WHAT'S NEW?
Loading...

Em tempo

Ufpa
O projeto de implantação do núcleo da Ufpa em Santa Luzia foi escrito a quatro mãos e leva as digitais do professor-doutor Naldo Blandtt, professor efetivo do campus de Bragança, e da professora Juliana Patrizia, titular da Secretaria de Cultura do município e mestranda do curso Saberes da Amazônia ofertado pela instituição. A iniciativa surgiu em 2014 e desde então a dupla tem lutado incansavelmente atrás de apoio de municípios vizinhos, como Cachoeira do Piriá, que apoiou a ideia de imediato por meio de documento, e cidades da baixada maranhense que também deram aval positivo. Mas os maiores entraves foram enfrentados dentro do próprio município de Santa Luzia, a indiferença e o desinteresse da gestão da época que mesmo diante dos apelos não garantiu a contrapartida exigida pela Ufpa para o funcionamento dos cursos.

Repercussão
Tão logo a notícia dando contas da provável implantação de um núcleo avançado da Universidade Federal do Pará em Santa Luzia, foi postada neste blog no final da manhã da última terça-feira, 21, que o assunto domina as redes sociais e se tornou a postagem mais comentado da semana, com mais de 500 compartilhamentos e centenas de comentários.

Reação em cadeia
A implantação de um núcleo universitário em Santa Luzia além de trazer benefícios para a educação também serve de indutor para economia local, por que a vinda de estudantes de outas cidades vai impactar de imediato os setores de hotelaria, aluguéis e alimentação. Com o impulso do fluxo migratório na cidade a demanda por esses serviços só tende a crescer gerando oportunidades em todos os segmentos da economia com reflexo direto na geração de emprego e renda.

Gente da gente
A condução coercitiva da assessora da deputada Simone Morgado, Soane Castro, ex-superintendente do Ministério da Pesca no Pará, na esteira da segunda fase da operação História de Pescador, da Polícia Federal, foi um dos assuntos mais comentados nos principais veículos de comunicação do país - Veja, Folha de São Paulo, O Globo e Estadão, entre outros - com direito a reportagens nos telejornais da Rede Globo - Hoje e Nacional, na quinta-feira [23]. Mulher de fibra, competente e boa praça, Soane tem ligações muito fortes e uma legião de amigos em Santa Luzia, onde inclusive moram seus pais, na zona rural. E mais, mesmo morando na capital do estado, Soane é praticamente uma luziense por que desde a adolescência sempre esteve presente em Santa Luzia, e inclusive foi candidata a vereadora nas eleições de 2008, além de ter sido secretária de Agricultura e organizado a maior festa agropecuária da história de Santa Luzia, a Exposalp [Exposição Agropecuária de Santa Luzia do Pará] em 2010.

Educação
A Semed [Secretaria Municipal de Educação] realizará nos dias 19 e 20 de abril o I Encontro Pedagógico de 2017, com todos os professores da Rede Municipal de Ensino, no Balneário Encantos sob o tema "Desafios a conquistar na educação luziense". Para o evento foram convidados doutores e especialistas em educação que irão proferir palestras e discutir o tema com os professores em oficinas, debates e mesas redondas durante os dois dias de encontro.

Palanque
Passados quase seis meses da eleição municipal de 2016 os politiqueiros de Santa Luzia ainda não desmontaram o palanque e continuam em intensa atividade nas redes sociais com posteres para todos os gostos que vão de chororô pela derrota até acusações sérias de teor explosivo, sem nenhuma prova e nem o mínimo de credibilidade. A disputa paroquiana pelo comando do município existe desde que o mundo é mundo e fica mais exacerbada nos períodos pré e pós eleições, com a troca de farpas entre os militantes de ambos os grupos políticos que se alternam no poder, que agora contam um aliado poderoso: o mundo virtual. Os fakes surgem em escala industrial e com altíssimo poder de desconstrução do adversário com acusações que beiram o absurdo, tudo com o objetivo de atrair a atenção da opinião pública. Porém, muitas vezes o tiro sai pela culatra, por que o principal alvo da indústria de fofocas - sua excelência o eleitor - parece está escaldado nesses tempos modernos e desconfia de tudo que lê nas redes sociais, jogando por terra as pretensões daqueles que vivem de tumultuar o cenário político do município pintando o horizonte de acordo com suas conveniências do momento.

Segurança
Depois que a polícia apertou o cerco à bandidagem, com ações efetivas desde o início do ano, colocando no xilindró alguns elementos - homicidas, assaltantes, ladrões de motos e traficantes - com a preciosa contribuição da população que denunciou os marginais, a City vive um momento de calmaria. Nos últimos dias não se ouviu relatos de crimes cometidos nas ruas de Santa Luzia, e tudo graças ao apoio incondicional do prefeito Edno Alves às forças policiais que fazem a segurança dos luzienses.

Correndo atrás
O prefeito Edno Alves, acompanhado da sua assessoria jurídica, fez um périplo pela capital do estado, na última quinta-feira, 23, com o objetivo de destravar dezenas de projetos de obras em andamento no município que por questões burocráticas legadas da gestão anterior encontram-se paralisadas. Em suas andanças por Belém Edno esteve no TCM [Tribunal de Contas dos Municípios] e na sede do Coimp [Consórcio Integrado dos Municípios Paraenses] onde detectou uma série prejuízos para o município por conta de convênios não executados e, muitos [mas muitos mesmo] casos de devolução de recursos por falta de interesse do antigo governo que não requereu os convênios e perdeu prazos para a assinatura das contrapartidas permitindo que um grande volume de recursos fosse devolvido para a União, em prejuízo da população.

Criança e adolescente
A Comarca de Santa Luzia do Pará - em parceria com o Conselho Tutelar - está trabalhando para expedir uma portaria, que será publicada em breve, disciplinando a entrada e permanência de crianças e adolescentes em bares e afins, bem como a participação dos mesmos em espetáculos públicos e bailes dançantes. A mesma portaria também irá estabelecer as regras para o horário de permanência de crianças e adolescentes na rua, praças e logradouros públicos.

0 comentários: