A Informação Passada a Limpo

A Informação Passada a Limpo

Radialista Jairo Sousa é executado a tiros nesta madrugada em Bragança quando chegava para trabalhar

No fim da madrugada desta quinta-feira, 21, por volta das 04:50 h, o radialista Jairo Sousa, de 43 anos, um dos profissionais do rádio mais conhecidos da região nordeste do Pará, que apresentava diariamente todas as manhãs - das 05 h às 09 h - o programa Show da Pérola, um dos campeões de audiência da rádio Pérola FM de Bragança, foi alvejado por dois tiros nas costas no momento em que chegava para trabalhar no residencial Nunes Bastos, onde funciona a rádio Pérola.

Jairo ainda foi socorrido com vida e levado às pressas para o hospital Santo Antonio Maria Zacarias mas não resistiu aos ferimentos e faleceu. O corpo do radialista ainda encontra-se no necrotério do hospital aguardando remoção para a unidade do IML - Instituto Médico Legal, de Castanhal para a realização dos procedimentos necroscópicos.

Jairo Sousa é natural do interior de Bragança, da região da Montenegro, e começou muito cedo no rádio com destaque para uma longa temporada na rádio Princesa FM de Capanema onde por muitos anos foi apresentador do polêmico Patrulhão 106, programa de maior audiência do nordeste paraense, ouvido em mais de municípios.

Jairo não tinha papas na língua e tratava dos mais diversos assuntos no seu programa. Não poupava ninguém, especialmente a classe política e bandidos, sempre com declarações carregadas de adjetivos às vezes nada abonadores e revelações bombásticas o que o levou a colecionar muitos desafetos.

Até o fechamento dessa postagem a polícia ainda não tinha prendido nenhum suspeito e trata o caso como execução, mas não é possível afirmar que o crime tenha relação com a atividade profissional do comunicador.

Um comentário:

Ediweligton Rodrigues disse...

Rapaz, é lamentável.
Penso que esses radialistas que faz programa policial deveriam ter uma proteção.

Tecnologia do Blogger.