A Informação Passada a Limpo

A Informação Passada a Limpo

Prefeito emite nota e pede explicações à Polícia Rodoviária Federal sobre as ações que tem revoltado a população de Santa Luzia do Pará

Na noite desta terça-feira, 17, após ser acionado por oito vereadores e ter recebido inúmeras mensagens e registros de vídeos sobre as ações de fiscalização da PRF - Polícia Rodoviária Federal, da unidade de Capanema, que tem acontecido rotineira e diariamente em Santa Luzia do Pará desde o final do ano passado que têm incomodado bastante a população e gerado um clima de apreensão e muita insatisfação, o prefeito Adamor Aires se manifestou na suas redes sociais sobre o assunto.

O chefe do executivo municipal luziense se disse estarrecido com o grau de agressividade com tem agido a PRF nas ruas da cidade, extrapolando claramente a competência da própria instituição, usurpando as atribuições das forças de segurança do município como a GCM - Guarda Civil Municipal e Polícia Militar, como se Santa Luzia fosse "terra de ninguém". Nos registros de vídeo recebidos pelo prefeito é possível ver uma viatura da PRF em disparada pelas ruas da cidade perseguindo um motociclista em via pública colocando em risco a segurança do próprio condutor e de quebra das pessoas que circulam pelas ruas. Em outro vídeo é possível ver os agentes da PRF entrando em uma residência para abordar um cidadão, em um flagrante claro de ilegalidade.


Diante das inúmeras ocorrências e da reclamação generalizada da população que fez coro nas redes sociais "pedindo socorro" nesta terça após uma tarde inteira de perseguições, apreensões e muita humilhação imposta aos condutores de veículos - cidadãos de bem, trabalhadores que na maioria das vezes usam sua motocicleta como principal meio de "ganha pão"  - o prefeito entrou em contato com o inspetor da PRF de Capanema solicitando uma reunião para tratar do assunto, porque um grande número de populares já estava se organizando nas redes sociais para tomar uma atitude diante de tantos casos de clara perseguição.

O prefeito esclarece que não tem nada contra o trabalho preventivo da PRF no município, mas discorda veementemente da forma como as abordagens são feitas sem nenhum critério, de sobressalto e de forma totalmente autoritária.

Veja a nota:

"Boa noite Amigos e Amigas de Santa Luzia do Pará!

Cheguei agora à noite de uma viagem curta de descanso que fiz com a família. Já estou na cidade, e me deparei com dezenas de relatos de amigos, inclusive, de vereadores, acerca da conduta da Polícia 👮‍♀️ Rodoviária Federal na sede de Santa Luzia.

Devo dizer, inicialmente, que, pelos relatos e vídeos que assisti, NÃO CONCORDO E DESAPROVO o tipo de abordagem da PRF, que está causando pânico e apreensão à nossa população. Creio até, pelas abordagens visualizadas, que está havendo invasão na competência municipal sobre a fiscalização do trânsito na área urbana e nas ruas da cidade.

Por outro lado, quero aqui REGISTRAR e deixar claro que todas essas intervenções e/ou invasões na competência municipal, SÃO TOTALMENTE DESCONHECIDAS pelo Prefeito Municipal ou qualquer outro órgão municipal. Em nenhum momento, este gestor ou a Prefeitura foi informada ou consultada para a efetivação dessas atípicas ações fiscalizatórias, que parecem ocorrer, de forma habitual e rotineira, na sede do nosso município.

Informo, por fim, que hoje mesmo, depois das 22:00 horas desta terça-feira, entrei em contato com o Inspetor da PRF NICOLAU, onde fiz a devida reclamação dos fatos, e, nesta quarta-feira, 18 de janeiro, estarei protocolando um ofício destinado ao Chefe da PRF/Capanema, para, de forma oficial, tratar desse delicado assunto, que tanta preocupação e polêmica já vem causando no seio da nossa comunidade.

Como se trata de um assunto de caráter e interesse público, repasso a todos um trecho da minha conversa, em áudio, com o referido INSPETOR NICOLAU, onde deixei claro a nossa posição sobre o tema.

Ouça o áudio.

Forte abraço do Adamor Aires...

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.