Archive for Março 2015

Vídeo - segunda parte da entrevista do Governador Simão Jatene à TV online da revista Veja

O Governador reeleito pelo Pará Simão Jatene [PSDB] afirma que a aliança política entre PT e PMDB é "insuficiente para garantir governabilidade". Após enfrentar uma disputa duríssima com Helder Barbalho na disputa pelo cargo, Jatene diz que sua vitória se deve a força do "Faceboca".

Acompanhe a segunda parte da entrevista concedia à jornalista Joice Hasselmann, na quinta-feira passada, 26:


Em tempo

A propalada reforma política anunciada em duas ocasiões - no calor das manifestações de 2013 e agora durante a deteriorização da popularidade da presidente petista Dilma Rousseff - pelo governo federal, que na verdade está sendo tocada pelo PMDB, sob a batuta do todo-poderoso Eduardo Cunha, presidente da Câmara Federal, deverá ser votada no segundo semestre na Câmara e no Senado. Um dos itens da reforma que vem chamando a atenção do meio político é um projeto do deputado paranaense Edmar Arruda [PSC] que prevê a unificação das eleições para todos os cargos, de vereador a presidente da República. Neste, caso as primeiras eleições gerais devem ocorrer em 2018 com a prorrogação dos mandatos dos atuais prefeitos e vereadores, eleitos em 2012, que ganhariam mais dois anos no poder.

A reforma política prevê ainda o fim da reeleição para cargos executivos - prefeitos, governadores e presidente da república - bem como das coligações proporcionais e a instituição do voto distrital para vereadores e deputados estaduais e federais, além de mandatos de cinco anos. Por esse sistema, serão eleitos para as câmaras municipais, assembleias legislativas e Câmara Federal somente os mais votados em ordem decrescente até que sejam preenchidas todos os assentos disponíveis evitando que um parlamentar menos votado se eleja com votos da coligação.

Deu a louca na petezada e na oposição acéfala que tenta a todo custo desqualificar o excelente trabalho conduzido pelo Prefeito Adamor Aires à frente do executivo municipal de Santa Luzia. A ausência de compromisso dessa turma com a verdade é gritante, criando factóides que por si só soam como absurdo. Talvez na falta do que fazer, os inimigos do povo luziense andam procurando chifres em cabeça de cavalo, como diziam os mais antigos, na tentativa de criar um cenário de terra arrasada no município sem procurar saber a verdade dos fatos. A última "grande e brilhante ideia" dos desocupados oposicionistas foi sair por aí registrando obras que estão paradas por conta da irresponsabilidade de algumas empresas vencedoras dos processos licitatórios, como inclusive, o próprio Prefeito Adamor já falou em alto e bom som no plenário da câmara, que não deram conta do serviço e caíram fora.

Resta aos tocadores de tuba do apocalipse, falar a verdade: que o Prefeito Adamor Aires desfez todos os contratos com as empresas que tentaram, mas não conseguiram, dá um golpe no município e que os recursos referentes aos convênios estão integralmente preservados em caixa aguardando a retomada dos serviços após o cumprimento das exigências legais e a conclusão dos novos certames licitatórios que estão em curso sem nenhum prejuízo ao erário. Porém, os linguarudos de plantão que pintam o horizonte de cinza e criam um falso ambiente de desmandos não estão nenhum pouco preocupados com o bem está do povo, mas tão somente com seu futuro político tentando ganhar apoio popular vendendo a mentira como se fosse a mais cristalina das verdades. Ora, basta verificar que os tais denunciantes já se apressaram para filiar-se em partidos de oposição com o objetivo de arrebanhar os descontentes para construir base política que lhe de suporte no embate eleitoral que se avizinha.

Uma equipe de cadastradores da Semas [Secretaria Municipal de Assistência Social], sob a coordenação do programa Bolsa Família, está visitando todas as comunidades do interior do município, e a sede também, para atualização do CadÚnico [Cadastro Único dos Programas Sociais] - instrumento de coleta de dados e informações usado para identificação das famílias de baixa renda, para inclusão das mesmas nos programas de distribuição de renda do Governo Federal. O CadÚnico constitui uma base de informações usada pelos governos municipais, estaduais e federal para conhecer a situação socioeconômica das famílias cadastradas, permitindo a análise das suas principais necessidades e a definição de políticas públicas e sociais para os beneficiários.

A propósito dos programas sociais, os mototaxistas de todo o Pará passaram a ter direito ao cheque-moradia do Governo do Estado, no valor entre R$ 7 mil e R$ 15 mil, de acordo com o que ficou decidido durante reunião realizada no início do mês, em Belém, entre presidentes de sindicatos da categoria nos municípios e o governo estadual, em atendimento à proposta aprovada anteriormente pela Alepa [Assembleia Legislativa do Estado] ainda no ano passado.

A Paróquia de Santa Luzia abriu oficialmente ontem a programação da Semana Santa, com a procissão de Domingo de Ramos que saiu da igreja de São Francisco, no bairro do KM 46, às 07:30 hs, logo após a bênção dos ramos, rumo a Igreja Matriz onde aconteceu a Santa Missa, presidida pelo Pároco Raimundo Elias. O evento em si relembra a entrada triunfal de Jesus em Jerusalém e a partir dali uma série de acontecimentos - como a santa ceia, a traição de Judas, o julgamento de Cristo, seu calvário e ressurreição - marca o período denominado de Paixão de Cristo, cujo ápice é a celebração da ressurreição de Jesus, no Domingo de Páscoa, três dias após ser morto e sepultado.

Com a popularidade derretendo a cada nova pesquisa de opinião, a presidente petista Dilma Rousseff, aconselhada por seus vassalos, resolveu sair da toca e gastar sola de sapato país a fora na tentativa de melhorar a sua imagem, bem como a do partido dos companheiros, atolado até a medula em denúncias de corrupção. Nesta segunda-feira a cria de Lula esteve em Capanema fazendo a entrega de 1.032 casas do famigerado programa "Minha Casa, Minha Vida", a menina dos olhos do PT. Acompanhada do senador Paulo Rocha, o grão-petista paroara, e do notório Helder Barbalho, atual inquilino do anorexo Ministério da Pesca, além do prefeito do município, Eslon Martins,  e outras poucas autoridades, Dilma Rousseff, ao lado do ministro das Cidades, Gilberto Kassab, discursou para uma minúscula e nenhum pouco entusiasmada plateia de aproximadamente de 1.000 pessoas sob o sol escaldante do fim da manhã que castiga o nordeste do estado nessa época do ano.

A propósito, em Santa Luzia City não foi registrado nenhum movimento envolvendo os engajados companheiros para ir à cidade vizinha prestigiar a visita da correligionária mais poderosa do país. Será que os vergonhosos índices de rejeição da presidente, batendo a casa dos 70%, desencorajaram os petistas luzienses? Ou terá sido a incômoda presença do "Barbalhinho", pousando de estrela maior do evento, que Lula empurrou goela abaixo dos petistas, mas que os companheiros luzienses amam detestar? Cartas para a redação.

Seguindo a orientação da direção estadual do Sintepp [Sindicato dos Trabalhadores em Educação Pública do Pará], os professores da Rede Estadual de Ensino de Santa Luzia aderiram à greve deflagrada na semana passada na capital do estado. A pauta de reivindicações é extensa, mas o pivô da divergência entre a categoria e o governo é o pagamento imediato do Piso Nacional do Magistério retroativo a janeiro desse ano quando começou a vigorar o novo valor, que o estado insiste em pagar somente a partir de abril, data-base dos trabalhadores da educação no Pará. Os grevistas já foram recebidos pela secretária de Administração, Alice Viana, e pelo secretário de Educação, Helenilson Pontes, mas as negociações não avançaram e o impasse continua.


Março está chegando ao fim e sem dúvidas será o mês mais chuvoso do ano com registros de grandes precipitações pluviométricas, "as chamadas águas de março" na região nordeste do Pará. Segundo a meteorologia, a previsão para os próximos meses é de queda acentuada nos índices com chuvas abaixo da média e o retorno do calorão típico do "verão amazônico". Salve-se quem puder...

Ex-prefeito de Santa Luzia, Zaqueu Salomão, sofre acidente, mas passa bem

O ex-prefeito de Santa Luzia, Zaqueu Salomão, sofreu um acidente no início da tarde desta segunda-feira, 30. Segundo as poucas informações que chegaram até o blog Zaqueu - acompanhado de uma irmã, Zuleide, e mais um familiar de nome Ismael - se deslocava pela PA-320 com destino à cidade de Tomé Açu para participar do velório de um parente que faleceu também de acidente na mesma PA-320 [veja aqui], na madrugada de sábado.

Ainda de acordo com as mesmas fontes, o ex-prefeito sofreu apenas escoriações leves e passa bem, assim como o outro homem, de nome Ismael. Já sua irmã, Zuleide, machucou-se um pouco mais, porém, sem gravidade, e encontra-se internada em observação na Upa [Unidade de Pronto Atendimento] de Capanema.

Mais informações a qualquer momento.

Ineficiente e sem expressividade política o ministério de Helder Barbalho é uma máquina de gastar dinheiro do contribuinte

Permanentemente apontado como o primeiro a ser extinto num eventual enxugamento da máquina administrativa federal, o Ministério da Pesca serve, por enquanto, para o bem-estar de seu titular, Helder Barbalho, do PMDB do Pará. A pasta ocupada por ele, que a ganhou como prêmio de consolação pela derrota na eleição para governador do Estado, no ano passado, torra dinheiro público em mordomias. A revelação é feita pela revista “IstoÉ” na edição que circula nesta semana. A publicação diz que no ministério do paraense “há carros de luxo com motoristas disponíveis aos sete integrantes da cúpula [...] para deslocamento em Brasília” e que “o custo estimado com a regalia é de R$ 1,5 milhão por mês”. “Isso sem contar os celulares, os cartões corporativos e uma dezena de assessores cujas funções frequentemente coincidem”, assinala.

O assunto é tratado na reportagem intitulada “A insustentável máquina do governo”, que aponta o Ministério da Pesca como parte de uma estrutura burocrática onde há “um claro desperdício do dinheiro público”. Este cenário, acrescenta o texto, assinado pela jornalista Izabelle Torres, é “facilmente ilustrado pelo excesso de regalias e benesses à disposição dos ocupantes do poder.” A Pesca do peemedebista paraense é citada como exemplo do esbanjamento: “A principal função do Ministério da Pesca, por exemplo, é distribuir o seguro-defeso – espécie de seguro-desemprego pago a pescadores. A pouca expressividade da pasta não limita as vantagens e os benefícios de quem garantiu um cargo executivo no órgão provavelmente chancelado por algum partido aliado de Dilma.

Diz ainda a revista sobre a gestão perdulária do ministério que deveria beneficiar exclusivamente os pescadores, uma categoria numerosa no Pará: “Embora o ministério esteja constantemente ameaçado de extinção, a pasta vem se mantendo com estrutura que chama a atenção. São mil servidores em exercício, sendo 440 indicados políticos”.

Ainda conforme “IstoÉ”, “o benefício de ter carros e motoristas à disposição não é uma exclusividade do Ministério da Pesca”. Com base em depoimentos de “gestores públicos que já atuaram em diferentes órgãos do governo petista”, a revista informa que “pelo menos 28 das 39 pastas permitem a benesse para quem está até cinco níveis da hierarquia abaixo do ministro. Isso sem contar os celulares, os cartões corporativos e uma dezena de assessores cujas funções frequentemente coincidem”. Além disso, sustenta a reportagem, “não é rara a utilização dos veículos oficiais pelos ministros fora do horário do expediente”.

O ministério de Helder Barbalho foi o primeiro a ser citado pela revista ao descrever uma esbanjadora máquina burocrática que “permanece desde 2010 com uma colossal estrutura administrativa composta por 39 ministérios, a maioria deles criados para acomodar apadrinhados políticos”. A publicação semanal semanal apurou que “os 39 ministérios de Dilma custam mais de R$ 400 bilhões por ano e empregam 113 mil apadrinhados. Só os salários consomem R$ 214 bilhões - quase quatro vezes o ajuste fiscal que a presidente quer fazer às custas da sociedade”.

EXTINÇÃO

No entanto, vários ministérios estariam com os dias contados. “IstoÉ” escreve: “Pressionada pelo Congresso e pelos protestos nas ruas, Dilma pode ser forçada a repensar a estrutura da portentosa burocracia que ajudou a criar. No final da última semana, informações oriundas do Planalto deram conta de que um estudo teria sido encomendado à Casa Civil visando à redução no número de pastas. Resta saber se a presidente ficará mais uma vez na retórica ou atenderá ao clamor público.

A extinção dos ministérios começaria pelo da Pesca, como senadores avisaram a Helder Barbalho na quinta-feira, 26, numa sabatina no Senado, durante a qual a pasta foi apontada como “ineficiente”. A notícia foi publicada por O LIBERAL no dia seguinte. O descarte passou a ser considerado iminente, segundo esses parlamentares, desde que se iniciou o levantamento com o objetivo de diminuir o número de ministérios.

A revista lembra que “a necessidade de enxugamento da máquina administrativa ganhou eco durante a última campanha presidencial”, quando o então candidato à Presidência Aécio Neves [PSDB] “propôs a fusão de ministérios, de modo a reduzir drasticamente os gastos e a estrutura governamental”. Acrescenta que, nos últimos dias, até mesmo o partido de Helder Barbalho passou a defender “a bandeira da reforma administrativa”, embora desfrute as benesses do atual gigantismo na Esplanada dos Ministérios.

A manutenção do ministério de Helder Barbalho e das outras 38 pastas consome R$ 424 bilhões por ano, segundo a reportagem da revista. “Desse total, o gasto com pessoal atinge a inacreditável marca de R$ 214 bilhões, o equivalente a 4,1% do Produto Interno Bruto [PIB] do País. Esse universo de servidores soma quase 900 mil pessoas distribuídas pela Esplanada, sendo 113.869 ocupantes de funções comissionadas e cargos de confiança, as chamadas nomeações políticas baseadas no critério do quem indica”.

CREDIBILIDADE

Isto É” afirma que “ao mesmo tempo em que aumenta impostos, encarece o custo de vida da população, ameaça suspender a desoneração de empresas e retira dos trabalhadores direitos previdenciários e trabalhistas, Dilma Rousseff segue no comando de uma bilionária máquina pública aparelhada, inchada e – o mais importante – ineficiente”.

Por esse quadro protagonizado pela equipe ministerial da qual Helder Barbalho faz parte, “a credibilidade do governo está no fundo do poço, e é impossível imaginar a sociedade acreditando no ajuste fiscal sem que sejam tomadas medidas radicais para reduzir o tamanho dessa monumental máquina”, diz a “IstoÉ” o senador Álvaro Dias [PSDB-PR]. Para ele, “sem cortar na própria carne, o governo do PT não tem autoridade para pedir sacrifícios ou falar em ajuste fiscal”.

Ouvido pela revista, o professor de Administração Pública José Matias Pereira, da Universidade de Brasília [UnB], lamenta: “A criação desses ministérios é uma forma de abrigar a base aliada do governo e acelera ainda mais as distorções dentro da máquina pública”. O acadêmico considera que “essa forma de gestão caminha na contramão da história e de tudo aquilo que seria o ideal para a administração pública, não só no Brasil, mas em qualquer País”.

Fonte: Portal ORM News

PT e os Barbalho estão com medo de Dilma ser vaiada em Capanema

Pelo que parece a paranoia que tomou conta do PT por causa da popularidade de Dilma Rousseff - que se deteriora a cada nova pesquisa e cuja rejeição já atingiu os 70% do eleitorado - contaminou também o PMDB paraense, em especial a turma dos Barbalho, adversária ferrenha do prefeito de Capanema, Eslon Martins.

A imagem abaixo é um recorte do blog do Bacana, jornalista que tem uma coluna no jornalão e um programa na Tv, ambos de propriedade do notório Jader Barbalho. Marcelo Marques, o Bacana, é conhecido na imprensa paroara por carregar na tinta quando escreve em favor dos patrões.
 


Vídeo - Entrevista do Governador Simão Jatene ao Protal da Revista Veja

"Governo de Dilma transfere responsabilidade para esconder fragilidade", afirma o governador do Pará.

Em entrevista exibida na TVeja - a Tv online do Portal da Revista Veja - nesta quarta-feira, 25, Simão Jatene, governador reeleito pelo PSDB, afirma que o governo federal não reconhece os próprios erros.

Na primeira parte da entrevista Direto ao Ponto, com Joice Hasselmann, o tucano falou sobre as principais dificuldades na administração do Pará e pontua desafios.

Assista.

Capitão Poço - chuvas devem castigar ainda mais o município nos próximos dias, aponta metereologia

Do Portal ORM News 

Capitão Poço é um dos municípios que tem sofrido com as fortes chuvas nas últimas semanas
Por causa das fortes chuvas nas últimas semanas, três municípios do interior do Pará têm enfrentado problemas que vão desde estradas destruídas até alagamentos que ocasionaram em desocupação de diversas casas. Itaituba e Rurópolis, no oeste paraense, tiveram trechos da BR-230 destruídos. Já Capitão Poço, no nordeste do estado, tem quatro bairros alagados e cerca de 100 famílias precisaram sair de suas casas.

Técnicos da Defesa Civil foram enviados a Rurópolis para avaliar a situação do local. Já em Itaituba, uma equipe do 7º Grupamento Bombeiro Militar e representantes do Denit [Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes] fazem as primeiras avaliações no local.

Uma equipe da Defesa Civil está em Capitão Poço desde a última terça-feira [24] e já contabilizou vários danos na cidade: quatro bairros foram atingidos, 20 famílias estão desabrigadas e foram levadas para o ginásio da cidade. Outras 80 famílias foram desalojadas e estão na casa de parentes ou amigos. Ao todo, duas pontes estão destruídas e seis foram danificadas pela força das águas dos rios e canais.

Meteorologia

Nos três municípios, os índices de chuva foram além da média, conforme informações meteorológicas da Sala de Situação e Monitoramento instalada na Semas [Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Sustentabilidade]. A média considerada normal fica entre 30 e 60 milímetros de água, porém o número registrado na região de Rurópolis e Itaituba no dia 21 de março foi de 110 milímetros em apenas oito horas. Em Capitão Poço, o registro feito no dia 22 de março foi de um total de 150 milímetros em 24 horas.

Até a próxima quinta-feira [26] a previsão em Rurópolis e Itaituba é de céu nublado com possibilidade de chuvas durante a noite. Em Capitão Poço, a previsão também é de céu nublado, mas com possibilidade de pancadas de chuva durante toda a tarde e a noite.

E finalmente Paulo Rocha falou

Paulo Rocha - uma espécie de grão-duque do PT paraense - eleito em outubro passado para ocupar uma cadeira no Senado Federal, finalmente inaugurou a tribuna da casa na última quinta-feira, 19, passado mais de um mês da posse.

Talvez o longo silêncio de Paulo Rocha seja um indicativo de que o senador queira seguir o exemplo do colega Jader Barbalho, amiguinho desde criancinha dos petistas paraenses, que jamais subiu à tribuna do Senado para fazer um mísero discurso sequer.

O povo como protagonista do processo político social

Talvez possa até ser para alguns, uma analise contraditória dado o momento de crise em que vivenciamos. Esquecem que também em momentos de crise há condições ideias para a busca de soluções. Assim podemos afirmar categoricamente que a jovem e, ainda em construção, democracia brasileira, já algum tempo, tem dado sinais claros de amadurecimento, fortalecimento de suas instituições e, sobretudo, de participação popular participação popular, restrita até pouco tempo ao exercício do voto.


Embora, mergulhada em constantes crises de representação e de um sistema político anacrônico, ineficiente e condenado ao obscurantismo, a democracia brasileira dá sinais de vitalidade. A falência de seu sistema político viciado e de seus representantes envolvidos em escândalos diários de corrupção tem possibilitado a abertura de espaço para que o povo assuma o protagonismo político e social da nação.

Essa multidão que foi ás ruas em junho de 2014 e no último Domingo [15/03/2015] tem consciência da sua força e da sua capacidade de mobilização e organização. Esse povo está criando sua própria agenda , enraizando a construção de uma identidade cultural que se desprende do velho modelo de participação política partidária onde esse povo era visto apenas como eleitor, tão somente um coadjuvante para torna-se, no dias atuais, no principal ator político e social diante do qual é obrigatoriamente ouvido, apesar da surdez e da miopia do palácio do planalto.

O atual cenário parece bastante confuso, pois há neste movimento apartidário, livre e autônomo, uma multiplicidade de “tendências” visões que fogem do modelo de organização tradicional via sindicatos, partidos políticos,lideranças, ONGs... Embora não haja um objetivo único e uma ação unificada baseada na figura de um político ou um líder nacional, a força desse povo está no anonimato de seus personagens e na negação daquilo que é prejudicial ao país como a corrupção, o apadrinhamento político, o aparelhamento do Estado, a promiscuidade entre o setor público e o privado, a falência do modelo educacional e de saúde no país. Etc...

Os políticos governistas encastelados no palácio do planalto foram obrigados a ouvir o “brado retumbante” de um povo que está envergonhado com o “Mensalão, com o Petrolão” e outros péssimos exemplos de políticos de não se envergonham em guardar dólares na cueca, entregar milhões em propinas extraídas de empresas como a Petrobrás, de políticos que mandam para o exterior [paraísos fiscais] milhões desviados do povo brasileiro... Enquanto para a educação, para a saúde, para o saneamento... Não há dinheiro! Por conta disso o povo está nas ruas!

Muitas vezes o governo tentou taxar o movimento como se fosse de uma oposição partidária que derrotada nas urnas teria saído para as urnas. A inconsistência dessa avaliação revela que quem está no poder tem pouco ou quase nenhum compromisso com as vozes das ruas e com o barulho ensurdecedor das panelas que soam freneticamente toda vez que a chefe da nação concede uma entrevista. Ora Dilma surge negando a força desse movimento espontâneo,ora reconhecendo sua legitimidade e seu caráter democrático, ora acusando-o de golpista.

Assistimos um governo perdido e confuso diante de um inimigo “invisível”, que tem como armas apenas demandas legítimas da sociedade que até pouco tempo só podiam ser encaminhadas pelos partidos, pelos políticos profissionais ou pelos assessores palacianos de plantão.

Dona Dilma não havia previsto lutar contra esse povo das ruas e não têm a humildade necessária para juntar-se a eles e combater o bom combate. Para tentar conter a hemorragia expressa na queda brusca de popularidade, Dilma tem acenado com reformas que jamais fará não apenas porque não é seu desejo, mas também porque já não reúne força política para aprovar medidas contrárias aos interesses de sua base “aliada” que deseja ardentemente manter-se clientelista, fisiologista e atrelada aos cargos públicos que dá acesso aos suculento$ recurso$ público$.

Perdida como “cego em tiroteio”, dona Dilma insiste em desviar a atenção da plateia para não discutir os reais problemas da nação, preferindo adotar discursos vazios, invocar seu passado de guerrilheira durante a ditadura e outros subterfúgios que lhes possa ganhar tempo para tentar esfriar o movimento popular.  Como não possui existência própria, nem a mesma habilidade  de seu criador [Lula] e a “criatura” não faz absolutamente nada sem  consultar o seu “criador”, o palácio do planalto vive um momento de incertezas, de paralisia... Enquanto isso o povo brasileiro engrossa as vozes nas ruas e prepara as panelas para novamente protestar contra o governo.

Jorge Daniel
Professor, especialista em Educação Ambiental

Em tempo

Foram inaugurados na manhã desta segunda-feira, 23, as obras e serviços de reforma e ampliação da escola Elói Cardoso, localizada no bairro do Km 48, na sede do município. Com recursos próprios da prefeitura foi realizada uma ampla reforma com ênfase aos espaços pedagógicos como sala de leitura, recreação e laboratório de informática conectado à rede mundial de computadores - internet - bem como a aquisição de cadeiras novas para os alunos e mobiliário para a copa e refeitório. Na escola Elói Cardoso são atendidos mais de 300 estudantes entre crianças das séries iniciais e adultos do curso de Educação de Jovens e Adultos, do Ensino Fundamental.


Durante discurso proferido na cerimônia de inauguração da escola Elói Cardoso, o Prefeito Adamor Aires destacou as dificuldades que tem encontrado para realizar obras no município por conta da queda vertiginosa nos repasses de recursos federais. Porém, mesmo com todas as limitações financeiras Adamor Aires tem mantido desde o início do governo um intenso cronograma de inaugurações - construções, reformas e ampliações - em todo o município, um canteiro de obras a céu aberto. No mesmo discurso o Prefeito Anunciou que mais reformas de prédios escolares irão iniciar nos próximos meses: além da escola Odilon Camurça, no Km 18, cujas obras já estão em andamento, estão previstas e devem começar ainda no primeiro semestre a revitalização das escolas das comunidades do Pau de Remo, Pedros & Pereiras e Bela Vista, entre outras.

Como parte do pacote de boas novas anunciado pelo Prefeito Adamor, estão inclusas a construção de uma USF [Unidade de Saúde da Família] no bairro do Km 48, a reforma do prédio da escola Florentina Damasceno - cujo edital de licitação já foi lançado no Diário Oficial do Estado e a chamada pública do pregão será realizada amanhã, terça-feira [24], em Belém - e a construção de uma escola estadual com 12 sala de aula equipada com laboratórios de informática e de ciências, biblioteca, espaço de recreação e refeitório, em parceria com o estado. Inclusive, os recursos para a construção da nova escola estadual de Santa Luzia estão previstos no orçamento do estado para 2015 e o terreno de dez mil metros quadrados já está devidamente licenciado com toda documentação entregue nas mãos do secretário estadual de Educação, Helenilson Pontes.

Acéfala e desinformada, porém com sangue nos olhos a oposição raivosa tem disseminado um turbilhão de mentiras a respeito de algumas construções, cujas obras foram interrompidas, na tentativa de denegrir a imagem do Prefeito Adamor Aires diante da opinião pública e de quebra desestabilizar o governo. Aproveitando a desinformação do povo, a oposição age de má fé ao afirmar que as referidas obras - quatro Unidades de Saúde da Família, duas creches, Academia de Saúde e a escola rural da comunidade do Jacarequara - estão paradas por conta de irresponsabilidade da administração municipal. Mal ela sabe, e o pior é que realmente sabe, porque o Prefeito Adamor Aires já explicou mais de uma vez, inclusive, no mês passado quando esteve na Câmara Municipal prestigiando a abertura do ano legislativo, os motivos da paralisação das obras acima citadas.

Até o mais desinformado dos cidadãos, menos os integrantes da bancada do ódio na câmara, sabe que a paralisação das obras se deram por que as empresas vencedoras das licitações não entregaram o que prometeram e a prefeitura por segurança encerrou os contratos e dispensou as empreiteiras preservando assim os recursos de todos os convênios. A oposição mente descaradamente quando afirma que não tem conhecimento do paradeiro do dinheiro, por que o Prefeito Adamor fez questão de disponibilizar para os vereadores presentes na sessão de abertura do ano legislativo todos os extratos bancários mostrando que os valores estão na conta do município e serão integralmente utilizados nas mesmas obras quando novas licitações, que serão realizadas nos próximos dias após respeitados todos os trâmites legais das leis que regem os certames licitatórios escolherem as novas empresas que darão continuidade aos serviços por ora parados.

A grande final do Campeonato Luziense de Futebol de Campo acontecerá no dia 12 de abril, às 14 hs no Estádio Municipal entre as equipes do Muruteua e do Broca: trata-se de uma final inédita decidida entre dois times do interior do município. A democratização do campeonato, com as partidas da primeira fase disputadas por região de influência dos participantes permitindo o acesso de todas as equipes de fora da sede do município fez surgir as novas forças do futebol capazes de quebrar a hegemonia dos tradicionais times da cidade acostumados a levar o títulos todas as temporadas. A Sectuj [Secretaria Municipal de Cultura, Esporte, Turismo e Juventude] - através das diretorias de Esporte e de Cultura - está preparando uma grande programação com direito a locutor oficial, trio de arbitragem da Federação Paraense de Futebol e sorteio de brindes para as torcidas.



Os cavaleiros do Apocalipse que apostavam todas as fichas em uma relação tensa entre o Prefeito Adamor Aires e o Presidente da Câmara, vereador Orley Soares, quebraram a cara. O clima de harmonia e parceria entre os chefes dos dois principais poderes do município impera, como faz questão de destacar o próprio parlamentar em todas as ocasiões que participa de cerimônias oficiais ao lado do prefeito. "- Não é submissão do legislativo ao executivo, mas uma parceria em prol do município" disse o vereador Orley na manhã de hoje durante discurso proferido na inauguração da nova escola Elói Cardoso. Vale destacar que há muito tempo Santa Luzia não respirava ares políticos tão tranquilos quanto agora, nem mesmo na época em que os petistas davam as cartas na câmara e na prefeitura e viviam se engalfinhando.

A Arcon [Agência de Regulação e Controle de Serviços Públicos] está percorrendo os municípios do interior do estado afim de esclarecer as principais dúvidas sobre a atividade de táxis lotação, modalidade de transporte intermunicipal de passageiros no Pará, operada por carros pequenos do tipo automóvel, o principal meio de transporte entre Santa Luzia e Capanema. Entre outras condições para a habilitação ao sistema, a Arcon estabelece que: as prefeituras liberem as placas vermelhas, mas a concessão é do Estado; cada operador só poderá ter uma concessão; qualquer pessoa poderá se habilitar sem depender de sindicato ou associação; os carros terão que ter no máximo cinco anos de uso; quem já tem táxi pode desvincular do município e optar pela concessão do Estado, mas se desistir, volta a ser particular.

A construção do Hospital Municipal de Santa Luzia está a todo vapor e as perspectivas do Prefeito Adamor Aires são as melhores possíveis. De acordo com o próprio chefe do executivo municipal, a conclusão das obras deverão ocorrer no final do ano com inauguração prevista ainda para o mês de dezembro. Na semana passada, após vistoria realizada por uma equipe de acompanhamento do Tribunal de Contas dos Municípios o Governo do Estado liberou a terceira parcela do convênio para que os serviços continuem sem prejuízos ao cronograma de entrega. Com recursos na ordem de R$ 1 milhão em caixa, garantidos através de uma emenda parlamentar de autoria do deputado federal Josué Bengtson, para compra de equipamentos hospitalares o Prefeito Adamor pretende o quanto antes entregar a população este grande sonho perseguido há muito tempo, pondo fim a velha problemática de dependência dos hospitais de Capanema, Castanhal e Belém.

Também na semana passada o Governador Simão Jatene liberou para o município de Santa Luzia a terceira e última parcela de mais de R$ 100 mil referente ao convênio para a construção da Feira de Alimentação Coberta, cujas obras estão na reta final. O prédio conta com 16 boxes de 18 metros quadrados cada, três banheiros e espaço para a movimentação do público entre os pontos comerciais que serão ali instalados após a remoção da área intitulada "currutela" do centro da cidade e o remanejamento dos proprietários de bares, pontos de venda de comidas e afins que atuam há anos no local sem nenhum ônus ou prejuízo.

Na semana passada correu, como rastilho de pólvora, entre os moradores de Capanema e região o boato de que o Pronto Socorro Municipal da cidade fechará suas portas para atendimentos noturnos. Se procedente tal informação, a saúde pública no município e nas cidades vizinhas, incluindo Santa Luzia, entrará em colapso, já que os dois maiores hospitais de Capanema, São Joaquim e das Clínicas, continuam fechados há mais de ano, com 150 leitos cada, sem previsão de reabertura.

Chuvas deixam Capitão Poço debaixo d'água e mais de cem famílias desabrigadas no município

Do portal G1-Pará

As fortes chuvas que incidiram neste fim de semana sobre a cidade de Capitão Poço, no nordeste do Pará, arrastaram ontem, domingo [22], o trecho de uma ponte que dá acesso à rodovia PA-124 - principal via de ligação entre o município e a BR-316 - e desabrigou cerca de 100 famílias nos bairros Centro, Irituia e Goiabarana.

A rodovia liga ainda Capitão Poço às cidades de Garrafão do Norte e Nova Esperança do Piriá. Segundo a assessoria da Prefeitura, com a queda da estrutura, outro acesso à cidade pode ser feito pela rodovia PA-253, mas deverá levar alguns dias para ficar pronto.


Representantes das Secretarias Municipais se reuniram na manhã desta segunda-feira, 23, com equipes da Defesa Civil Estadual para definir um plano de ação emergencial e prestar suporte aos atingidos.


Segundo a prefeitura, algumas famílias estão tendo auxílio com alimentação, água tratada e roupas, parte delas está alojada no ginásio da cidade e outras seguiram para a casa de parentes. A Defesa Civil está fazendo um levantamento ambiental das áreas e sócioeconômico das famílias afetadas para emitir um relatório que irá guiar as ações que deverão amparar os atingidos e a realização de obras.
 

Lúcio Vale foi eleito presidente do Cedes na Câmara Federal

O deputado federal paraense Lúcio Vale [PR] foi eleito presidente do Cedes [Centro de Estudos e Debates Estratégicos], da Câmara dos Deputados, órgão responsável pela interação entre parlamentares, universidades, centros de tecnologia e empresas com o objetivo de alavancar a exploração das potencialidades do país.

A propósito, Lúcio Vale é um dos maiores entusiastas da criação da Universidade Federal do Nordeste Paraense sediada em Capanema Ou Bragança. Luta antiga do parlamentar em Brasília junto ao Ministério da Educação e a classe política que a partir de agora poderá tornar-se realidade.

Duplicação da BR-308, trecho entre Capanema e Bragança, deverá começar nos próximos meses

Finalmente a tão sonhada obra de duplicação da BR-308, entre Bragança e Capanema, um trecho de 55 quilômetros, deverá começar nos próximos meses, segundo fonte do Dnit [Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes] revelou à imprensa na semana passada. Esta rodovia, antiga PA-242, federalizada no início dos anos 2000, é considerada uma das mais perigosas do Pará, conhecida, inclusive, pelo título nada pomposo de a "Rodovia da Morte" por conta dos inúmeros acidentes com vítimas fatais ocorridos com uma frequência assustadora.

As pistas são estreitas e não há acostamento. Animais circulando durante a noite são alguns dos riscos mais eminentes de ocorrências fatais, principalmente envolvendo motocicletas. Caminhões parados à margem da pista também têm provocado acidentes mortais naquela rodovia.

A propósito, na tarde de ontem um acidente envolvendo uma moto e um veículo fez duas vítimas fatais na referida BR-308, próximo ao município de Tacuateua que fica às margens da estrada: um casal que viajava na motocicleta morreu instantaneamente após chocar-se com um caminhão. As duas pessoas foram esmagadas pelo caminhão.

Polícia prende traficante com grande quantidade de oxi em Cachoeira do Piriá

A Polícia Civil prendeu na madrugada deste sábado, em Cachoeira do Piriá, o nacional Rubens Sousa Costa, um conhecido traficante de drogas na cidade que responde pela alcunha de Rubinho. A PC estava investigando Rubinho havia algum tempo depois que recebeu denúncias.

No ato da prisão Rubens estava com uma grande quantidade de pedras de oxi e uma quantia em dinheiro.

Helder Barbalho pediu audiência com o Governador Simão Jatene


Para quem se assustou com as visitas do deputado federal Edmilson Rodrigues [PSOL] e do senador Paulo Rocha [PT] ao Governador Simão Jatene [PSDB] no início do mês, vem aí novo episódio na série acredite se quiser: Helder Barbalho [PMDB] - ele mesmo, o filho de Jader Barbalho e ministro da Pesca - também já pediu audiência com Simão Jatene.

Fusão entre DEM e PTB faz surgir nova força política no Pará

A fusão entre DEM e PTB é dada como certa e deve acontecer ainda no primeiro semestre deste ano. As negociações que estão acontecendo na esfera nacional avançam sem maiores problemas, e no Pará o presidente da Alepa, deputado Márcio Miranda, e o deputado federal Josué Bengtson, as maiores lideranças do DEM e do PTB no estado, respectivamente,  já se entenderam.

O novo partido manterá a sigla do PTB, mais tradicional, e o número do DEM. Bengtson não pretende disputar mais a reeleição e lançará o filho em seu lugar. O deputado federal Hélio Leite vai disputar a prefeitura de Castanhal e o deputado estadual Haroldo Martins a prefeitura de Cametá [ambos são do DEM]. Já o deputado Eduardo Costa [PTB] deverá pleitear uma vaga na Câmara Federal. Quem está cotado para presidir o novo partido é Márcio Miranda. Quanto aos planos do petebista Duciomar Costa e do democrata Lira Maia, ainda não se sabe. 

Um "Belo Monte" de dinheiro


Em meio à operação Lava-Jato, a obra da usina de Belo Monte, no Pará – já envolvida na encrenca, ainda que lateralmente – poderá ser o novo alvo da justiça para desbaratar um suposto esquema de propinas que teria alcançado a cifra dos R$ 100 milhões pagos a políticos do PT e do PMDB.

Com as obras atrasadas e ao custo de R$ 30 bilhões ao bolso do contribuinte, Belo Monte e seus segredos podem vir a tona nas delações premiadas de executivos da Camargo Correa já presos.

Polícia prende mais de mil quilos de maconha em Bragança

Maior apreensão de droga dos últimos tempos em Bragança feita pela Policia Militar - algo em torno de mil quilos de maconha - em uma operação que começou ainda na madrugada e terminou por volta das 10:30 hs desta quinta-feira. A apreensão aconteceu em uma localidade conhecida como Murici, a 60 quilômetros da sede do município. Além da droga foram apreendidas duas armas caseiras, uma motocicleta e os donos do entorpecente identificados como Alexandre, 35, e Getúlio, 41.

A PM teve que usar três viaturas para transportar a droga até quartel do 33º Batalhão em Bragança.





Fonte: Denise Ramos/Sbt-Capanema

Em tempo

Ao contrário do que pregam os adversários inconformados com o excelente desempenho do Prefeito Adamor Aires à frente do executivo municipal, que conduz o governo mais realizador da história de Santa Luzia, várias obras e serviços estão sendo tocados a todo vapor na cidade e no interior. A bola da vez é a comunidade do Km 18 que depois de ser contemplada com mais de dois quilômetros de asfalto no segundo semestre do ano passado agora está sendo beneficiada com a reforma da escola Odilon Camurça e a recuperação de ramais que servem para o escoamento da produção agrícola dos moradores da retrocitada comunidade.

A escola Odilon Camurça, solenemente esquecida pelo finado governo petista por mais de sete anos sem receber sequer uma demão de cal nas paredes encontrava-se em péssimo estado de conservação, caindo aos pedaços, literalmente, está passando por serviços de reforma e ampliação com recursos próprios do município na ordem de R$ 404.486,27. As obras iniciadas em fevereiro têm conclusão prevista para o mês de agosto resgatando o orgulho e a dignidade de centenas de crianças e servidores lotados naquele estabelecimento de ensino.



O ramal da travessa Santa Maria, também no Km 18, esquecido há mais de 20 anos por administrações anteriores, especialmente pelo desgoverno petista - ressalte-se - que serve de ligação entre as zonas urbana e rural da comunidade, por onde trafega um grande número de agricultores, está recebendo serviços de terraplanagem, tubulação de concreto e reformas de pontes atendendo reivindicações antigas de moradores da área que já tinham perdido as esperanças de verem o ramal em perfeitas condições de tráfego, como acontece agora. Apesar dos rigores impostos pelo período chuvoso que castiga o município nessa época do ano, a secretaria de obras não poupou esforços e colocou máquinas e homens trabalhando para atender a população luziense.



A Secretaria de Saúde de Santa Luzia abriu na segunda-feira com uma caminhada pelas ruas da cidade a Campanha Nacional de Combate à Dengue que acontece no período de 16 a 20. Ao longo desta semana os agentes de saúde e técnicos da secretaria estão nas ruas inspecionando residências e divulgando a campanha através de ações preventivas para informar a população sobres os riscos da doença. Durante as visitas são recolhidos lixo que pode servir de criadouro para o mosquito transmissor da dengue e distribuídos cupons que darão direito a prêmios que serão sorteados no "Dia D" da campanha, na próxima sexta-feira que terá programação especial no Ginásio Municipal.



O domingo passado, 15, dia nacional de manifestações contra a corrupção e de apoio ao impeachement da presidente petista Dilma Rousseff, que reuniu quase dois milhões de brasileiros nas ruas de grandes cidades de todo o país, não passou em branco em Santa Luzia City. Vestidos de amarelo, especialmente com a camisa da Seleção Brasileira, os luzienses mostraram toda sua indignação com a roubalheira aos cofres da Petrobrás comandada pelo PT e o seu governo que levou o Brasil à recessão e tanto envergonha os brasileiros. Não era tarefa difícil encontrar um conterrâneo trajando as cores da nação pelas ruas da cidade, restaurantes ou qualquer ambiente em que houvesse badalação.

Pressionado pelo ruído das manifestações que sacudiram o país no último domingo, o Senado Federal no afã de dá uma resposta ao povo, votou esta semana duas leis que podem mudar radicalmente o sistema eleitoral brasileiro: a primeira proíbe as coligações proporcionais, que em muitos casos permitem que políticos sem voto sejam eleitos graças a outros candidatos que conseguem super-votações. A outra é mais radical e foi arquitetada pela Câmara, é o chamado "distritão". Nesse caso, estados e municípios serão considerado um distrito eleitoral onde o voto é majoritário. Por esse sistema serão eleitos os deputados [estaduais e federais] e vereadores mais votados. Tal sistema, se adotado, dará força ao nome do candidato, enquanto que o partido perde relevância.

A propósito, estava passando da hora de corrigir essa injustiça prejudicial a muitos candidatos que mesmo sendo bem votados não conseguem se eleger por conta dessa brecha na lei eleitoral. Em Santa Luzia por exemplo, em todas as eleições houve casos em que candidatos a vereador perderam o assento na Câmara para concorrentes que não atingiram nem a metade de suas votações. Em 2012 o atual sistema permitiu que certo indivíduo que obteve uma micharia de votos conseguisse êxito, e graças ao seu total despreparo protagoniza as cenas mais pitorescas no plenário do parlamento além de liderar com folga o ranking dos políticos mais medíocres da jovem história do município.

Os mais desavisados poderão se perguntar o que tem a ver a roubalheira criminosa da Petrobrás e a nefasta política econômica conduzida pela presidente petista Dilma Rousseff, com o almoço da Semana Santa de muitos brasileiros, especialmente dos luzienses. Ora, os saques aos cofres da petroleira combinados com os desarranjos na política econômica, além de arrastar o país para uma crise profunda que culminou com a recessão, despertaram a desconfiança dos investidores internacionais provocando um desajuste cambial sem precedentes na história brasileira. Com o preço do Dólar batendo a casa dos R$ 4,20 o bacalhau - produto europeu importado e cujo preço é cotado pela moeda americana - está custando os olhos da cara, praticamente o dobro em relação ao mesmo período do ano passado. O preço salgado torna praticamente impossível a presença da iguaria na mesa dos brasileiros durante a ceia da Semana Santa.

Poucos lembram, mas o ano de 2015 marca uma data importante para a educação de Santa Luzia. Foi no longínquo ano de 1990, há exatamente 25 anos, que a escola Florentina Damasceno - a mais importante do município e celeiro da elite pensante luziense - recebeu a portaria da Secretaria Estadual de Educação autorizando o curso de Magistério, o 2º grau naquela época e atual Ensino Médio, regular sob a responsabilidade de professores da própria escola, todos recém-concluintes da graduação em Licenciatura Plena pela Universidade Federal do Pará. Foi um grande passo para a então Vila de Santa Luzia, sob o jugo administrativo de Ourém, que até então oferecia desde o ano de 1988 a mesma modalidade de ensino, mas em caráter modular, que imperava na maioria dos municípios do interior naquela época, ministrado por professores oriundos da capital do estado.

Que o PT paraense atravessa sua pior crise representativa todo mundo já percebeu. E mais, a legenda de Lula vem perdendo espaço e eleitores no estado desde a época do desastroso governo de Ana Júlia Carepa, o mais pífio de toda a história do Pará. Porém, o golpe de misericórdia no petismo paroara foi dado nas eleições do ano passado quando o diretório estadual insistiu na ideia de apoiar a candidatura ao governo do estado do notório Helder Barbalho, cujo sobrenome o denuncia, e quase desapareceu do cenário político ao ver suas principais estrelas naufragarem nas urnas, inclusive a própria ex-governadora. As bancadas petistas [federal e estadual] foram reduzidas a pó. Na Assembleia, das oito cadeiras que tinha na legislatura passada o PT permaneceu com apenas três e dos três assentos que tinha na Câmara Federal o partido conquistou apenas duas.

Tragado pela turma de Jader Barbalho, o PT convalesce gravemente e para não desaparecer sobrevive a reboque do PMDB catando as migalhas que lhe são oferecidas. Mais poderoso do nunca, graças ao companheiro Lula, tão logo o palanque foi desmontado Jader tratou imediatamente de arredar o PT e fazer conchavos em Brasília para alçar Helder ao insignificante ministério da Pesca, cujo orçamento nanico e a anêmica expressividade política dificilmente permitirá um bom desempenho do titular da pasta. Porém, no fundo do poço e definhando a cada eleição, os sobreviventes da nau petista na ausência de um nome forte para chamarem de seu apegam-se ao filhote de Barbalho a quem festejam atirando-lhe muito confete e serpentina. Quem diria, hein, PT?

Datafolha: 62% dos brasileiros reprovam o governo Dilma

Primeira pesquisa depois dos protestos de 15 de março aponta a mais alta rejeição a um governante desde Fernando Collor; popularidade da presidente despencou para 13%


A primeira pesquisa sobre o governo depois dos protestos de 15 de março mostrou que a grande maioria dos brasileiros reprova a gestão de Dilma Rousseff. Segundo levantamento do instituto Datafolha, publicado nesta quarta-feira pela Folha de S. Paulo, 62% dos entrevistados classificam o governo Dilma como ruim ou péssimo. Com os indicadores econômicos batendo recordes negativos e a insatisfação popular com a corrupção tomando as ruas, a reprovação à presidente subiu 18 pontos desde a última pesquisa, há pouco mais de um mês. O número também representa a mais alta taxa de desaprovação a um governante desde setembro de 1992, quando Fernando Collor era rejeitado por 68% dos brasileiros nas vésperas do impeachment.

O Datafolha também indicou que a popularidade de Dilma despencou dez pontos: apenas 13% dos brasileiros consideram o governo da presidente bom ou ótimo. É a pior taxa de aprovação desde que Dilma assumiu a presidência, em 2011. O levantamento apontou ainda que 24% dos eleitores avaliam a gestão de Dilma como regular.

Segundo o Datafolha, a popularidade da presidente caiu até em tradicionais redutos petistas. No Nordeste, onde Dilma conseguiu uma grande votação em 2014, apenas 16% aprovam o seu governo. Pela primeira vez, a maioria dos eleitores com menor renda e menor escolaridade ouvidos pelo instituto avaliou a gestão da governante como ruim ou péssima.

A pesquisa ouviu 2.842 eleitores nos dias 16 e 17 de março, logo depois das manifestações que levaram quase 2 milhões de brasileiros às ruas contra o governo Dilma e o PT. A margem de erro do levantamento é de dois pontos porcentuais para mais ou para menos.

Portal Veja Online

WhatsApp - como fazer ligações pelo aplicativo


O WhatsApp tem liberado aos poucos a função de chamadas de voz no Brasil desde a semana passada. O sistema de convites foi iniciado e encerrado diversas vezes nesse pequeno espaço de tempo, mas voltou a ficar ativo na última quarta-feira, 11. As ligações estão disponíveis apenas para usuários de smartphones Android. Mas, cuidado! Algumas pessoas estão compartilhando por e-mail ou pelas redes sociais o site whatsappcalling.com, que contém um código malicioso que rouba dados do aparelho do usuário.

Veja abaixo o passo a passo de como ativar função de chamada de voz no WhatsApp:

  1. Atualize a versão do WhatsApp - a atualização com a recurso de chamada de voz é a versão 2.11.561, já disponível no Google Play para download. Antes era necessário baixar uma atualização em APK e instalá-la fora da plataforma.
  2. A função só é habilitada mediante um convite. Portanto, peça a alguém que já disponha do recurso que ligue para você. Vale lembrar que a ligação tem que ser realizada pelo aplicativo.
  3. Após receber a chamada, automaticamente uma nova aba chamada de "Ligações" aparecerá na parte superior do seu aplicativo. Você conseguirá se conectar por chamadas de voz apenas com usuários Android e que tenham atualizado a versão do app.

Popularidade de Dilma Rousseff despencou e a petista já é a mais rejeitada da história


Pesquisas encomendadas semanalmente pelo Palácio do Planalto desde o início de fevereiro, quando a crise política se instalou de vez em Brasília por conta do Petrolão, têm revelado que a popularidade de Dilma Rousseff chegou ao fundo do poço. Como são apenas para consumo interno, o grande público não tem acesso aos números que indicam o chefe da República mais impopular do período democrático pós-ditadura com índices que beiram o caos.

Para desespero total dos petistas, esta semana os reveladores números da rejeição da presidente deixarão de ser segredo por que Datafolha e Ibobe entraram em campo nesta segunda-feira para ouvir a população de todo o Brasil a respeito do governo Dilma Rousseff.

O resultado de ambas as pesquisas será divulgado na quinta ou na sexta-feira nos jornais e nas emissoras de televisão. O temor entre os petistas é ainda maior por que os novos números serão colhidos no calor das manifestações de ontem que levaram para as ruas nada menos que 2,5 milhões de brasileiros insatisfeitos em todo o país.

Paulo Rocha e os tucanos

A estrela mais reluzente do PT paraense na atualidade, o senador Paulo Rocha tem flertado com frequência com o tucanato que dá as cartas no comando do estado. Sexta-feira passada, Rocha foi recebido por Simão Jatene no Palácio do Governo e semana que vem, mais precisamente na quarta-feira [17], Paulo Rocha estará ciceroneando o deputado Márcio Miranda - presidente da Assembleia Legislativa e aliado de todas as horas do governador - em Brasília durante uma audiência com o ministro do Planejamento, Nelson Barbosa, para tratar de assuntos de interesse do Pará.

Campeonato Luziense de Futebol de Campo - definidos os jogos das quartas de finais

Definidos em sorteio realizado na manhã desta terça-feira na Diretoria Municipal de Esportes os confrontos das quartas de finais do Campeonato Luziense de Futebol de Campo. Por ser um número ímpar de equipes, o Internacional dormiu [como se diz no jargão do futebol] e foi automaticamente classificado para as semi-finais.

Os jogos acontecerão no próximo domingo, 15, no Estádio Municipal:

Às 14 hs

Às 16 hs

Petróleo em Salinas

O Pará vai ganhar novo espaço para pesquisa sobre produção e exploração de petróleo. Uma parceria entre Fapespa [Fundação Amazônia de Amparo a Estudos e Pesquisas do Pará] e Ufpa [Universidade Federal do Pará] garantiu recursos no valor de R$ 20,8 milhões através da assinatura de um convênio para a implantação do Polo de Ciência e Tecnologia de Mar e Petróleo em Salinas.

O mesmo convênio contempla a construção do Instituto de Ciência e Tecnologia do Mar e Petróleo e a Casa de Cultura “Fonte do Caranã”.

Belém na mira para 2016

Nomes de peso da política paroara com grande fluência eleitoral na capital devem está no páreo pela prefeitura de Belém nas eleições de 2016. O atual prefeito Zenaldo Coutinho é certo que concorrerá à reeleição e deverá enfrentar nas urnas, Edmilson Rodrigues, Priante - o eterno candidato, Jefferson Lima - animado com votação expressiva que lhe conferiu o segundo lugar na corrida pelo Senado, Duciomar - se a justiça deixar, e o deputado federal mais votado do estado Eder Mauro, aposta do PSD de Gilberto Kassab.

Ônibus da banda Garota Safada sofre acidente grave


O ônibus da banda Garota Safada sofreu um acidente na BR-222, em São Luís do Curu, no Ceará, na madrugada desta terça-feira, 10. No momento do acidente, 28 passageiros estavam no veículo. Quatro pessoas em estado grave deram entrada no Instituto José Frota em Fortaleza. Outras vítimas, com ferimentos leves foram encaminhados para hospitais de São Gonçalo do Amarante, Umirim, Itapipoca.

O vocalista da banda, Wesley Safadão não teria viajado com a banda. Equipes Polícia Rodoviária Federal, do Corpo de Bombeiros e do Samu foram acionadas para prestar os primeiros atendimentos as vitimas.


De acordo com a empresária da banda, o ônibus saiu de Fortaleza em direção ao Piauí. Wesley Safadão e a Garota Safada têm shows marcados para hoje em Luzilânndia [PI] e dia 12 em Altos [PI].


UFPA divulga a lista de repescagem do PS 2015 e 3ª chamada do Sisu


A Ufpa [Universidade Federal do Pará] divulgou ontem, segunda-feira, [09] a lista de repescagem do Processo Seletivo 2015 e a 3ª chamada do SISU 2015. A instituição convoca os selecionados a comparecerem nos dias, locais e horários discriminados no edital, para entrega de documentos necessários à efetivação do vínculo institucional no curso para o qual foram classificados.

Mais informações na página do Ciac [Centro de Registros e Indicadores Acadêmicos].

  • Clique aqui e veja a lista de repescagem do PS 2015.
  • Clique aqui e veja a lista da 3ª chamada do SISU 2015.

Em tempo

Na semana passada a Semed [Secretaria Municipal de Educação] - sob o comando do competente Robson Federal e sua equipe - realizou a terceira edição do Workshop Educacional no Centro de Convenções do hotel-fazenda Santa Luzia Rural. O evento acontece anualmente antes do início do período letivo e serve como momento de interação entre professores e diretores de todas as escolas do município com a Secretaria de Educação objetivando a discussão do calendário escolar, das diretrizes curriculares e de questões burocráticas e administrativas das unidades educacionais. O prefeito Adamor Aires, como sempre, fez questão de participar da abertura da programação na manhã de quarta-feira, 04, e no seu discurso de saudação aos professores destacou as conquistas alcançadas e anunciou novidades para o ano letivo que ora se inicia.




No final do mês passado o Prefeito Adamor Aires e o vice-prefeito e secretário de educação Robson Federal participaram de um encontro de prefeitos e secretários municipais de educação da região nordeste do estado com o secretário estadual de Educação, Hlenilson Pontes, em Salinas. Em pauta a situação da educação na região e os desafios a serem enfrentados no segundo governo Simão Jatene que se inicia. Na ocasião o Prefeito Adamor Aires reforçou o pedido para a construção de uma escola estadual com 12 salas de aula equipada com laboratório e espaços pedagógicos, em Santa Luzia, e foi prontamente atendido. Ficou agendado para a próxima quarta-feira, 11, um encontro entre o Prefeito Adamor e o secretário Helenilson em Belém para a entrega da documentação do terreno onde será construída a retrocitada escola.

Um dos momentos marcantes do Workshop Pedagógico foi a homenagem feita pela Semed e o Governo Municipal aos novos universitários aprovados no vestibular deste ano. Mais de 30 calouros compareceram no encerramento do evento, na tarde da sexta-feira, 06, e foram condecorados com diplomas de honra ao mérito expedidos pela Semed em nome do Prefeito Adamor Aires, na ocasião representado pela primeira-dama Irene Sousa.

Com o objetivo de melhorar a relação entre agentes da segurança pública e a sociedade civil, o Governo do Estado está indo aos municípios do interior para reuniões de apresentação da cúpula da Segurança Pública do terceiro mandato do Governador Simão Jatene. Na segunda-feira da semana passada a equipe esteve em Capanema reunida no gabinete do prefeito em exercício David Peixoto - o titular, Eslon Martins, está de licença e em viagem ao exterior - sob o comando do secretário de Segurança Pública do Estado, General Jeannot Jansen, acompanhado de representantes do comando-geral da Polícia Militar, autoridades judiciárias, vereadores e a imprensa para a apresentação em Capanema, sede do 11º Batalhão da PM e da Superintendência da Região Integrada do Caeté da Polícia Civil, juridição de outros 20 municípios, inclusive Santa Luzia do Pará.


A conta de luz do paraense está 3,6% mais cara desde o início do mês, quando começou a vigorar a revisão extraordinária aprovada pela Aneel [Agência Nacional de Energia Elétrica], órgão do governo federal responsável pela regulação do setor elétrico, no apagar das luzes de fevereiro. De acordo com a lei, este tipo de reajuste representa um aumento extra aplicado quando há riscos de desequilíbrio nas contas das distribuidoras, e a má notícia para o consumidor é que, além da revisão, ainda ocorrerá novas altas, pelo menos mais duas, ao longo de 2015, pois a Aneel vai autorizar em breve o reajuste ordinário anual. São os efeitos do pacote de maldades encomendado por Dilma e o PT para o povo brasileiro no segundo mandato da petista.


Vereadores de todo o país se preparam para participar da Terceira Mobilização Nacional, que a Abracam [Associação Brasileira de Câmaras Municipais], promoverá em maio deste ano, em princípio prevista para Belém. A entidade foi criada para defender os interesses dos vereadores do Brasil e os nobres edis de Santa Luzia City deverão enviar representantes para o convescote que será realizado o Hangar - Centro de Convenções e Feiras da Amazônia.


O Prefeito Adamor Aires recebeu, em Belém, na semana passada um veículo -  modelo Spin da marca Checrolet - fruto de parceria entre o município e a Secretaria Nacional de Justiça que servirá para o deslocamento do Conselho Tutelar em suas diligências. Essa é mais uma conquista do Prefeito Adamor haja vista que o Conselho Tutelar sempre dependeu de carros alugados pela prefeitura para realizar seu trabalho.


De férias, o prefeito de Capanema, Eslon Martins, que cumpre o segundo mandato, está realizando um périplo pelos Estados Unidos ao lado da primeira-dama Tatiana Martins. Na terra do Tio Sam o primeiro casal de Capanema visitou feiras, museus e badalados endereços da boa gastronomia. Afinal ninguém é de ferro...

Esta segunda-feira marca o retorno do município de Santa Luzia às aulas depois de um bom período de descanso para professores e alunos. A semana passada foi marcada, além da realização do III Workshop Educacional, pelos encontros pedagógicos na maioria das escolas para a elaboração do planejamento curricular para o ano letivo de 2015 bem como do PPP [Plano Político Pedagógico] que norteia as políticas educacionais desenvolvidas por cada uma das unidades escolares. Mais de 6 mil estudantes das redes Estadual [Ensino Médio] e Municipal [Ensino Fundamental] estão de volta às salas de aula para mais uma ano de muito trabalho e conhecimentos em prol do desenvolvimento da Terra Querida.

Calouro na vida pública, no exercício do primeiro mandato na Câmara Municipal o vereador Orley Soares tem se revelado um político conciliador e um hábil negociador entre seus pares. Por conta dessas e outras qualidades, o parlamentar conseguiu unir peças expressivas da oposição em torono do seu nome para galgar nada menos que a presidência da casa, com as bênçãos do governo, para o biênio 2015/2016. Candidato à deputado estadual nas eleições do ano passado com apoio do seu padrinho e mentor político, o deputado federal Lúcio Vale, Orley obteve votação significativa em solo luziense.

Foi-se o tempo em que a Semana Santa significava um período sagrado onde imperava o respeito à Paixão de Cristo externado pelo recolhimento absoluto para penitências, orações e reflexões no interior das igrejas com uma vasta programação religiosa recheada de missas, celebrações e rituais cheios de simbolismo que lembravam o sofrimento de Jesus para salvar a humanidade. Atualmente a Semana Santa não passa de mais um feriado no calendário para a maioria das pessoas que aproveita o período para passear ou se esbaldar nas badaladas praias e destinos turísticos famosos país a fora. Seguindo a tendência da modernidade uma grande leva de luzienses já definiu o roteiro para aproveitar o "feriado prolongado". Salinas e a bucólica ilha de Algodoal, no município de Maracanã, são disparados os locais mais procurados, mas São Luís e outras capitais do nordeste estão no roteiro dos conterrâneos.