Até agora Santa Luzia inteira está querendo entender o que ocorreu ontem no início do Desfile Cívico

Um incidente, até este exato momento sem nenhuma explicação, quase tirou o o brilho do início da Parada Cívica Escolar do município no início da noite de ontem na Praça de Eventos Lucas Cavalcante. Tudo aconteceu por volta das 18:30 hs na área da concentração das escolas, momentos antes do início da passagem da Banda Marcial em frente ao palanque das autoridades para a abertura oficial do evento.

Segundo fontes do blog que presenciam o fato mais do que inusitado, uma mulher aparentando entre 20 e 30 anos, nunca vista antes na cidade, invadiu a concentração das escolas, onde estavam mais de 1.200 estudantes, incluindo quase cem criancinhas com menos de 05 anos de idade da pré-escola e dos projetos sociais da Secretaria de Assistência Social, bem como mais de 50 idosos do Serviço de Convivência do Cras [Centro de Referência em Assistência Social], gritando desesperadamente que havia uma briga e que alguém estava armado e atirando: "É bala! É bala! É bala...", gritava a dita mulher. Foi o suficiente para o pânico se espalhar entre os estudantes e as pessoas que estavam em cima da Praça de Eventos para assistir o desfile, provocando uma correria generalizada.

O desespero foi tamanho que todo mundo saiu correndo em direção ao palco onde estavam o Prefeito, o Vice-prefeito e vários vereadores, entre outras autoridades do município e convidados, atropelando idosos e as criancinhas que se preparavam para fazer uma apresentação na abertura do desfile. Os integrantes da banda também correram assustados, muitos foram atropelados pelos colegas e caíram. O terror durou poucos minutos, mas foi o suficiente para provocar muitos estragos, sem nenhuma gravidade, felizmente: pessoas arranhadas, pisoteados e alguns descontroles emocionais, que precisaram ser atendidos pela equipe médica que fazia plantão no local.

Ainda de acordo com as mesmas fontes, desde o início da semana que vários telefonemas anônimos estavam sendo disparados para integrantes do Governo fazendo ameaças de boicote ao desfile, mas não foram levados a sério. A mulher dos gritos, depois de tocar o terror na Praça de Eventos entrou em uma casa próximo ao prédio da Semas - Secretaria de Assistência Social, e após denúncias foi abordada pela polícia. Ao ser informada pelos policiais de que seria conduzida para a delegacia para prestar esclarecimentos, disse que estava "passando mal" e que não poderia ir. Isto, segundo relatos repassados informalmente ao blog.

A repercussão nas redes sociais foi imediata, as pessoas perplexas sem entender o que tinha acontecido entupiram suas timelines com postagens querendo saber o que realmente tinha acontecido, provocando uma reação em cadeia: surgiu uma montanha de comentários com teorias de conspirações para todos os gostos, até de terrorismo. Porém, a mais discutida seria uma suposta sabotagem da oposição ao trabalho do Governo Adamor, já que se trata de período eleitoral e em Santa Luzia as disputas costumam ser mais do que acaloradas, onde tudo é possível.

O fato é que o episódio é da mais alta gravidade por que colocou em risco a segurança e a integridade física e emocional de milhares de pessoas, e o mais grave de tudo: colocou em risco a vida de dezenas de inocentes, crianças com menos de cinco anos de idade que participavam do desfile ou estavam na companhia dos pais na platéia. A sociedade confia no trabalho das autoridades policiais, mas exige respostas enérgicas na apuração do caso e na punição da culpada, ou culpados. O que aconteceu ontem está muito, mas muito longe mesmo, de ser apenas uma simples brincadeira ou pegadinha, foi um crime de atentado contra a segurança da sociedade que expôs a vida das pessoas a vários riscos imprevisíveis. Portanto, está mais do que na hora da polícia e os responsáveis pela segurança da cidade irem em busca das respostas que tanto os luzienses querem saber: Por que? Quem mandou? Quem está por trás de tudo isso? E, principalmente, qual o interesse?

Com a palavra as autoridades policiais...

Abaixo um vídeo gravado no exato momento em que o pânico tomou conta das pessoas e provocou uma onda de correria na Praça de Eventos:

Comentários

Anônimo disse…
arrmação desse safado desse prefeito
Anônimo disse…
PREFEITO VAGABUNDO MAS SUA CORJA DE PUXA SACO CRIANDO TEATRO E PONDO EM RISCO A VIDA DAS PESSOAS. ESSE PREFEITO MERECE MORRE, SAFADO QUE ROUBA O DINHEIRO..
Anônimo disse…
Com certeza é o Doutor que ta por trás disso !
Anônimo disse…
obra do pilantra do Adamor..
Anônimo disse…
do jeito que essa cidade não tem movimento e parada no tempo, com certeza teve armação para a reeleição desse bosta do Adamor.