Coloque a sua foto aqui: seja um seguidor do Santa Luzia Online

3 Responses to Mapa do futuro estado do Tapajós

  1. Sou a favor de transformar unidades grandes e mal administradas em unidades menores e mais eficientes. Os estados amazônicos nasceram grandes porque eram desertos humanos, situação que não condiz com a atual conjectura desses estados (ao menos Mato Grosso, Amazonas e Pará), que se desenvolveram e cresceram.
    Acho que o mesmo deveria valer para cidades. São Paulo e Rio de Janeiro se tornaram inviáveis como unidade única, e deveriam ser desmembradas, desde que sejam criadas condições para que os novos municípios não sejam apenas dormitórios, mas tenham meios de crescer e se desenvolver, com prefeito próprio que olhe pelo eleitor e pelas necessidades, ao contrário do que ocorre hoje, em que o prefeito conta com o voto da periferia mas só faz obras no centro e nas áreas nobres (caso de São Paulo).
    Dou a maior força para a criação de Tapajós, mas sei que os políticos corruptos vão ser contra, pois dependem dos votos dos municípios que deixarão de pertencer ao Pará. Outros, no entanto, vão estar de olho nesses eleitores, formando seu próprio curral eleitoral.

  2. Sou a favor da divisão do estado do Pará em 4 estados. Além do Carajas e Tapajós, a região esquerda do rio Amazonas, com as cidades de Alenquer, Almerim, Monte Alegre, Óbidos, Curuá, Oriximiná e Faro, deveriam formar outro estado. O Estado da Guiana do jari, com a capital em Óbidos.

  3. Jairo:eu como paraense sou contra afinal se estado pequenos fossem eficiente os estados de Alagoas e Sergipe seriam os mais ricos no entanto são os mais pobres da federação.Vejo que é jogo de políticos afinal quem será mais beneficiado com isso são os mesmo.