Projetos da Emater irão beneficiar comunidades indígenas Tembés de Santa Luzia, na reserva Alto Rio Guamá

A Emater-PA [Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado do Pará] atendeu com seus programas, em 2016, mais de 50 mil famílias produtoras, incluindo grupos indígenas. No Regional Capanema, por exemplo, a Emater, junto aos indígenas da tribo Tembé do Alto Rio Guamá, prestou assistência técnica para a produção de mudas dentro do projeto Quintais Produtivos, com até 30 culturas consorciadas. A previsão para este ano é que o projeto seja implantado em 13 aldeias de seis municípios da região: Santa Luzia, Capitão-Poço, Cachoeira do Piriá, Garrafão do Norte, Nova Esperança do Piriá e Ourém.

Outro projeto de referência é o da Farinha Munduruku, em Jacareacanga, no qual a Emater atua em parceria com a Prefeitura e Funai [Fundação Nacional do Índio], assistindo 37 famílias de 21 aldeias dos indígenas da etnia Munduruku, na produção de diversos subprodutos da mandioca [farinha d’água, goma de tapioca, tucupi, farinha de tapioca], apoiando na obtenção de recursos que viabilizam a aquisição de equipamentos para a produção, tais como geradores de energia e motores para suas ubás [canoas].

A Emater implantou técnicas de seleção e plantio, capacitou os indígenas em trabalhos como o amolecimento da raiz em grandes caixas d’água, para evitar a contaminação de rios e igarapés. A Emater apoia os indígenas também nas plantações de abóbora, abacaxi, macaxeira, banana, café, arroz, milho e melancia e outros produtos da floresta, como castanha-do-pará, copaíba e andiroba.

Fonte: Agência Pará
Projetos da Emater irão beneficiar comunidades indígenas Tembés de Santa Luzia, na reserva Alto Rio Guamá Projetos da Emater irão beneficiar comunidades indígenas Tembés de Santa Luzia, na reserva Alto Rio Guamá Reviewed by Reinaldo on 16:11 Rating: 5

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.