A Informação Passada a Limpo

A Informação Passada a Limpo

Petista faz graves denúncias contra senador Paulo Rocha

Do blog da Franssinete Florenzano

Um vídeo bombástico está circulando nas redes sociais, com gigantesco potencial explosivo. Nele, o auto-intitulado militante do PT há mais de 30 anos Josué Carvalho Costa lê uma carta-denúncia na qual literalmente detona o senador paraense, Paulo Rocha, do PT.

Relata, com riqueza de detalhes, dando nomes e sobrenomes a todos os envolvidos e a título de "delação", e mais, afirmando ser para proteger a sua vida e a de sua família, uma série de práticas criminosas, inclusive admitindo a própria participação. Josué conta que era arrecadador de campanha de Paulo Rocha, desde 2005, admitindo que atuou de forma lícita e ilícita.

Historia uma sequência de gravíssimas acusações: que Paulo Rocha indicava às prefeituras às empreiteiras que deveriam ser contempladas com os contratos do programa do governo federal Minha Casa Minha Vida; que havia um esquema perante a CDP [Companhia Docas do Pará] quando lá atuava a ex-diretora Socorro Pirâmides, de quem o senador recebia uma espécie de mensalinho; que interferia nas licitações da merenda escolar da Seduc, sempre recebendo propinas milionárias, e até junto ao consórcio construtor da UHE-Belo Monte, através da Andrade Gutierrez, onde teria indicado o ganhador do contrato de administração do cartão de alimentação dos trabalhadores; que Paulo Rocha teria arrecadado R$ 1 milhão junto a empreiteiros para comprar seu apartamento em Brasília e em contrapartida prometera incluí-los no registro de preços na Seduc.

Afirma que até na PM existia o envolvimento de coronéis no esquema de arrecadação. E diz que vendeu seu único imóvel para pagar dívidas da campanha do senador, sob a promessa de que seria recompensado com a venda de livros didáticos às prefeituras que seriam indicadas. Afirma que em todos os esquemas existiu a participação da lobista Tiana Marques, pessoa de confiança de Paulo Rocha. E finaliza antecipando que entregará todo o material de que dispõe ao MPF e à PF.

O senador Paulo Rocha passou recibo do vídeo e postou uma resposta em suas duas páginas oficiais no Facebook, classificando a carta-denúncia como difamatória e parte de uma sórdida campanha contra seu partido.

Leiam aqui embaixo a sua manifestação de defesa.


Evidentemente, o Ministério Público Federal e a Polícia Federal têm obrigação de imediatamente abrir investigação rigorosa sobre todos os os itens denunciados. O caso é de relevante interesse público e envolve recursos federais. Se for uma infâmia, será provada a inocência de Paulo Rocha e ele terá toda a munição necessária para cobrar a reparação do dano. Caso contrário, os autos deverão seguir seu trâmite perante o STF, pelo foro privilegiado do senador, para aplicação das penas da lei.

Um comentário:

PASTOR MARTINS disse...

EU NÃO CONHEÇO O SENHOR JOSUE CARVALHO, MAIS CONHEÇO A VIDA DESTE PARLAMENTAR, NA EPOCA EM QUE EU TRABALHAVA NO LEITE KIARA COM DOMINGOS RANGEL, ESTE CIDADÃO PAULO ROCHA JA ERA CONHECIDO ELE E MAIS UNS 9 QUE FAZEM PARTE DE SUA EQUIPE, TEM MUITAS COISAS OCULTA PARA SER ESCLARECIDA AI NO PARÁ ATRAVÉS DESTE CIDADÃO, ENTRE ELES UM GRUPO DE QUEIMA DE ARQUIVO.

Tecnologia do Blogger.