o comando dos djs Kácio Costa e Heleno Neto, e o esquenta do bloco "Os Deserdados" com o Dj Judson em seguida.

O grande destaque deste carnaval foi o número de blocos oficiais com direito á abadá na City: pelo menos uma dezena de agremiações carnavalescas desfilou no corredor da folia trajada à rigor.


O mais animado de todos com certeza é o bloco da "Turma do Chapéu", o mais cor-de-rosa da City, composto somente por mulheres: fez dois arrastões regado a muita cerveja e wisky.

O eterno seresteiro luziense, Cascatinha, [Sapo mora na lagoa e perereca na folhagem.... Lembram?], surpreendeu o público ontem à noite na abertura do "XVI Carnaluziense" cantando uma marchinha de sua composição para o "Bloco do Jacaré": agradou em cheio...

O arrastão do bloco "Os Deserdados" no início da noite de ontem lembrou as origens da agremiação caranavalesca mais antiga da City com dezenas de marmanjos trajando vestes femininas, assim como fazia o saudoso Jamilson criador do bloco no apagar dos anos 90.

À propósito, o arrastão do bloco "Somos de DEUS", capitaneado pelo Pe. Elias, atravessou a avenida na tarde de hoje trazendo a alegria de milhares de jovens atrás do trio elétrico em mais uma edição do tradicional "Carnaval com CRISTO" realizado pela Paróquia de Santa Luzia...

A baixada maranhense, em especial a cidade de Pinheiro, tem sido anualmente o destino de muitos foliões luzienses que preferem curtir a folia de Momo na terra de Sarney: o melhor point da região, segundo aqueles fazem esse roteiro todos os carnavais. É pode ser...

Salinas também foi o destino de muito bacana luziense que preferiu a badalação das barracas de praias com atrações de renome no cenário musical brasileiro na programação.

A "Trilha das Cinzas", resgatada depois de dois anos, não empolgou os amantes dessa modalidade esportiva esse ano: muitos dos assíduos trilheiros não se atreveram a participar da sexta edição que quase passou despercebida pelos luzienses no último domingo.

O Zansg's Bar foi, sem sombra de dúvidas, o point preferido da galerinha baladeira de Santa Luzia City durante o carnaval: a "Chopperia do Leandro", como é conhecido entre os assíduos frequentadores do local, esteve lotado todos os dias da folia momesca...

Te vi na folia - 1

Ex-deputado Adamor Aires com seus filhos Pedro e André Oliveira
Casal Fredson Costa e Lílian Farias
Casal engenheiro Diego Gomes e a biomédica Érica Máximo
Lílian Farias, Simone Matos e amiga
Casal Ahrnon Oliveira e Brena Rodrigues
Dj Kácio e Fredson Costa
Boneca e seus três filhotes: Ramon, Ahrnon e Amanda Oliveira
Juninho, Ahrnon e Diandra Oliveira
Fredson Costa, Ahrnon Oliveira, Juninho Oliveira, Diandra Oliveira e o casal Diego Gomes e Érica Máximo
Este blogueiro que vos escreve com os amigos Fredson Costa e Pedrinho Abraão
Com os amigos Fredson Costa, Webber Narciso, Pedrinho Abraão e Kayk Fontes
Com Dj Duda e amigo
Kayk Fontes e Ahrnon Oliveira

Te vi na folia - 2

Dj Paulinho Monteiro com o Dj Duda e amigo
Ex-prefeito Nato Costa com o ex-deputado Adamor Aires
Ex-deputado Adamor Aires e esposa Irene Oliveira
Este blogueiro que vos escreve com os amigos Walmir, Ahrnon Oliveira, Serginho e Dieguinho
Na companhia dos amigos Walmir, Ahrnon Oliveira e Serginho
Pedro Oliveira, Dj Paulinho Monteiro e Ahrnon Oliveira
Ex-deputado Adamor Aires na companhia dos amigos Fredson Costa, Lílian Farias, Simone Matos e amiga