Idosa é assassinada à pauladas dentro de casa


Uma senhora idosa bastante conhecida em Santa Luzia, identificada apenas como dona Raimunda, foi encontrada morta na manhã desta sexta-feira, 02, no quintal da própria casa na travessa Alexandre Batista [ex-travessa Gurupi] no centro de Santa Luzia, próximo ao antigo depósito do Albino.

As informações ainda são poucas, mas segundo algumas fontes dona Raimunda foi morta à pauladas na cabeça ainda durante a noite e o corpo só foi descoberto agora no meio da manhã por volta das 09:30 hs por uma vizinha que costumava visita-la diariamente. Ainda de acordo com as mesmas fontes, já se passaram várias horas do ato criminoso já que o corpo da vítima encontra-se bastante inchado e com hematomas por toda a cabeça.

A possível motivação do crime teria sido o valor referente à aposentadoria rural que dona Raimunda teria sacado ontem, segundo informou ao blog um dos vizinhos, o que tipifica o crime de latrocínio - que é o roubo seguido de morte.

Até o momento desta postagem a polícia ainda não tinha nenhum suspeito, mas trabalha com o objetivo de desvendar mais um crime bárbaro acontecido em Santa Luzia, que ultimamente tem frequentado assiduamente as crônicas policiais por conta de vários crimes brutais e sem solução que têm manchado de sangue a história da ex-pacata cidadezinha do interior que há tempos sofre com a escalada assustadora da violência que têm pautado e assustado a rotina dos luzienses.

Em tempo, dona Raimunda era mãe de dois jovens conhecidos e queridos na City: Adonias e o "Pol". Ambos residem fora do estado, Adonias em Cuiabá [MT] e Pol, em São Paulo [SP].

N.E.: O blog recebeu via aplicativo de mensagens instantâneas de celular fotos da vítima já em óbito, mas não as disponibilizará nesta postagem por entender que tal conduta fere a política editorial do blog e, principalmente, em respeito aos familiares da vítima que neste momento de profunda dor não merecem a exposição de tal conteúdo.

Mais informações a qualquer momento.

Comentários

Anônimo disse…
A polícia daí não prende nem quando sabe quem foi que matou imagine sem ter pistas do assassino.