I Louvor Music da vila do Km 74


Será neste sábado, 03, na Vila Nazaré, Km 74 da Pará-Maranhão, o I Louvor Music com as bandas Donus Dey e a Banda Kayrós, de Santa Luzia, no ginásio Gonçalo Vieira à partir das 19 hs.

Ingressos à venda com os integrantes da Banda Kayrós, na Secretaria Paroquial de Santa Luzia ou com os vendedores autorizados. Os ingressos dão direito ao serteio de uma bicicleta.

A polícia já teria suspeitos do assassinato de idosa morta a pauladas


Atendendo às dezenas de pedidos dos leitores que "entupiram" a caixa de comentários, bem como o aplicativo de mensagens instantâneas para celulares, solicitando uma imagem que identificasse a idosa brutalmente assassinada na madrugada desta sexta-feira, o blog disponibiliza a foto acima enviada por um colaborador. Esta doce senhorinha é a dona Raimunda, que perdeu a vida por causa de uma pequena quantia de dinheiro que tinha em casa, segundo informações, para fazer uma viagem de visita aos filhos na capital paulista no próximo dia 16.

O blog recebeu informações de que a polícia já teria dois suspeitos de cometer o crime. Seriam dois jovens, porém como não há nenhuma confirmação oficial por parte da polícia o blog reserva-se ao direito de manter a identidade dos dois suspeitos em anonimato, até por que, repita-se, são informações extra-oficiais.

Idosa é assassinada à pauladas dentro de casa


Uma senhora idosa bastante conhecida em Santa Luzia, identificada apenas como dona Raimunda, foi encontrada morta na manhã desta sexta-feira, 02, no quintal da própria casa na travessa Alexandre Batista [ex-travessa Gurupi] no centro de Santa Luzia, próximo ao antigo depósito do Albino.

As informações ainda são poucas, mas segundo algumas fontes dona Raimunda foi morta à pauladas na cabeça ainda durante a noite e o corpo só foi descoberto agora no meio da manhã por volta das 09:30 hs por uma vizinha que costumava visita-la diariamente. Ainda de acordo com as mesmas fontes, já se passaram várias horas do ato criminoso já que o corpo da vítima encontra-se bastante inchado e com hematomas por toda a cabeça.

A possível motivação do crime teria sido o valor referente à aposentadoria rural que dona Raimunda teria sacado ontem, segundo informou ao blog um dos vizinhos, o que tipifica o crime de latrocínio - que é o roubo seguido de morte.

Até o momento desta postagem a polícia ainda não tinha nenhum suspeito, mas trabalha com o objetivo de desvendar mais um crime bárbaro acontecido em Santa Luzia, que ultimamente tem frequentado assiduamente as crônicas policiais por conta de vários crimes brutais e sem solução que têm manchado de sangue a história da ex-pacata cidadezinha do interior que há tempos sofre com a escalada assustadora da violência que têm pautado e assustado a rotina dos luzienses.

Em tempo, dona Raimunda era mãe de dois jovens conhecidos e queridos na City: Adonias e o "Pol". Ambos residem fora do estado, Adonias em Cuiabá [MT] e Pol, em São Paulo [SP].

N.E.: O blog recebeu via aplicativo de mensagens instantâneas de celular fotos da vítima já em óbito, mas não as disponibilizará nesta postagem por entender que tal conduta fere a política editorial do blog e, principalmente, em respeito aos familiares da vítima que neste momento de profunda dor não merecem a exposição de tal conteúdo.

Mais informações a qualquer momento.

Estudante da escola Florentina Damasceno conquista o segundo lugar geral no estado em concurso nacional de redação

O estudante do terceiro ano do Ensino Médio da escola Florentina Damasceno, João Victor Almeida de Carvalho, conquistou o segundo lugar geral do estado do Pará no concurso nacional de redação Jovem Senador, promovido pelo Senado Federal. O Jovem Senador é um projeto anual que seleciona, por meio de um concurso de redação, 27 estudantes do ensino médio de escolas públicas estaduais, um de cada unidade da Federação, com idade até 19 anos, para vivenciarem o trabalho dos senadores.

A nona edição do concurso, realizada em agosto deste ano, trouxe o tema "Esporte: educação e inclusão" e João Victor participou sob orientação do professor Edson Farias, titular da cátedra de Língua Portuguesa da escola Florentina Damasceno, com o título "O esporte como ferramente de construção cidadã". Esta é a segunda vez que um estudante da escola Florentina Damasceno, a única do estado no município, conquista o segundo lugar geral no mesmo concurso, já que ano passado, 2015, outro estudante do terceiro ano do Ensino Médio também conquistou a mesma colocação no ranking estadual.

Por conta da conquista do aluno João Victor a escola Florentina Damasceno, bem como a diretora Adelane Nascimento e o professor-orientador Edson Farias receberam menção honrosa, com direito a diploma e uma carta de recomendação, conferidos pelo Senado Federal e pela equipe responsável pelo projeto.

São exemplos como este do João Victor que mostram o quanto a educação é importante na transformação da sociedade e evidenciam a qualidade do trabalho dos professores e da equipe técnica que compõem o corpo docente da escola Florentina Damasceno, desde sempre o principal celeiro da elite pensante luziense que já rendeu ao município profissionais de conhecimento e qualidade técnicas inquestionáveis nas mais diversas áreas de conhecimento e do mercado de trabalho.

Clique na imagem abaixo para acessar a lista com a classificação dos estudantes em cada estado:


Abaixo a carta de recomendação e os diplomas de menção honrosa conferidos aos participantes. Clique nas respectivas imagens para vê-las em tamanho ampliado:






PT paraense decide romper com Jader Barbalho e deverá ter candidatura própria em 2018

Assustados com o revés eleitoral que dizimou o partido nas eleições deste ano e com a fome pantagruélica de poder do então aliado Jader Barbalho e seu PMDB que levou muitos petistas bem colocados nas pesquisas eleitorais, a desembarcarem da legenda, o PT do Pará decidiu no último sábado em reunião do seu diretório por ter candidatura própria em 2018.

Pós impeachment, apoiado por Jader Barbalho, bem como o apoio ao governo Michel Temer, os petistas agora querem distância de Hélder Barbalho nas eleições de 2018, quando o ministro da Integração Nacional irá disputar o governo do estado.

Na tribuna da Alepa [Assembleia Legislativa do Estado do Pará], o deputado estadual da legenda Carlos Bordalo, líder do PT na casa, se encarregou de dar o recado.

- Não haverá trégua na oposição ao governo Temer e seu ministro Hélder Barbalho”.

Tragédia interrompe carreira de Lucas Gomes


As bandeiras a meio mastro no Estádio São Benedito, “O Diogão”, na entrada do município de Bragança, no nordeste paraense, indicam o luto. No centro do campo, a bola parou de rolar durante o minuto de silêncio feito pelos homens que costumam jogar uma pelada, todo fim de tarde. Foi no gramado do Diogão que o jogador Lucas Gomes deu os primeiros passos para se profissionalizar no futebol e se consagrar como um ídolo no município.

Aos 26 anos, o atleta paraense foi uma das 71 vítimas fatais do acidente aéreo com a delegação da Chapecoense-SC, na Colômbia, na madrugada de terça-feira, 29 de novembro.

Foi no Diogão que, há 9 anos, Lucas foi visto pelo professor Ivan Almeida, então técnico do Bragantino, na categoria Sub-20. O treinador observou a velocidade e a força do atleta. “Já tinham me falado muito sobre ele. O Lucas já era conhecido por suas atuações nas copas rurais que eram promovidas na região bragantina", relata. Na época, Lucas Gomes tinha apenas 17 anos de idade - novo, para jogar profissionalmente, mas com o talento maduro.

Passou a integrar o time do sub-20 do Bragantino, onde ficou por dois anos e, em seguida, mais um ano como jogador profissional. “Desde então, eu acompanhei passo a passo a evolução do Lucas, que explodia em campo”, acrescentou Ivan.

CARREIRA

Depois do Bragantino, Lucas jogou em times como São Raimundo de Santarém; Ananindeua, Tuna, Castanhal, Sampaio Corrêa-MA, Fluminense-RJ e Chapecoense-SC. A trajetória foi acompanhada por Ivan, que de treinador passou a fã do jogador.

Lucas era o filho caçula dos agricultores Eliete Bezerra, 52, e Luiz Gomes, 69. A família morava na comunidade do Campinho, na região da Montenegro, zona rural de Bragança. A mãe lembra que a primeira chuteira que o caçula calçou foi dada pelo irmão mais velho dele, Renato Gomes, 33, que mora em Porto Velho [RO]. “A gente não tinha condições de ajudar sempre o Lucas, a família sempre foi unida e, quando se tratava de ajudar uns aos outros, ninguém hesitava”, afirma dona Eliete.

Quando o Renato deu o primeiro par de chuteiras para o Lucas, disse para ele que queria vê-lo dando entrevista para a TV”, relata dona Eliete. “Quando isso aconteceu pela primeira vez, o Lucas citou as palavras do irmão”, lembrou, demonstrando o sentimento de gratidão que o atleta tinha.

TRISTEZA

Daí em diante, a família viu Lucas em campo, fazendo gols, e se destacando ainda mais como atleta, na mídia. As últimas notícias sobre Lucas, porém, não trouxeram alegria. Ainda era madrugada de terça-feira quando a família ficou sabendo que o avião em que o atleta viajava caiu e ele estava entre os que não sobreviveram.

A informação logo se espalhou pela cidade e Bragança amanheceu silenciosa. A atenção dos moradores se voltava para a casa onde os pais do atleta moram, no bairro Traíra. Ninguém acreditava na tragédia que tinha acontecido.

LEMBRANÇA

Eliete, consternada, chegou a telefonar diversas vezes para o celular de Lucas, na esperança de que ele atendesse às ligações. Isso não aconteceu. Foi difícil acreditar, mais difícil ainda aceitar a morte do filho querido. “Quero que as pessoas se lembrem do meu filho como um rapaz que realizou o seu sonho de ser um jogador de futebol profissional”, desabafou, tentando conter o choro e a dor da perda.

O filho que nunca desamparou a família

A mãe de Lucas Gomes, Eliete Bezerra, ressaltou que a reforma da casa onde mora foi feita pelo filho, que nunca desamparou a família. O pai de Lucas, Luiz Gomes, não conseguiu conversar com a reportagem. Emocionado, chorou em silêncio, abraçado a uma camisa da Chapecoense que pertenceu ao filho. A última vez que falaram com Lucas foi sábado [24], por telefone. “Foi uma ligação rápida, porque estávamos tendo uma festa de aniversário em casa”, contou Eliete.

Lucas não tinha filhos, mas vivia em união estável com Aquinoan Carvalho, 28, com quem já tinha um relacionamento de 8 anos. Abalada, a companheira chorava muito vendo a foto dele e as camisas dos clubes nos quais jogou. “Eu estava morando com ele em Santa Catarina. Voltei semana passada, porque ele já vinha para Bragança em dezembro, de férias”, lembrou. 

PLANOS FUTUROS

Lucas chegou a conversar com os pais que, quando fosse a hora de se aposentar do campo, pretendia fazê-lo em um time paraense, onde estaria perto de sua casa, mas infelizmente uma tragédia interrompeu os sonhos do jovem atleta.

Corpo de Lucas Gomes será sepultado em Bragança


Familiares e profissionais que trabalhavam com o jogador paraense Lucas Gomes, 26, viajaram nesta quarta-feira, 30 de novembro, para a cidade de Chapecó, em Santa Catarina.

O atacante foi uma das vítimas do acidente envolvendo o avião que levava a delegação da Chapecoense à Colômbia, para a disputa da final da Copa Sul-Americana.

A intenção é trazer o corpo do atleta para ser velado e enterrado no município de Bragança, nordeste paraense, cidade natal de Lucas.

Na Colômbia, o governo pediu reforço para identificar os mais de 70 corpos. Como não ocorreu nenhuma explosão na aeronave, é possível ter mais agilidade na identificação dos corpos por meio da impressão digital. Delegação, comissão técnica e dirigentes da Chape, além de um grupo de jornalistas, foram as vítimas do acidente aéreo que ocorreu na madrugada de terça-feira.

Operação policial prende quase 200 mil pés de maconha nos município de Cachoeira do Piriá, Nova Esperança do Piriá, Viseu e Garrafão do Norte

A Polícia Civil divulgou, nesta segunda-feira, 28, durante entrevista coletiva de imprensa, os resultados da operação "Tapera", realizada nos últimos sete dias, na região do rio Gurupi, divisa do Pará com o Maranhão.

A operação do Sistema Estadual de Segurança Pública resultou na destruição de mais de 175 mil pés de maconha e na apreensão de 90 mil mudas da erva, mais de 15 quilos de sementes, dez quilos de maconha seca e já beneficiada e cinco prensas usadas no preparo da droga para o tráfico, além de duas armas de fogo. Ao todo, 42 plantações de maconha foram localizadas, durante seis dias de operação.

A operação abrangeu as cidades de Cachoeira do Piriá, Nova Esperança do Piriá, Viseu e Garrafão do Norte. Do total de roças localizadas, 32 deles estavam no município de Cachoeira do Piriá. A área onde os plantios foram encontrados é equivalente a 100 campos de futebol. Foi a maior apreensão de drogas realizada no ano.

A coletiva de imprensa para divulgar o resultado da operação contou com as presenças do secretário de Segurança Pública do Pará, Jeannot Jansen; do delegado-geral da Polícia Civil, Rilmar Firmino, dos diretores operacionais da Polícia Civil, Silvio Maués e João Bosco Rodrigues; o diretor do [Divisão Estadual de Narcóticos], delegado Hennison Jacob; o diretor do Centro de Perícias Científicas Renato Chaves, Orlando Salgado, e do coronel Leão Braga, comandante de Missões Especiais da PM.

Iniciada no último dia 21, a ação policial envolveu mais de 50 agentes de Segurança Pública, entre policiais civis e militares, peritos criminais e equipes do Grupamento Aéreo com uso de helicópteros para sobrevoar a região e localizar as roças da droga no meio da mata. O delegado Hennison Jacob, um suspeito de ser responsável pelo cultivo na região já foi identificado. "Ele chegou a ser preso recentemente em flagrante com 40 quilos de maconha, mas foi solto", detalha, ao salientar que as investigações irão continuar para prendê-lo. Ele ressalta que os donos dos terrenos onde estavam as plantações serão chamados para prestar explicações.

As áreas onde foram encontradas as plantações de maconha ficam na região do Alto Rio Guamá, às margens do rio Gurupi, e estão localizadas em propriedades particulares. O trabalho policial contou com apoio do Grupamento Aéreo do Maranhão que também estava fazendo o mesmo trabalho no lado maranhense. A meta da operação foi erradicar o cultivo da erva na região e identificar os responsáveis pelos plantios.

Para o delegado-geral, o terreno situado em área fértil é propício para o cultivo da erva na região. Foram encontrados nos terrenos onde a droga era cultivada materiais usados no plantio, como baldes, galões para transporte de combustível, e barracas de lonas plásticas montadas nas plantações.

Foram apreendidas ainda armas de fabricação caseira, conhecidas como "bofetes", usadas em armadilhas na mata. O secretário de Segurança Pública destacou, durante a coletiva, a integração dos órgãos do Sistema de Segurança Pública para a operação, que contou com apoio do estado do Maranhão. "A operação alcançou seu objetivo com êxito", destaca. Ele ressaltou que a vasta área usada na plantação da droga na região vai exigir mais operações. Jansen destacou ainda o trabalho da Denarc, unidade recém inaugurada para atuar de forma específica na repressão ao tráfico de drogas no estado. "A Denarc deixa de ser promessa de nova etapa no combate ao tráfico de drogas para ser realidade".

Lucas Gomes, atacante da Chapecoense, natural da Montenegro, região da 12, está entre as vítimas da queda do avião na Colômbia


O atacante do time da Chapecoense, Lucas Gomes, de 26 anos está entre as vítimas da queda do avião que transportava a delegação do clube que iria disputar o primeiro jogo da final da copa Sul Americana na Colômbia. No voo estavam 81 pessoas - 09 tripulantes, 03 convidados, 21 jornalistas e 48 integrantes da delegação do time, jogadores e comissão técnica - e o acidente aconteceu na madrugada desta terça-feira [29] próximo a cidade de Medellín.

Lucas Gomes era bastante conhecido e tinha muitos amigos em Santa Luzia, por que era natural da região da Montenegro, ou região da 12, município de Bragança. Lucas, quando criança e durante boa parte da adolescência, foi aluno da escola Florentina Damasceno, e nas férias da última temporada esteve na vila do Campinho onde reside sua família - pais, irmãos, tios e primos - e por diversas esteve em Santa Luzia participando de jogos amadores com os amigos.


Uma fonte da família informou ao blog que a diretoria do ACF [Associação Chapecoense de Futebol] entrou em contato agora no início da manhã para confirmar que Lucas está entre as vítimas da tragédia. A mesma fonte confirmou anida a possibilidade de o corpo do atacante ser trazido para a casa dos pais para o velório e posterior sepultamento, o que deverá acontecer até o final da semana.

O clima em Santa Luzia é de perplexidade e de consternação, especialmente entre os praticantes de futebol que tiveram a oportunidade de jogar com Lucas Gomes nos campos de pelada em Santa Luzia e na vila do Campinho. Inclusive, no próximo dia 26 de dezembro, por ocasião dos festejos de São Benedito, padroeiro de Bragança, estava agendado um jogo amistoso de confraternização de fim de ano entre "Os Amigos do Lucas" no estádio Diogão.

Carreira

Lucas Gomes da Silva, mais conhecido como Lucas Gomes - Bragança, 29 de maio de 1990. Nascido na região da Montenegro, município de Bragança, Lucas Gomes estreou no time profissional do Bragantino em 2010. Após atuar por clubes da região norte, foi contratado pelo Londrina em 04 de maio de 2013 e em 18 de setembro do mesmo ano foi emprestado ao Sampaio Corrêa para a disputa da Série C. Após a conquista do acesso pelo clube maranhense, Lucas retornou ao Londrina e fez parte do elenco que conquistou o Campeonato Paranaense de 2014. Foi novamente emprestado, dessa vez ao Icasa, em julho de 2014. Em 23 de dezembro de 2014, Lucas Gomes foi emprestado ao Fluminense por um ano. Foi anunciado como reforço da Chapecoense em janeiro de 2016 onde atualmente jogava emprestado pelo Londrina.

Ladrões que roubaram uma grande quantidade de celulares em Capanema são presos em Santa Luzia

Com informações do Portal Capanema


A Polícia Militar de Santa Luzia, sob o comando do sargento Lisboa com apoio dos cabos Walber e Graciélio, fez a detenção de três elemento após uma denúncia anônima informando que os mesmo estariam hospedados em um hotel da cidade.

Os policiais - sob orientações do major Mendes - agiram rapidamente e conseguiram prender os suspeitos que confessaram ter cometido assalto na filial de uma grande rede de lojas de departamentos que se prepara para inaugurar nos próximos dias em Capanema, e foram imediatamente conduzidos para a 6ª Risp [Região Integrada de Segurança Pública] também em Capanema onde foram ouvidos e encontram-se presos à disposição da justiça.


De acordo com informações da própria PM, além dos cinco elementos presos mais dois suspeitos também estariam envolvidos e estão de posse de parte da mercadoria roubada, vários aparelhos de telefone celular de última geração. Diante dessa possibilidade, outra guarnição policial composta pelo major Mendes, sargento Jesiel e o cabo Augusto, passou a diligenciar pela região entre Capanema e Santa Luzia no intuito de localizar os marginais bem como os produtos furtados.

Com os presos foram encontrados 74 aparelhos de telefone celular.

O líder do bando, identificado apenas pela alcunha de Maranhão, é um velho conhecido da polícia com passagem pela cadeia por roubos e assaltos a estabelecimentos comerciais de Capanema. Os demais integrantes da quadrilha seriam os nacionais Bruno, Michel, França e Renato.

Jader compara apoio ao pacote de medidas anticorrupção à popularidade de Hitler

Da revista Isto É

O senador paraense Jader Barbalho [PMDB] comparou o apoio popular ao pacote das dez medidas anticorrupção do MPF [Ministério Público Federal] à aceitação que os ditadores Adolf Hitler e Benito Mussolini possuíam. O senador discursou durante debate no Senado sobre o projeto de lei do abuso de autoridade, nesta quarta-feira, 23.

Eu respeito a opinião pública, mas o Hitler tinha o apoio da opinião pública na Alemanha; o Mussolini tinha o apoio da opinião pública na Itália”, declarou Jader. O senador, que defende a aprovação da matéria, afirmou que há muitos “movimentos” na internet atualmente contra projetos como o de abuso de autoridade, mas que as decisões legislativas devem ser guiadas pelos debates do Congresso.

Para Jader, é preciso chamar “quem tem responsabilidade e experiência” para debater e criar “a melhor legislação possível”. “Respeito quando se apresenta um projeto de lei dizendo ter mais de dois milhões de assinaturas - como as dez medidas anticorrupção. Até um apresentado por um único cidadão merece respeito, mas eu tive 1,8 milhão de votos.

Segundo o parlamentar, os procuradores têm preconceito contra políticos, o que classificou como um “absurdo”. “O preconceito é um prejulgamento, é um julgamento sem dar o direito de defesa, sem dar o direito do contraditório”, afirmou.

Jader questionou casos como o do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que é alvo de inquéritos no âmbito da Lava Jato. Para o senador, Lula perdeu credibilidade durante as investigações e, se for inocentado no final do processo, o prejuízo que sofreu seria irreparável.

O senador também insinuou que procuradores utilizem as operações para ganhar destaque. “Procurador que queira se promover deve se candidatar a vereador, deputado, senador, governador. Alguns até tiveram sucesso nisso e houve outros que vieram aqui à Casa dar lição de moral e terminaram como sócio do Carlinhos Cachoeira”, disse, referindo-se ao ex-procurador e ex-senador Demóstenes Torres.

No início da sessão, Jader afirmou ainda que “buscava respostas” no debate do porquê o projeto seria prejudicial às investigações, como alegam entidades do Judiciário. “Como o Congresso está sendo colocado sob suspeição de que nós queremos inviabilizar a tal operação Lava Jato, eu também não quero sair desta manhã sem ter essa resposta. Onde atrapalha? Ou se quer o direito de combater o crime cometendo o crime?”, indagou Jader.

O Senado promoverá um novo debate sobre o projeto de lei no dia 1º de dezembro. Foram convidados o juiz federal Sérgio Moro, do TRF-4 [Tribunal Regional Federal da 4ª Região], responsável pela operação Lava Jato, e o ministro Gilmar Mendes, do STF [Supremo Tribunal Federal]. O presidente do Senado, Renan Calheiros [PMDB-AL], confirmou hoje que a matéria deverá ir a votação no dia 6 de dezembro.

XII Festival do Açaí da comunidade do Broca será nesta sábado, 26

Acontecerá no próximo sábado, 26, na comunidade do Broca a décima segunda edição do tradicional Festival do Açaí, uma das principais manifestações culturais do município. A programação é extensa com atividades ao longo de to o dia, porém o ponto alto do evento é a festa dançante que acontece todos os anos na sede da Associação dos Trabalhadores Rurais da retrocitada comunidade.


Nota de esclarecimento do blog Santa Luzia Online - O Blog do Rei

O blog Santa Luzia Online - O Blog do Rei, vem através desta nota esclarecer os seguintes fatos sobre a postagem "Polícia Civil de Santa Luzia prende traficante com mais de 40 kg de drogas na madrugada desta quinta-feira" publicada ontem nesta página:

1º - O nome completo do traficante preso na operação "Cavalo de Fogo" é ANTONIO HÉLIO FERREIRA DOS SANTOS, cujo apelido é MACARRÃO, de acordo com informações disponibilizadas pela própria Polícia Civil.

2º - Apesar de a alcunha MACARRÃO, ser bastante associada ao caminhoneiro Silvio, filho do senhor Chico Felipe, ambos bastante conhecidos em Santa Luzia, onde os mesmos gozam de boas e muitas amizades, NADA TEM A VER COM O "MACARRÃO" CAMINHONEIRO, não se trata da mesma pessoa. Ressalte-se: O MACARRÃO PRESO POR TRÁFICO DE DROGAS NÃO É O FILHO DO SENHOR CHICO FELIPE. TRATA-SE DE OUTRA PESSOA, cuja foto não foi disponibilizada pela polícia para a imprensa.

3º - O blog foi contatado pelo SILVIO [MACARRÃO] FILHO DO SENHOR CHICO FELIPE, agora no início da tarde para comunicar que parte da população em Santa Luzia, está pensando ser ele o elemento preso, o que não é. E que, portanto, tal confusão de apelidos está causando-lhe uma situação embaraçosa, com muitas pessoas, familiares e amigos que moram distante, inclusive, entrando em contato via telefone para averiguar os fatos.

4º - O blog Santa Luzia Online - O Blog do Rei, esclarece que a matéria veiculada desde ontem nesta página teve por base postagens na página virtual da própria Polícia Civil e no portal de notícias do jornal impresso Diário do Pará, um dos maiores e mais importantes veículos de comunicação do estado do Pará.

5º - Por fim, o blog Santa Luzia Online - O Blog do Rei, entende a preocupação do senhor Silvio [Macarrão filho do senhor Chico Felipe] e pede sinceras desculpas pelos transtornos causados a um cidadão de bem que nada tem a ver com os fatos narrados na postagem de ontem, cuja infelicidade foi ser conhecido pelo mesmo apelido do elemento apanhado pela polícia traficando drogas. Mais uma vez, o blog pede desculpas pela confusão causada unicamente por conta da coincidência de apelidos, e reitera: O SENHOR SILVIO NÃO É O "MACARRÃO PRESO PELA POLÍCIA". Que fique bem claro de uma vez por todas.

Nas imagens abaixo estão as matérias veiculadas a titulo de notícias nas páginas virtuais da Polícia Civil e do Diário do Pará, duas instituições do mais alto gabarito de credibilidade, isenção e parcialidade, que serviram de base para a postagem do blog:

- POLÍCIA CIVIL

CLIQUE NA IMAGEM PARA ACESSAR A POSTAGEM ORIGINAL

- DIÁRIO DO PARÁ

CLIQUE NA IMAGEM PARA VER A POSTAGEM ORIGINAL

Índios Tembés de Santa Luzia, juntamente com outras etnias do estado, fecharam a BR 316 em protesto próximo ao município de Santa Maria

Índios Tembés da reserva Alto Rio Guamá, localizada em Santa Luzia, liderados pelo cacique e vereador Naldo Tembé, juntaram-se às etnias Assurini, Timbira, Kaapo, Gavião, Kaxuiana e Waiwai para protestar contra algumas ações do governo federal, que segundo os próprios indígenas estariam prejudicando muito a vida nas aldeias, principalmente no que se refere aos programas de assistência à saúde.

O protesto interditou a BR-316, próximo ao município de Santa Maria, desde o início da manhã desta sexta-feira [18], impedindo o tráfego de veículos nos dois sentidos da rodovia.

De acordo com a PRF [Polícia Rodoviária Federal], o trânsito está totalmente parado e há uma equipe no local para negociar a liberação do trecho. Os índios dizem que estão morrendo nas aldeias e pedem a municipalização da saúde indígena e o fortalecimento da Secretaria da Saúde Indígena, junto ao Ministério da Saúde.

Outra exigência é que um indígena assuma a coordenação do distrito do Guamá-Tocantins, responsável pelo atendimento das aldeias pertencentes às etnias citadas no início deste pôster.



Polícia Civil de Santa Luzia prende traficante com mais de 40 kg de drogas na madrugada desta quinta-feira

A Polícia Civil de Santa Luzia - sob o comando do delegado Vinícius Medeiros, com apoio do investigador Marcos Antenor e do escrivão Edney Correa - deflagrou nesta madrugada a operação denominada "Cavalo de Fogo" que resultou na prisão do nacional Antonio Hélio Ferreira dos Santos, vulgo "Macarrão", considerado pela própria polícia como sendo o maior traficante de entorpecentes de Santa Luzia e região. "Cavalo de Fogo" é uma alusão à extrema velocidade com que o Macarrão transportava grandes quantidades de drogas em veículos automotores pelas estradas da região.

Macarrão foi abordado pela equipe da PC por volta das 05 hs desta quinta-feira, 17, na altura do km 52 da BR 316, no município de Santa Luzia do Pará portando 47 quilos de maconha prensada pronta para ser distribuída. O acusado era o responsável pelo abastecimento de drogas na cidade e nas regiões circunvizinhas e foi autuado em flagrante delito pelo crime de tráfico de drogas cujas penalidades estão previstas no artigo 33 da lei 11.343/2006.

De acordo com informações da Polícia Civil, as operações nesse sentido seguem as diretrizes determinadas pela Superintendência Regional da Polícia Civil de Capanema - 6ª RISP, e serão intensificadas em santa Luzia e demais municípios integrantes à esta circunscrição afim de combater o tráfico de drogas e o crime organizado, que insistem em atuar na região.

Petista faz graves denúncias contra senador Paulo Rocha

Do blog da Franssinete Florenzano

Um vídeo bombástico está circulando nas redes sociais, com gigantesco potencial explosivo. Nele, o auto-intitulado militante do PT há mais de 30 anos Josué Carvalho Costa lê uma carta-denúncia na qual literalmente detona o senador paraense, Paulo Rocha, do PT.

Relata, com riqueza de detalhes, dando nomes e sobrenomes a todos os envolvidos e a título de "delação", e mais, afirmando ser para proteger a sua vida e a de sua família, uma série de práticas criminosas, inclusive admitindo a própria participação. Josué conta que era arrecadador de campanha de Paulo Rocha, desde 2005, admitindo que atuou de forma lícita e ilícita.

Historia uma sequência de gravíssimas acusações: que Paulo Rocha indicava às prefeituras às empreiteiras que deveriam ser contempladas com os contratos do programa do governo federal Minha Casa Minha Vida; que havia um esquema perante a CDP [Companhia Docas do Pará] quando lá atuava a ex-diretora Socorro Pirâmides, de quem o senador recebia uma espécie de mensalinho; que interferia nas licitações da merenda escolar da Seduc, sempre recebendo propinas milionárias, e até junto ao consórcio construtor da UHE-Belo Monte, através da Andrade Gutierrez, onde teria indicado o ganhador do contrato de administração do cartão de alimentação dos trabalhadores; que Paulo Rocha teria arrecadado R$ 1 milhão junto a empreiteiros para comprar seu apartamento em Brasília e em contrapartida prometera incluí-los no registro de preços na Seduc.

Afirma que até na PM existia o envolvimento de coronéis no esquema de arrecadação. E diz que vendeu seu único imóvel para pagar dívidas da campanha do senador, sob a promessa de que seria recompensado com a venda de livros didáticos às prefeituras que seriam indicadas. Afirma que em todos os esquemas existiu a participação da lobista Tiana Marques, pessoa de confiança de Paulo Rocha. E finaliza antecipando que entregará todo o material de que dispõe ao MPF e à PF.

O senador Paulo Rocha passou recibo do vídeo e postou uma resposta em suas duas páginas oficiais no Facebook, classificando a carta-denúncia como difamatória e parte de uma sórdida campanha contra seu partido.

Leiam aqui embaixo a sua manifestação de defesa.


Evidentemente, o Ministério Público Federal e a Polícia Federal têm obrigação de imediatamente abrir investigação rigorosa sobre todos os os itens denunciados. O caso é de relevante interesse público e envolve recursos federais. Se for uma infâmia, será provada a inocência de Paulo Rocha e ele terá toda a munição necessária para cobrar a reparação do dano. Caso contrário, os autos deverão seguir seu trâmite perante o STF, pelo foro privilegiado do senador, para aplicação das penas da lei.

Funcionalismo em dia

Como sempre honrando seus compromissos de gestão, o Prefeito Adamor Aires vem pagando o funcionalismo municipal, mesmo com a crise financeira que atravessam os municípios brasileiros, sem falar no “seqüestro” dos recursos municipais, entre agosto e setembro, pela Receita Federal, que deixou um prejuízo de R$ 500 mil nas contas da Prefeitura.

Na última sexta-feia, 11, mais de R$ 1.000,000,00 [um milhão de reais] abasteceram as contas do funcionalismo municipal, incluindo os servidores da saúde [efetivos, temporários, plantonistas e prestadores de serviços], educação [professores e pessoal de apoio, temporários], todas as secretarias municipais, inclusive, diaristas que prestam serviços junto à Secretaria de Obras.

Faltam pouco menos de 02 meses para o término da gestão do Governo da Terra Querida [ADAMOR/ROBSON], mas o sentimento que se tem é o legado e a marca de uma administração com resultados positivos, com obras e serviços prestados como nunca se viu neste município, além de deixar o exemplo de que é possível conduzir e respeitar os recursos públicos com zelo e honestidade.

Nem sempre os resultados das urnas retratam o reconhecimento do trabalho sério e positivo feitos por uma gestão. Não raro, a mentira e o engodo enganam e vencem, pois um povo atordoado por falsas promessas e demagogia é facilmente manipulável.

Por certo, não tardará pra esse mesmo povo dizer em alto e bom som: ÉRAMOS FELIZES E NÃO SABÍAMOS!!!